Siga as Redes Sociais

Esporte

Polícia entra em campo para prender jogador acusado de tráfico em MG

Redação Encarando

Publicado

em

Pela Supercopa dos Inconfidentes, o Peñarol de Ouro Preto enfrenta o Oito de Dezembro no estádio Caldeirão da Barra, em Ouro Preto, Minas Gerais. Foi quando a Polícia Civil do estado entrou em campo para prender Sonny Clay Dutra. Segundo a polícia, ele é um “craque do crime”. Dados indicam que o Sonny é o principal traficante de pasta-base de cocaína do estado.

Como Sonny era o principal patrocinador do time, ele não tinha uma posição fixa. Era o famoso dono da bola. Quando entrava em campo gostava de jogar com chuteiras do mesmo modelo das usadas pelos grandes craques do futebol mundial; todas personalizadas.

O Fantástico apurou que o cartola-jogador ainda fazia um agrado extra. Para incentivar o time, a informação é que Sonny distribuía para os jogadores, no vestiário, pacotes de nota de R$ 50. O próprio nome de Sonny estampava as camisas, como patrocinador.

A polícia chegou a encontrar um carro com mais de R$ 1 milhão e a apreender 16 quilos de pasta-base de cocaína – isso poderia render 100 quilos de drogas no mercado.

Esta é a quarta vez que Sonny é preso por tráfico de drogas. A mulher do traficante, Efigênia Antônia Lopes Dutra, também foi presa. Outros dois jogadores do Peñarol de Ouro Preto também foram presos. A suspeita, a mesma: tráfico de drogas. Segundo a polícia, todos eles faziam parte de uma única quadrilha.

Em nota, os advogados de Sonny e Efigênia dizem que os investigados possuem ocupações lícitas e encontram-se em processo de separação. A nota diz também que a defesa não obteve acesso amplo aos elementos de prova e que Efigênia e Sonny pretendem colaborar com as investigações a fim de provarem sua inocência.

O Fantástico procurou os representantes do Peñarol de Ouro Preto, mas não obteve resposta.

Fonte: G1

Esporte

Leonardo confirma que Neymar ainda não renovou e mostra otimismo com Mbappé

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/PSG

Dada como certa pela mídia do Qatar (país do dono do PSG) , a renovação do contrato de Neymar com o Paris Saint-Germain até 2026 está bem encaminhada, porém, ainda não foi assinada.

A confirmação foi dada pelo diretor do time francês, Leonardo. “Com Neymar estamos num bom caminho. Mas no fim só está confirmado com a assinatura e esse não é o caso ainda. O mesmo vale para Di María e Bernat . Essas são as quatro questões que estamos discutindo. A ideia é resolver o mais rápido possível, pois, da nossa parte, pretendemos renovar com os quatro”, afirmou.

O diretor também abordou o assunto Mbappé . Ao ser questionado, deu a entender que com Mbappé a negociação parece menos avançada, mas ele mantem o otimismo: “Estamos conversando. Já estamos conversando há muito tempo. Está cada vez mais claro, chegará o momento em que tomaremos uma posição, uma decisão. Acho que cada vez mais nos aproximamos desse momento. Há uma boa abertura para o diálogo”, disse Leonardo .

O brasileiro aproveitou para elogiar o atacante francês, que teve papel decisivo diante do Barcelona pela Champions League , ao marcar três gols, no jogo de ida das oitavas de final . “Se você olha o que ele fez desde que começou no Monaco, é algo único, enorme. Sua posição na equipe é cada vez mais importante. Escuto que Kylian quer responsabilidades, mas ele já tem as responsabilidades”, completou.

Fonte: iG

Continue Lendo

Futebol

Clubes lamentam morte de pai dos goleiros Alisson e Muriel

Karytha Leal

Publicado

em

Clubes de todo o Brasil lamentaram a morte de José Agostinho Becker, pai dos goleiros Alisson, do Liverpool, e Muriel, do Fluminense. José foi encontrado morto após desaparecer em uma barragem no município de Lavras do Sul, a 320 km de Porto Alegre.

O Corpo de Bombeiros da cidade confirmou que o corpo foi encontrado por volta das 22h50 nesta quarta-feira (25) por um amigo e um funcionário da propriedade da família Becker. A Polícia Civil estava no local quando o corpo foi encontrado.

José Agostinho Becker, de 57 anos, se banhava em uma propriedade da família durante a tarde desta quinta-feira, submergiu, mas não voltou a aparecer. A propriedade da família Becker fica em uma localidade chamada de Rincão do Inferno, na zona rural do município.

A família de Alisson e Muriel é radicada em Novo Hamburgo, na região Metropolitana de Porto Alegre. Goleiro no futebol amador, José Agostinho Becker influenciou os filhos a se tornarem goleiros.

Dada a confirmação da notícia, diversos clubes manifestaram apoio à família Becker nas redes sociais. Um dos primeiros a lamentar o ocorrido foi o Internacional, time que revelou Alisson e Muriel para o mundo.

Continue Lendo

Futebol

Por 10º título no Morumbi, Ceni precisa de algo inédito na carreira

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Rogério Ceni está muito perto de levar o Flamengo ao 8º título brasileiro em sua história. A conquista, que seria inédita em sua carreira como treinador, pode ser ainda mais especial para ele – quase como um roteiro de filme -, pois o jogo decisivo será disputado no Morumbi, estádio onde o ex-goleiro é o recordista de jogos e conquistou nove títulos com a camisa do São Paulo.

Em seus mais de 20 anos como jogador do Tricolor, Ceni construiu uma relação especial com o Morumbi. Lá, ele venceu a Supercopa Libertadores da América (1993), Campeonato Paulista (1998 e 2000), Torneio Rio-São Paulo (2001), Supercampeonato Paulista (2002), Copa Libertadores (2005), Campeonato Brasileiro (2006 e 2007) e Copa Sul-Americana (2012).

Considerado por muitos são-paulinos como o maior ídolo da história do clube, ele admite que o local é especial para sua carreira: “O Morumbi faz parte da minha história, tenho um respeito muito grande pelo São Paulo e agora estamos em uma nova fase. Quero escrever minha história pelo Flamengo. É uma casualidade o jogo ser no Morumbi. Jogaremos com o maior respeito, vamos enfrentar um grande time que nos fez sofrer bastante esse ano. Vamos ao Morumbi com essa possibilidade de ser campeão brasileiro, com o maior respeito que o São Paulo merece pelo clube que é”, disse o técnico flamenguista, em entrevista coletiva após o jogo contra o Internacional.

Porém, apesar do local lhe trazer boas lembranças, o São Paulo como adversário não tem sido tão bom para o ex-goleiro. Em sua carreira como treinador, Ceni já enfrentou o clube sete vezes. E nunca venceu. Foram cinco encontros pelo Fortaleza, com três derrotas e dois empates, com direito à eliminação nas oitavas de final da Copa do Brasil 2020, além de dois pelo Flamengo. E com mais uma queda na Copa do Brasil, com derrotas tanto no Maracanã, quanto no Morumbi.

Aliás, o São Paulo não tem sido uma “pedra no sapato” apenas de Ceni, mas também do Flamengo. Além dos dois confrontos já citados em 2020, o Tricolor ainda goleou o Rubro-Negro no primeiro turno do Brasileirão, por 4 a 1. A última vitória dos cariocas para cima dos paulistas foi em 2017. E o técnico, aliás, estava do outro lado. Foi após a derrota por 2 a 0 na Ilha do Urubu, no Campeonato Brasileiro daquele ano, que ele foi demitido do comando do São Paulo.

Fonte: R7

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat