Siga as Redes Sociais

Esporte

Lutando contra cocaína, Régis vive em casa de reabilitação e faz gol

Redação Encarando

Publicado

em

A CBF está preocupada com o aumento do número dos casos de doping por cocaína no futebol em 2019. Só até abril, foram quatro casos, o que significa o dobro do que foi registrado em 2018. A entidade realiza palestras nos clubes sobre doping como prevenção e educação. O Estado foi conferir a luta do lateral-direito Régis, ex-jogador do São Paulo que faz tratamento para se livrar da dependência de álcool e cocaína.

Régis Ribeiro de Souza usou cocaína por três anos e consumiu álcool de maneira abusiva por oito. Ele conseguiu escapar de uma pesada punição por doping – estimulantes estão entre as substâncias proibidas – em função dos testes paralelos que o São Paulo fazia. Sim, o clube tinha conhecimento de tudo. “Eles sabiam do meu problema quando me contrataram e confiaram em mim. Eles me olharam como ser humano”, elogia.

Aos 29 anos, Régis acabou dispensado por faltas a treinos e por alternar bons jogos e atuações sofríveis. “Saí pelo uso de bebidas e drogas. O São Paulo era meu projeto e a oportunidade escorreu pelas mãos. Depois disso, minha fuga foi tentar esquecer aquela dor da forma mais rápida possível”, conta.

Por causa dos transtornos de comportamento causados pela dependência, ele foi preso três vezes. Seu casamento acabou. Para evitar que sua carreira e sua vida fossem para a lata do lixo – a expressão é do próprio jogador -, ele foi morar na Casa Supera, local de reabilitação que fica em Sorocaba que adota uma metodologia nova. O dependente mora ali, não toma medicamentos e segue sua vida normal. O Estado acompanhou a rotina.

Régis dorme na casa espaçosa e iluminada, almoça e janta lá, participa de terapias individuais e coletivas, mas pode sair para treinar. Sempre acompanhado pelo mesmo funcionário do clube, ele vai, treina e volta. A rotina é a mesma nos jogos. Ele não faz nada só. Na casa, divide o quarto com seis pessoas. Camas arrumadas, colchas discretas. Nas horas de leitura, “Treinando a emoção para ser feliz”, de Augusto Cury. O violão o acompanha nas músicas de louvor – ele é evangélico. A liberdade religiosa foi um fator que o levou até ali. Régis come no restaurante junto com os outros moradores. São 34 ao todo. “Eu adotei essa atitude de me expor entendendo que posso alcançar outras vidas. Quero ser uma influência positiva para elas”, diz o atleta diante de um prato de arroz, feijão e salada.

Na reunião das 14h, 15 dependentes se sentam em cadeiras de madeira formando um círculo. A mensagem principal é que a dependência química é uma doença, que precisa de tratamento. “Vocês não vão deixar de gostar da droga, mas essa mudança é necessária. Vocês precisam aprender a sofrer”, diz o diretor terapêutico da casa e gestor hospitalar Beto Maia. O seu próprio depoimento pessoal também faz parte da experiência como terapeuta. “Hoje (segunda-feira passada), eu completo 19 anos sem usar drogas”, confessou diante dos olhos arregalados dos moradores.

Os custos da casa – cerca de R$ 2.500 por mês – são bancados pelo São Bento, clube que está dando uma segunda chance ao jogador. “Régis tem uma identidade no time. Em suas passagens anteriores, foi muito feliz e teve boa atuação. Ele pediu uma chance e estendemos a mão novamente”, diz o presidente Márcio Rogério Dias.

Régis sai do encontro para o treino. Continua habilidoso com as duas pernas, um dos diferencias que marcaram sua passagem pelo São Paulo. À noite, reunião no Centro de Atenção ao Dependente Químico (Cadq), com palestras e acompanhamento multidisciplinar no centro de Sorocaba. Sim, o motorista está sempre esperando. O lateral é reconhecido nas ruas e devolve o carinho, mas fica triste com os rivais que o chamam de “noia” e “cachaceiro”. “Isso ofende, pois passa da questão profissional”.

No último sábado, diante do Vitória, pela Série B do Campeonato Brasileiro, depois de quatro jogos e 59 dias sem cocaína e álcool, ele voltou a fazer um gol, no triunfo do São Bento por 3 a 1.

Fonte: Metrópoles

Esporte

PSG anuncia renovação de contrato de Neymar até 2025

Avatar

Publicado

em

Chegou ao fim neste sábado (8/5) pela manhã as especulações que Neymar deixaria o Paris Saint-Germain ao final da temporada. Em paz, clube e jogador prorrogaram o contrato até 2025 e aposta é que o brasileiro vai conseguir fazer o time conquistar a tão sonhada Liga dos Campeões após ficar no ‘quase’ nas duas últimas edições.

“Neymar 2025” foi o post do PSG anunciando um final feliz nas negociações pela renovação de contrato. Após o vice na Liga dos Campeões passada e a eliminação na semifinal há três dias, o clube tratou de mostrar que a culpa não foi do astro brasileiro, bastante criticado pela imprensa francesa, e negociou para evitar assédio dos gigantes da Europa no jogador.

O clube usou um vídeo com imagens de Neymar vibrando com a camisa do PSG e ainda o mostrou com uma camisa com o número 2025 às costas. Na França desde 2017, o brasileiro tinha vínculo até junho de 2022.

Aos 29 anos, Neymar terá mais três oportunidades para tentar fazer o sonho do PSG de conquistar a Europa se concretizar. A promessa do clube é de trazer reforços de peso para ajudá-lo nessa missão.

Com a assinatura da extensão do contrato, Neymar vai ganhar em torno de € 30 milhões (aproximadamente R$ 19 milhões) por temporada. Cada minuto de trabalho do brasileiro custará quase R$ 395,00.

Apesar da queda na Liga dos Campeões, o PSG ainda disputa dois títulos na atual temporada. Trava batalha com o Lille pelo Campeonato Francês e está na semifinal da Copa da França, na qual encara o Montpellier. A expectativa é na conquista das duas taças.

Fonte: Metrópoles

Continue Lendo

Esporte

Federação de Futebol do Piauí proíbe acusado de agredir jornalista de entrar em estádios

Avatar

Publicado

em

A Federação de Futebol do Piauí (FFP) decidiu suspender permanentemente a entrada do acusado, de ter agredido jornalista Emanuelle Madeira, em estádios durante quaisquer jogos promovidos pela entidade e pela CBF.

O fato ocorreu na noite dessa última quarta-feira (05) no Estádio Municipal Felipe Raulino – Felipão, na cidade de Altos. O acusado foi identificado como João Paulo dos Anjos Abreu, e vestia o uniforme do Altos durante o crime. A jornalista foi agredida no momento em que filmava uma briga. Ela teve o celular arrancado à força pelo homem, que a agrediu no braço e chegou a agarrar seu pescoço.

Conforme a nota da FFP, o acusado foi autorizado a entrar no estádio por estar relacionado no staff do clube, exercendo a função de auxiliar de Centro de Pesquisa e Análise (CPA). “Após apuração do caso baixou uma resolução suspendendo permanentemente a entrada de João Paulo dos Anjos Abreu nas praças esportivas em dias de quaisquer jogos promovidos pela entidade e pela CBF, mesmo que o seu nome apareça relacionado na pré-escala do clube”, disse trecho da nota.

Confira a nota na íntegra!

Diante dos fatos ocorridos nesta quarta-feira (5) no Estádio Municipal Felipe Raulino – Felipão, na cidade de Altos, logo após o jogo entre Altos e Fluminense, válido pela 9ª rodada da Série A do Campeonato Piauiense de Futebol, a Federação de Futebol do Piauí vem a público prestar alguns esclarecimentos.A FFP informa que identificou a pessoa que usava o uniforme da Associação Atlética de Altos e agrediu a repórter Emanuele Madeira, do Globo Esporte (GE.com), da TV Rádio Clube, afiliada da Rede Globo no Piauí, enquanto a profissional exercia o seu trabalho: João Paulo dos Anjos Abreu, mais conhecido como Joãozinho. A FFP esclarece que João Paulo foi autorizado a entrar no estádio por estar relacionado no staff do clube, exercendo a função de auxiliar de Centro de Pesquisa e Análise (CPA). A FFP informa que após apuração do caso baixou uma resolução suspendendo permanentemente a entrada de João Paulo dos Anjos Abreu nas praças esportivas em dias de quaisquer jogos promovidos pela entidade e pela CBF, mesmo que o seu nome apareça relacionado na pré-escala do clube. A FFP esclarece que a proibição irá perdurar enquanto houver restrições de acesso de torcedores aos estádios, em virtude da pandemia.A mentora comunica, ainda, que já encaminhou ao Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (TJD-PI) o relatório do delegado da partida, bem como a súmula do jogo, ficando a cargo do órgão analise dos fatos, bem como as medidas e possíveis sanções a serem adotadas. A FFP repudia com veemência a atitude de João Paulo e manifesta sua solidariedade à jornalista Emanuele Madeira, que tem exercido a profissão com o estrito senso profissional que caracteriza a prática saudável do jornalismo. Rechaçamos todo e qualquer tipo de violência contra as mulheres e não compartilhamos do pensamento de pessoas que ainda não compreenderam que lugar de mulher é onde ela quiser.

Continue Lendo

Esporte

CBF e FFP fazem doação de ambulância para Hospital da Polícia Militar do Piauí

Avatar

Publicado

em

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Federação de Futebol do Piauí (FFP) entregaram nesta quinta-feira (06) uma ambulância do programa Craques da Saúde para o Hospital Dirceu Arcoverde da Polícia Militar do Piauí durante cerimônia no pátio do Comando Geral da PM-PI, em Teresina.

A solenidade contou com a presença do Presidente da FFP, Robert Brown, que representou também a CBF. A ambulância foi recebida pelo o diretor geral do HPM-PI, Tenente Coronel Marcos Rogério, e pelo comandante geral da PM-PI, Coronel Lindomar Castilho.

“Estamos hoje fazendo a entrega da ambulância do projeto Craques da Saúde e gostaríamos de agradecer ao nosso presidente Rogério Caboclo pela oportunidade. Temos a certeza de que essa ambulância contribuirá para salvar mais vidas no Piauí”, disse o presidente da FFP, Robert Brown.

O Hospital da PM foi escolhido para receber a doação por ter sido um dos que mais recuperaram pacientes da Covid-19 entre os hospitais do Sistema Único de Saúde no Piauí. A ambulância modelo Fiat Fiorino Greencar foi adquirida através de recursos oriundos da Confederação Brasileira de Futebol em parceria com a Federação de Futebol do Piauí.

O Craques da Saúde é um projeto da CBF em parceria com as federações estaduais de futebol que contribuiu com a doação de 27 ambulâncias para hospitais de todo o país. Em cada estado brasileiro, a unidade do Sistema Único de Saúde (SUS) que mais recuperou pacientes da Covid-19 recebeu a ambulância. As doações foram celebradas em jogos do Brasileirão Assaí 2020.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat