Siga as Redes Sociais

Entretenimento

‘Não quero dinheiro de Jesus’, diz Sikêra Júnior sobre proposta da Record

Karytha Leal

Publicado

em

Polêmico e autentico, Sikêra Júnior ficou conhecido em 2017 quando um vídeo em que dizia que “maconheiros morreriam até o Natal” viralizou nas redes. Logo depois, o apresentador sofreu um infarto e, após receber alta médica, fez uma volta triunfal no programa que apresentava na época, “Plantão Alagoas”, da afiliada do SBT em Maceió, surgindo de um caixão. Desde então, sua carreira deslanchou e virou um sucesso —além da grande repercussão na TV, conquistou muitos seguidores na internet; só no Instagram já são mais de 4 milhões de seguidores.

No final de janeiro deste ano, o pernambucano, que mora em Manaus, estreou para todo o Brasil à frente do “Alerta Nacional”, da Rede TV e já está batendo recorde de audiência. Em entrevista ao colunista Leo Dias, Sikêra contou que recebeu proposta da Record de São Paulo, mas algumas questões o fizeram recusar: “Estou ganhando bem, entendeu? Me ofereceram grana, mas fiquei pensando: ‘Meu Deus, o dinheiro que vem de Jesus Cristo, que eles pedem para Jesus! Não quero, não vou entrar nessa, dinheiro da igreja, abençoado”, revelou ele, dizendo que já comprou nove carros em um mês para presentear a família.

Sem papas na língua, o apresentador relembrou uma situação cômica: usou Viagra e acabou no hospital, de cueca: “Era aniversário de casamento, minha mulher estava toda vestida de onça, nessa noite ela encheu a casa de vela, aí comecei a me animar”. Sobre fazer piadas com homossexuais e ser intitulado de homofóbico e misógino, Sikêra afirma não se importar com os comentários: “Isso é palhaçada, não estou nem aí. Não mexendo na folha de pagamento, me chame do que quiser, não me atrapalha em nada.

Leo Dias Você repetiu a sétima série sete vezes e se tornou um dos apresentadores com maior repercussão na TV e na internet. Qual é o exemplo que Sikêra Junior quer passar para os jovens que o acompanham ele? Ou ele não quer passar exemplo nenhum?

Sikêra Júnior – Quero passar exemplo, sim, de que por menos estudo que você tenha, por menos condições que você tenha de moradia, ausência dos pais, enfim, qualquer coisa nesse sentido, isso não é desculpa para você não ir buscar o melhor para a sua vida. Ora, a maior prova sou eu. É possível! E quando tiro onda com maconheiro, com aquelas brincadeiras, é para justamente dizer: “Sai dessa!”. Estou zoando com a sua cara para ver se você para, entendeu? Vai estudar, poxa! Vai trabalhar!

Você falou que muita gente, por inúmeras questões na vida, ou por ter dificuldade na escola, acha que não tem talento nenhum. Mas sou da seguinte opinião: que Deus deu um dom para todo o mundo. Cada ser humano precisa descobrir o seu dom, qualquer que seja.

Pois é. Outra coisa que tenho comigo: ninguém toma o que é de ninguém. O que é seu vai ser seu. “Mas, Sikêra, é muito fácil hoje para você, que está com uma vida tranquila”. É, mas ninguém viu os 33 anos que passei para chegar até aqui. Vim ter o meu primeiro carro quitado, no meu nome, com 45 anos de idade. Nunca tive esse lance da inveja, não. Acho assim: vou ter também, vou chegar lá, sabe? Vou ter esse carro, vou comprar a minha aeronave. Estou comprando a minha primeira aeronave, está quase fechado. São sonhos, enquanto não morrer, enquanto estiver com vida e saúde [vou sonhar].

Você está comprando uma aeronave?

É, saiu! [risos]

Mas você não tem medo de avião?

Não, adoro voar, adoro tudo de avião.

Então quer dizer que Sikêra já está comprando seu primeiro jatinho! Você sabe que, antes do Natal de 2016, você era apenas um apresentador policial como tantos que existem no Brasil. A sua vida mudou depois que alguém publicou um vídeo em que você rogava praga para os maconheiros. Aquele vídeo viralizou de tal forma na internet que mudou a sua vida. A pessoa que jogou aquele vídeo na internet te conhecia?

Não, até porque aquilo era uma brincadeira velha. Fazia aquilo todo ano: “Daqui para o Natal, você, maconheiro, não vai ver Papai Noel. Você não vai ver a rena, não vai ver o shopping”. Essa brincadeira eu fazia todo final do ano. Aí, a coincidência que deu esse “boom” sabe o que foi? Em dezembro joguei a praga e em janeiro, no dia 3, eu tive o infarto. Aí os maconheiros: “Aêê, está vendo aí? A praga voltou para ele. Ele que se arrume, ele vai morrer”. Achei que ia morrer, mesmo. Coloquei cinco stents.

Você sabe que eu estava com o Amilcare Dallevo Jr [presidente da Rede TV!] assim que ele voltou de Manaus, tinha ido negociar com você e estava bastante impressionado com a sua autenticidade e popularidade. Mas você havia recebido uma proposta da Record São Paulo e recusou sair de onde você estava. Por que você preferiu a proposta da Rede TV!?

Adoro São Paulo para passeio. Adoro a Santa Ifigênia, mas não mais andar lá, nem de boné, nem de óculos escuros. O pessoal já sabe que sou eu, graças a Deus é reconhecimento do trabalho. Adoro a 25 de Março, mas já não posso mais andar na 25 de Março. Adoro a avenida Paulista, é uma riqueza tomar café ali. Mas São Paulo sempre me assustou, sabe? É muito prédio, é muito concreto, é muita gente correndo. Ninguém dá bom dia a ninguém. É shopping lotado, é tudo “troncho”. Você chega no shopping, passa um cara com metade do cabelo azul, outra metade amarela, daqui a pouco vejo lá um cara desfilando com uma girafa, é um povo estranho, parece que estou em outro planeta. Sou um velho, essas coisas me assustam. Minha mulher não, ela queria ir para São Paulo. É que gosto daqui onde estou. Estou bem, comprei a minha casa aqui. A casa dos sonhos, sabe como é que é? Comprei o carro dos meus sonhos. E comprei o carro da minha mulher, comprei carro para a minha filha, para o meu filho. Em um mês comprei nove carros para a família todinha.

Você tem 53 anos, já infartou, já rogou praga para maconheiro. Quero saber, Sikêra Júnior, você nunca fumou maconha?

Nunca. Sabe por quê?

Por quê?

Simples. A minha criação foi assim. Nós fomos criados em engenho de usina de cana-de-açúcar, o meu pai muito bruto, a minha mãe costureira. O meu pai dizia assim: “Olha, meu filho, quem fuma maconha dá o caneco” [risos].

Dá o quê? Não entendi, o que é caneco?

O caneco, o c*! Aí fiquei com medo e disse: “Quero não!” [risos]

A Record São Paulo te ofereceu mais dinheiro do que você está ganhando hoje?

Olha, foi.

Uma das razões para você não ir para a Record foi a questão da liberdade?

Foi. Porque dinheiro estou ganhando bem. Eles me ofereceram grana, disseram assim: “Sikêra, ouça a nossa oferta!”. Eu disse que não queria nem ouvir. O povo aqui no Brasil acha que dinheiro é tudo. E quando fiquei pensando: “Meu Deus, dinheiro que vem de Jesus Cristo, né? Que eles pedem para Jesus. Não vou querer não, não vou entrar nessa”. Aí me pesou também essa parada. Dinheiro da igreja, abençoado.

Ah, então pesou também o fato de ser um dinheiro vindo da igreja, é isso?

Foi uma soma de fatores. A primeira coisa, com toda realidade te digo, era receio que eles me botassem na geladeira. Que ia chegar o ponto em que iam começar a me engessar, não ia poder dizer metade do que digo na Rede TV!. Daqui a pouco eles iam me jogar na Record News, eu ia sumir do mercado, iam me mandar para casa, e eu estava lascado, pedindo emprego.

Na Rede TV! você tem total liberdade, Sikêra?

Acho que tenho até demais. Disse para o dono: “Você bota freio para Sikêra, tá? Ou desço a ladeira quebrando tudo o que passa pela frente”. Porque Sikêra não presta, Sikêra não presta!

Muita gente te acusa de ser o apresentador dos bolsominions. Afinal de contas, qual é a sua relação com a família do presidente da República?

A relação minha e do presidente é de respeito, de carinho…

Você tem o WhatsApp do presidente?

Não tenho, a gente se fala por carta [risos].

Não tem intermediador? Então você fala direto com ele?

Não falei isso. Quem liga é o major [deputado Vitor Hugo, líder do governo], quando ele está querendo falar comigo.

Você estará ao lado de Bolsonaro em qualquer momento? Independente de qualquer ação dele?

Não. Na hora em que ele errar, vou falar. É simples assim. Se sei que o cara está errado, vou também? É kamikaze? Vou morrer? Não. Me disseram para não tocar nesse assunto, mas perguntei a ele na entrevista: “Presidente, o senhor disse que é atleta, que é uma gripezinha, e eu presidente?”. Então, faço o que me dá na cabeça. Até quando tiver emprego, saúde e inteligência.

Sikêra, te chamam de homofóbico, misógino, racista. Você parece ter construído um personagem na televisão, mas nunca contou quem é o verdadeiro José Siqueira. Quem é você fora do ar?

Pai de família. Adoro ficar em casa, odeio ir para a rua, não gosto de shopping, não gosto de cinema, sou antissocial, odeio jantares na casa de quem quer que seja. Odeio foto com político, não visito político. Não gosto de ficar posando perto de governador, de senador, de deputado, de presidente. Adoro mexer nas minhas coisas, na parte de eletrônico. Adoro quebrar e consertar. Adoro tocar as minhas músicas, sou DJ desde os 14 anos, por necessidade. Tenho meus equipamentos hoje da melhor qualidade, pude comprar tudinho novo. Toco em casa, tomo o meu uísque toda sexta-feira com água de coco, fico bêbado, liso e apaixonado, sem dever satisfação a ninguém. Não dirijo para beber, não bebo para dirigir, só bebo em casa com poucos convidados. Sou o homem mais feliz da face da Terra. Tenho um filho de 2 anos e 8 meses que, quando chego, me dá uma alegria! Pena que tenho que passar álcool em gel para pegar nele agora. Tenho minha mulher, que acabou de fazer lanternagem completa, diminuiu o peito, tirou barriga, ajeitou bunda. Sabe, estou doido que ela tire os pontos logo. Ela está parecendo o Frankenstein, mas na hora que ela tirar, vai ser uma noite de amor, de sexo!

Você usa Viagra?

Tomei uma vez, quase morri.

Ah é? Coração disparou?

É que sou hipertenso. Tomei metade de um Viagra que um amigo me deu e guardei a outra na carteira. Era aniversário de casamento. Tomei o comprimido, bebi uma dose de uísque para ir animando minha esposa e tal. Aí, não vi resultado nenhum, tomei o outro pedacinho. Minha mulher… A bichinha estava toda vestida de onça, ela encheu a casa de vela, aí comecei a me animar e minha mulher olhou para mim e falou: “O que você tem?”. Olhei paro o meu p** e pensei que ela estivesse impressionada. Ela disse: “Você está muito vermelho”. Meu peito foi apertando e fomos para o hospital. O médico disse que eu não podia tomar essa por** nunca, por conta da minha hipertensão. Aí a gente terminou o aniversário de casamento no hospital, eu de cueca e minha mulher de oncinha. A pressão subiu e o pau* até hoje nada [risos]

Você não se considera homofóbico?

Não. A minha equipe é composta por lésbicas, sapatão, viado, gay, jumento e são os que mais colaboram comigo, são os que mais me ajudam, são os mais criativos.

E se você tivesse um filho gay?

Acho que seria difícil entender inicialmente, porque um pai tão macho. É aquela história né? “Meu filho é homossexual, bicha é o do vizinho.” Mas, se caso acontecesse com meu filho, seria mentira dizer que eu ia aceitar normalmente. Lógico que ia ficar chocado e dizer “filho da peste quebrou toda regra da família”.

Você acha que você ia demorar um tempo a aceitar, mas inevitavelmente aceitaria?

Tenho que aceitar, é meu filho, vou botar para fora de casa por causa de uma escolha sexual? Meu filho, que vi crescer, passei a noite balançando, velando o sono dele, que vi primeiro dente nascendo… Vou abandonar meu filho? Tá louco. O que não gosto, e é um direito meu, o que não aceito são os títulos LGBTKY não sei o que. Ah, não pode mais cantar “maria sapatão”, não pode mais cantar “morena do cabelo duro”. Agora, mexem com o meu senhor Jesus Cristo no Carnaval, Parada Gay pega o crucifixo e enfia no rabo, como é que esse povo quer respeito? Você imagina se, depois de tudo o que eles fizessem, eu rasgasse uma bandeira LGBT? Vixe Maria, eu era banido do Brasil. Mas hoje tenho o direito de opinar e de discordar. Estou acordando as pessoas, porque não precisa ninguém entrar no mesmo restaurante que eu e botar uma bandeira LGBT. Não vai mudar nada em minha vida, o garçom não vai dar desconto a você porque é gay, o estacionamento você não vai ganhar de graça, o cinema não vai te dar desconto no ingresso. Acaba com isso, somos iguais, o ingresso que você paga é o mesmo, o imposto é o mesmo, o estacionamento é o mesmo, provavelmente a comida é a mesma. Vamos acabar com essa palhaçada. É o meu pensamento.

Comente

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Famosos

Bruno, da dupla com Marrone, posta fotos em Dubai com brasileiro foragido acusado de dar golpes

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Bruno, da dupla com Marrone, e Danilo Dubaiano, acusado de crimes de estelionato e formação de quadrilha Foto: reprodução/ instagram

Bruno, da dupla com Marrone, chocou muitos de seus seguidores pelas últimas postagens que fez em seu perfil no Instagram. Desta vez, o cantor não dava bronca em seu companheiro de cantoria ou fazia alguma brincadeira de mau gosto, como aconteceu em algumas de suas lives durante 2020, na pandemia. Em registros bastante descontraídos, o sertanejo aparece ao lado de Danilo Dubaiano, nome artístico de Danilo Vunjão Santana, que tem dois mandados de prisão expedidos no Brasil, por chefiar um esquema de pirâmide financeira com Bitcoins, que lesou clientes em mais de R$ 500 milhões.

Num dos cliques, de dois dias atrás, Bruno aparece num iate ao lado de Danilo, bebendo um drinque com um dos cartões-postais do país ao fundo. “A palavra tem poder, da uma olhada na minha última postagem! Obrigado por tudo, Danilo Dubaiano”, escreveu o cantor, que bloqueou os comentários, após inúmeras críticas. Numa outra, com uma baita aglomeração, também na embarcação, os dois foram fotografados com a mesma paisagem ao fundo e uma legenda irônica: “Glória a Deus! O resto é inveja”.

As postagens não passaram despercebidas por quem se diz lesado por Danilo tampouco pelos fãs do cantor, que cobraram um posicionamento, que veio novamente em tom de ironia: “Não é porque eu ando com quem bebe que sou obrigado a beber também”. Muitos internautras não gostaram do tom.

“Belas palavras Bruno quem não deve não teme, mas é um camarada q deveria está pagando pelos seus atos vc concorda ?”, “Minha mãe dizia; ”Diga-me com quem tu andas e eu te direi quem tu és”, “Bruno, esse covid não está te fazendo bem”, foram alguns dos comentários que sobraram na postagem.

300 pessoas lesadas

Danilo tem dois mandados de prisão expedidos, um no Rio Grande do Sul e outro na Bahia. Segundo as investigações do Ministério Público, ele lesou clientes no Brasil e no exterior, movimentando quase R$ 500 milhões ilegalmente. O golpe era realizado através de um site de apostas esportivas.

Para se cadastrar, o cliente tinha que depositar uma quantia, com a promessa de ganhos de 30% do valor investido. Só que esse “lucro” não era resgatado. Quem ganhava o dinheiro eram os que estavam no topo da pirâmide, que iam convidando outras e aplicando os golpes.

No Rio Grande do Sul, as denúncias contra Danilo são por estelionato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O Ministério Público estima que o esquema tenha feito milhares de vítimas. Os crimes foram descobertos em 2017, após denúncias em Sapiranga, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Somente no RS, uma associação reúne cerca de 300 pessoas lesadas.

O golpe era aplicado por meio de um site, chamado D9, que funcionaria como um jogo de apostas em campeonatos de futebol. Para as autoridades, era um disfarce para a prática da pirâmide financeira. Em 2019, numa entrevista ao “Fantástico”, ele se defendeu e negou os crimes.

“O que a gente fez foi criar um curso pra ensinar as pessoas ter as análises estatísticas desses mercados”, alegou ele, que pensava em devolver o dinheiro às vítimas, o que não aconteceu: “A gente tem valores superiores ao que as pessoas que se sentiram lesadas têm a receber. Que tenha um ressarcimento, e eu sou a favor disso”.

Danilo está em Dubai, vivendo uma vida de luxo e investindo na carreira musical. Bruno viajou a convite do amigo, para uma festa de aniversário. Em abril de 2018, ele chegou a ser preso nos Emirados Árabes. A carreira musical, ao que parece, está seguindo como o previsto, com recursos próprios. Curioso é que um ano após dar entrevista e dizer que devolveria o dinheiro de suas vítimas, ele gravou o clipe de uma música chamada “Estelionato do amor”, que faz parte de seu DVD “Sofrência em Dubai”.

Fonte: Extra

Continue Lendo

Famosos

Juliette Freire entra na mira da Globo para ter carreira artística

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução/Instagram

A pouco mais de dez dias para a final do “BBB 21”, a sorte está lançada para os que restaram na casa. Uma das partcipantes, no entanto, pode ganhar bem mais que o prêmio de R$ 1,5 milhão. Juliette Freire, que se destacou na edição desde a primeira semana, muitas vezes até de maneira controversa, está na mira da Globo para ter uma carreira solo, semelhante a que foi desenhada para Rafa Kalimann após o programa.

Falante, carismática e atual namoradinha do Brasil, Juliette reúne uma série de predicados que a colocaram em evidência na emissora. Além do mais, a advogada e maquiadora canta. Não por acaso, o escritório de comunicação que vai atendê-la assim que botar os pés fora do “BBB” cuida das relações com a imprensa de Anitta, Thiaguinho e Maria Rita, entre outros.

“O que se pensa para ela é algo grande. Não existe ainda algo desenhado, mas pode até ser que ela apresente algum reality futuramente”, conta uma fonte ligada às negociações.

A pressão de anunciantes também é forte. Juliette tem uma fila deles a esperando quando deixar o confinamento. Para se ter uma ideia do poder que da sister emana, durante a Páscoa, numa ação de uma fábrica de ovos de chocolate foi feita uma promoção que mencionou o nome da paraibana e oferecia um desconto na compra do produto. Esgotou o estoque em um dia.

Assim como a mineira Rafa, que estreia em breve uma atração só sua no Globoplay, Juliette vem tendo números expressivos durante sua jornada no “BBB 21”. Muitos deles até postos em xeque, devido a rapidez com que se multiplicam. Para se ter uma ideia, num período de duas horas, a moça ganhou quase 100 mil seguidores, chegando a 22 milhões, sendo 7 milhões deles em apenas 30 dias.

Um feito e tanto apontam especialistas que, no entanto, desconfiam do quanto orgânico isso seja. “Nem sempre o engajamento é proporcional a estas milhões de contas. Se hoje, Juliette já é a 303ª pessoa mais seguida no mundo (para se ter noção, Vanessa Hudgens é a 100ª, com pouco mais de 40 milhões de seguidores), ainda fica aquém demais quando se fala em fãs engajados. Nesse quesito, ainda ocupa uma posição bastante modesta, com 3 milhões de pessoas na sua frente”, aponta um publicitário: “De qualquer maneira, não há como negar o fenômeno mercadológico que ela representa. E ninguém é ingênuo de deixar passar essa onda sem surfá-la”.

Fonte: Extra

Continue Lendo

Famosos

‘Tentei defender a honra de Deus’, Pastor pede perdão ao desejar a morte de Paulo Gustavo

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução

O pastor José Olímpio da Silva Filho, da Igreja Assembleia de Deus de Alagoas, pediu desculpas em uma carta destinada ao ator e humorista Paulo Gustavo, 42, após desejar publicamente a morte do artista.

“Peço desculpa, pois nunca foi intenção do meu coração ferir, ofender ou machucar a nenhum dos ofendidos (que são aos milhares), a começar do ator Paulo Gustavo, que foi atingindo diretamente, passando por seus familiares, amigos, admiradores e muitos fãs, pois o mesmo é uma pessoa querida no mundo artístico”, escreveu o líder religioso.

Paulo Gustavo batalha pela vida há mais de um mês na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital da zona sul do Rio de Janeiro por causa de complicações da Covid-19. O ator está intubado e, segundo os últimos boletins médicos, o estado de saúde dele continua grave.

Passados quatro dias do episódio, José Olímpio afirmou estar arrependido pelo ato falho e exaltou a família e a própria história construída na Igreja para dizer que é uma pessoa bem-intencionada. “Se forem procurar falhas e imperfeições em mim, vão encontrar muitas, mas, malignas intenções, creio que não encontrarão”, disse.

O pastor explicou que a sua intenção era defender a honra “de meu Deus”. “A minha insensatez foi tentar defender a honra de meu Deus, muitas vezes ultrajada de muitos modos e de muitas maneiras e por muitas pessoas, esquecendo-me eu, de que Deus, o Criador do céu e da terra não precisa de quem defenda a sua honra”, afirma.

E continuou: “quão tolo eu fui! Por ter escrito a sandice que escrevi, mesmo sem no meu íntimo desejar a morte de ninguém, pois apesar de minhas fraquezas, sou um cristão convicto”.

Ao final da carta enviada ao ator, o pastor pediu perdão a Paulo Gustavo mesmo “sem ter cometido o pecado de desejar verdadeiramente a morte de ninguém”.

Numa sequência de outros perdões, o líder religioso de Alagoas se dirigiu à própria família ao tê-la colocado “numa situação vexatória”, e também ao presidente da Igreja Assembleia de Deus “que sempre me ensinou e ensina a todos os obreiros a não perder tempo nas redes sociais e nem exporem-se nas mesmas. Se tivesse dado ouvidos aos seus ensinamentos, não teria caído nessa situação”, escreveu.

Nildo Correia, presidente do Grupo Gay de Alagoas, havia dito à Folha neste domingo (18), que também encaminharia um ofício à direção da Assembleia de Deus nacional e a do estado de Alagoas sobre a conduta de Olímpio. “Acreditamos que a instituição não deve comungar com a postura dele como membro”, afirmou.

Na carta em que pede desculpas a Paulo Gustavo, Olímpio também disse ter colocado as funções que exercia à disposição para análise da Mesa Diretora da Convenção dos Ministros da Igreja Assembleia de Deus no estado de Alagoas.

“Estou solicitando ao Conselho Consultivo e de Ética da mesma, através de documento protocolado na secretaria, a análise do caso em apreço. Ponho-me a disposição do mesmo para que me sejam aplicadas as penas previstas nas normas estatutárias e regimentais de minha Convenção Estadual, de acordo com o que este douto Conselho julga”, disse o pastor.

Em uma segunda carta enviada ao pastor Severino Rodrigues da Silva, presidente da Assembleia de Deus de Alagoas, Olímpio disse que estava colocando as funções que ocupava na Igreja porque a postagem que fez sobre Paulo Gustavo “vem causando grande dano à minha pessoa, à minha família, à minha Igreja e à minha Convenção, entes estes que nada têm a ver com minhas atitudes pessoais”, explicou.

“Notifico humildemente que aceito a punição que me for imposta, dentre as que estão previstas no ordenamento estatutário e regimental da nossa Convenção”.

Leia, abaixo, a íntegra da carta de José Olímpio para o ator Paulo Gustavo
*
Mediante esta, quero apresentar-me ao publico com uma nota dupla: primeiro, para pedir desculpas, pois o pedido de desculpa deve ocorrer quando se cometer um ato falho sem a intenção de ofender ao atingido.

Por isto, em primeiro lugar peço desculpas, pois, quem me conhece, sabe que do meu intimo jamais eu ofenderia propositalmente alguém, estou dessa idade e por aonde passei foi construindo amigos e servindo a quem precisa com o que estar ao meu alcance.

Para saber quem é a pessoa deve-se buscar a começar na família, na vizinhança onde se criou e viveu e na igreja onde é membro. Se forem procurar falhas e imperfeições em mim, vão encontrar muitas, mas, malignas intenções, creio que não encontrarão.

Considerando esse preâmbulo peço DESCULPA, pois nunca foi intenção do meu coração ferir, ofender ou machucar a nenhum dos ofendidos (que são aos milhares), a começar do ator Paulo Gustavo, que foi atingindo diretamente, passando por seus familiares, amigos, admiradores e muitos fãs, pois o mesmo é uma pessoa querida no mundo artístico.

A minha insensatez foi tentar defender a honra de meu Deus, muitas vezes ultrajada de muitos modos e de muitas maneiras e por muitas pessoas, esquecendo-me eu, de que Deus, o Criador do céu e da terra não precisa de quem defenda a sua honra. Quão tolo eu fui! Por ter escrito a sandice que escrevi, mesmo sem no meu intimo desejar a morte de ninguém, pois apesar de minhas fraquezas, sou um cristão convicto.

Peço mil vezes a todos: DESCULPAS, DESCULPAS, DESCULPAS. Mas, mesmo sem ter cometido no meu intimo o pecado de desejar verdadeiramente a morte de ninguém, eu também, quero pedir PERDÃO.

Perdão aos familiares, amigos, admiradores e fãs, porque os feri e principalmente ao ator Paulo Gustavo.

Perdão a minha mãe, irmãos, cunhados, a minha esposa e aos meus três filhos, um jovem e gêmeos adolescentes, por coloca-los em uma situação tão vexatória.

Perdão a memoria de meu pai, que me ensinou a ser um cidadão de bem. Perdão aos meus amigos que ao longo dos anos têm posto tanta fé em mim.

Perdão a minha Igreja na qual nasci e me criei, que desde a minha infância, na Escola Dominical, tem me ensinado o caminho reto.

Perdão aos pastores de todo o Brasil, que Deus me deu a graça de conhecer, ama-los e ser por eles amado.

Perdão aos meus companheiros da briosa COMADAL, por ter-lhes causado este desconforto.

Perdão as mui dignas Mesas Diretoras da IGREJA e da COMADAL, que me deram um voto de confiança, consagrando-me ao Ministério.

Perdão ao meu pastor presidente, que sempre me ensinou e ensina a todos os obreiros a não perder tempo nas redes sociais e nem exporem-se nas mesmas. Se tivesse dado ouvidos aos seus ensinamentos, não teria caído nessa situação.

Por fim e principalmente, quero pedir PERDÃO ao meu Deus, pois por minha causa o seu nome está sendo blasfemado entre os gentios (Rom 2:24), sem que Ele, nem sua Palavra, nem sua Igreja tenham culpa alguma.

Evidenciando o reconhecimento do meu erro, junto a esta nota, dou a conhecer a quem possa interessar, que voluntariamente pus minhas funções à disposição da Mesa Diretora da Convenção dos Ministros da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Estado de Alagoas – COMADAL e estou solicitando ao Conselho Consultivo e de Ética da mesma, através de documento protocolado na secretaria, a analise do caso em apreço, ponho-me a disposição do mesmo para que me seja aplicada as penas previstas nas normas estatutárias e regimentais de minha Convenção Estadual, de acordo com o que este douto Conselho julgar. Termino rogando as orações por mim e por minha família.

Fonte: Folhapress

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat