Siga as Redes Sociais

Esporte

Começa hoje na França a 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

A França é a sede da 8ª Copa do Mundo de Futebol Feminino. A competição começa nesta sexta-feira (7) com o jogo de abertura entre França e Coreia do Sul, marcado para as 16h, no Parc des Princes. A final ocorrerá no dia 7 de julho, às 17h, no Estádio de Lyon. 

Ao todo 24 equipes estão divididas em seis grupos:

Grupo A – França, Coréia do Sul, Noruega e Nigéria

Grupo B – Alemanha, China, Espanha e África do Sul

Grupo C – Austrália, Itália, Brasil e Jamaica

Grupo D – Inglaterra, Escócia, Argentina e Japão

Grupo E – Canadá, Camarões, Nova Zelândia e Holanda

Grupo F – Estados Unidos, Tailândia, Chile e Suécia

Grupo A

França

Ocupa o 4º lugar no ranking da Fifa. Já participou de três Copas do Mundo. A melhor colocação foi em 2003, quando chegou a fase semifinal. A seleção não participou das eliminatórias por ser o país anfitrião. Se preparou para competição com uma série de amistosos. A técnica é a ex-jogadora Corinne Diacre, a primeira mulher a assumir o comando de uma equipe masculina profissional na França. A capitã da equipe é Amandine Henry, que atua no Olympique Lyonnais.

Coreia do Sul

Ocupa a 14ª posição no ranking da Fifa. Participou de duas Copas do Mundo. O melhor resultado alcançado foi em 2003 – as oitavas de final. O técnico e ex-jogador Yoon Deokyeo comanda a equipe desde 2012. O ponto forte da equipe é a defesa. A Coreia passou pela Copa Asiática sem levar gols e garantiu vaga na Copa da França. A estrela do time é Ji Soyun. A meiocampista atua pelo Chelsea e faz sucesso na liga inglesa.

Noruega

Ocupa a 12ª posição no ranking da Fifa. Participou de todas as edições da Copa do Mundo. Garantiu vaga na Copa da França ao liderar o grupo 3 nas eliminatórias europeia. O treinador sueco Martin Sjogren sucede Even Pellerud, o homem que levou a Noruega ao título mundial em 1995. A estrela do time é Maren Mjelde, jogadora do Chelsea.

Nigéria

Ocupa a 38ª posição do rancking da Fifa. Participou de todas as Copas do Mundo. O melhor resultado foi a classificação para as quartas de final em 1991.O título de campeã da Copa da África 2018 alcançado nos penaltis. A recompensa valeu vaga na Copa da França. O treinador da seleção nigeriana é o sueco Thomas Dennerby. O destaque da equipe é a atacante Asisat Oshoala, que joga no Barcelona e eleita melhor jogadora africana três vezes (2014, 2016 e 2017).

Grupo B

Alemanha 

Ocupa o 2º lugar no ranking da Fifa. Participou de todas as Copas do Mundo. É Bicampeã. Na campanha de classificação para Copa na França, sofreu apenas uma derrota contra a Islândia e venceu as outras sete partidas sem levar gols. A técnica é Martina Voss-Tecklenburg. A estrela do time é Dzsenifer Marozsan. A jogadora concorreu ao prêmio de melhor jogadora do mundo em 2018 e ficou na terceira colocação. Atualmente joga no Olympique Lyonnais.

China

Ocupa o 16º lugar no ranking da Fifa. Já participou seis vezes da Copa do Mundo de Futebol Feminino. O primeiro título quase foi alcançado em 1999, quando ficou com o vice-campeonato ao perder para Noruega. A equipe é comandada pelo ex-jogador Jia Xiuquan. A estrela do time é a atacante Li Ying.

Espanha

Ocupa a 13ª posição no ranking da Fifa. Participa do Mundial pela segunda vez. Foi a primeira equipe a confirmar participação na Copa da França de forma invicta nos oito jogos disputados. O técnico Jorge Vilda comanda a seleção espanhola desde 2015, quando iniciou uma renovação na equipe e mudanças táticas. A jogadora Irene Paredes é líder nata e considerada uma das melhores zagueiras do mundo. Apesar de jogar na defesa, a jogadora do Paris Saint-Germain foi a segunda artilheira nas eliminatórias para Copa da França 2019.

África do Sul

Ocupa a 49ª posição no ranking da Fifa. Depois de várias tentativas, conseguiu a oportunidade de participar pela primeira vez da Copa do Mundo. A técnica é Desiree Ellis, pioneira no futebol feminino na África do Sul. A zagueira Janine Van Wyk, que atua no time americano Houston Dash, soma 160 convocações para defender a seleção sul-africana.

Grupo C

Austrália

Ocupa a 6ª posição no ranking da Fifa. Disputou seis Copas do Mundo. O melhor resultado foi a classificação para as quartas de final em 1995. As Matildas são vice-campeãs da Copa da Ásia de Futebol Feminino. O técnico da equipe é o croata Ante Milicic e a estrela do time é atacante Sam Kerr.

Itália

Ocupa a 15ª posição do ranking da Fifa. Disputou duas Copas do Mundo. O melhor desempenho foi em 1991 quando foi eliminada nas quartas de final. A seleção italiana carimbou o passaporte para a França com uma atuação impecável. Registrou apenas uma derrota contra a seleção belga quando a classificação já estava garantida. As italianas são comandadas pela técnica Milena Bertolini há 15 anos. A estrela do time é Barbara Bonansea, que atua no meio de campo e ataque.

Brasil

Ocupa a 10ª posição no ranking da Fifa. Participou de todas as edições da Copa do Mundo. O melhor resultado foi o vice-campeonato em 2007. A seleção canarinho é campeã da Copa América 2018. A conquista levou a equipe à Copa da França. O treinador é Vadão. Ele já comandou a seleção feminina na Copa do Canadá (2015), venceu o Pan-Americano (2015), ficou em 4º lugar nas Olimpíadas 2016 e venceu a última Copa América. Dentro de campo, além de Marta (eleita a melhor jogadora do mundo seis vezes e a maior artilheira da história do Mundial), a seleção brasileira também conta com Formiga (a única jogadora que participou de todas as Copas do Mundo).

Jamaica

Ocupa o 53º lugar no ranking da Fifa. É o primeiro país caribenho a participar de uma Copa do Mundo de Futebol Feminino. Garantiu a vaga no Mundial da França ao eliminar o Panamá nos pênaltis. As estreantes são comandadas pelo experiente técnico Hue Menzies desde 2014. A estrela do time é a atacante Jody Brown.

Grupo D

Inglaterra

Ocupa o 3º lugar do ranking da Fifa. Já participou quatro vezes da Copa do Mundo. A melhor posição foi o 3º lugar em 2015. Confirmou participação na Copa da França ao terminar em primeiro lugar no Grupo 1 da Eurocopa. O técnico é Phil Neville, ex-jogador do Manchester United. A atacante Fran Kirby, que atua no Chelsea, é a principal aposta da equipe inglesa.

Escócia

Ocupa a 20ª posição no ranking da Fifa. Participa pela primeira vez da Copa do Mundo. A ex-capitã escocesa Shelley Kerr foi a primeira mulher a ser técnica de um time masculino sênior no Reino Unido. Assumiu o comando da seleção em 2017. Uma das principais jogadora da equipe é Kim Little. A atacante já representou a Grã-Bretanha nas Olimpíadas de 2012 e agora, pela primeira vez, participará de uma competição representando a Escócia.

Argentina

Ocupa a 37ª posição no ranking da Fifa. Participou de dois Mundiais. Nunca passou da fase de grupos. Garantiu vaga na Copa da França pela repescagem ao eliminar o Panamá. O treinador é Carlos Borrello. A capitã é a meio-campista Estefania Banini, que atua no time espanhol Levante.

Japão

Ocupa a 7ª posição do ranking da Fifa. Participou de todas as edições da Copa do Mundo. Disputou duas finais e conquistou o primeiro título em 2011. É o atual campeão asiático de futebol feminino. A técnica da seleção japonesa é a ex-jogadora Asako Takakura-Takemoto. A estrela do time é Mana Iwabuchi. Esta será a terceira participação em Copa do Mundo da atacante que despontou para o futebol mundial aos 15 anos.

Grupo E

Canadá 

Ocupa a 5ª posição do ranking da Fifa. Soma seis participações em Copas do Mundo. O melhor resultado conquistado foi o 4º lugar em 1995. As canadenses não encontraram dificuldades para chegar até a disputa na França. Sofreram apenas uma derrota contra as americanas na fase de classificação. O técnico da equipe é o dinamarquês Kenneth Heiner-Moller. A atacante e artilheira Christine Sinclair participa pela quinta vez do Mundial, joga no time americano Portland Thorns FC.

Camarões

Ocupa a 46ª posição do ranking da Fifa. Participa pela segunda vez Copa do Mundo de Futebol Feminino. O melhor resultado foi em 2015 quando avançou para as oitavas de final. A equipe é comandada pelo técnico Alain Djeumfa. A estrela do time é a atacante Gabrielle Onguene, que joga no PFC CSKA Moscow.

Nova Zelândia

Ocupa a 19ª posição no ranking da Fifa. Participou quatro vezes da Copa do Mundo, mas nunca passou da primeira fase. É a atual campeã da Copa da Oceania.Conquistou vaga no Mundial ao vencer o Peru na repescagem intercontinental. O técnico da Nova Zelândia é escocês o Tom Sermanni, que já disputou três copas. A equipe conta com a também veterana Ali Riley, que atua no Chelsea.

Holanda

Ocupa o 8º lugar do ranking da Fifa. Na única vez que participou da Copa do Mundo (2015), foi eliminada nas oitavas de final. Desta vez, garantiu vaga na Copa da França pela repescagem. A técnica da seleção holandesa é Sarina Wiegman, eleita a melhor treinadora da Europa em 2017. A atacante Lieke Martens, que joga no Barcelona, foi eleita a melhor jogadora da Europa em 2017.

Grupo F

Estados Unidos 

A líder do ranking da Fifa participou de todas as edições da Copa do Mundo. As americanas são campeãs da América do Norte, Central e Caribe de 2018. O título garantiu vaga na Copa da França 2018. A técnica é Jill Ellis. Em 2015, ela recebeu o título de melhor treinadora mundial feminina, mesmo ano em que conquistou o tricampeonato mundial. Julie Ertz é uma das principais jogadoras da equipe. Apesar de jogar na defesa já provou que é marcadora de gol também. Ela chega à Copa da França de 2019 no auge da sua carreira. Atualmente joga no Chicago Red Stars.

Tailândia

Ocupa a 34ª posição no ranking da Fifa. Participa pela segunda vez da Copa do Mundo. Confirmou vaga no mundial da França ao terminar em quarto lugar na Copa da Ásia, em uma disputa nos pênaltis contra a Austrália nas quartas de final. A equipe é comandada pela treinadora Nuengruethai Sathongwien. A seleção tailandesa conta com a atacante veterana Kanjana Sungngoen, jogadora veloz e forte do time.

Chile

Ocupa a 39ª posição no ranking da Fifa. A estreante na Copa da França 2019 é vice-campeã da Copa América de Futebol Feminina 2018. O técnico da equipe é o ex-goleiro Jose Letelier. Ele também soma títulos no futebol feminino desde 2010 e está a frente da seleção chilena desde 2015. A capitã do time é a goleira Christiane Endler, que atua no Paris Saint-Germain.

Suécia

Ocupa a 9ª posição no ranking da Fifa. Participou de todas as edições da Copa do Mundo. Confirmou a vaga no mundial ao terminar em primeiro lugar do grupo 4 na fase eliminatórias para França 2019. O experiente técnico Peter Gerhardsson já treinou também a seleção masculina e outras categorias. Uma das principais jogadoras é Stima Blackstenius, uma atacante rápida, ágil e com chute forte. Joga no time sueco Linköpings FC.

Fonte: EBC

Esporte

Ninho do Urubu: Justiça reduz pensão a familiares de vítimas do incêndio no CT do Flamengo

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foro: Raphael Zarko

Em sessão na 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, por dois votos a um, os desembargadores acataram parcialmente recurso do Flamengo pela redução de pensão a familiares das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, em 2019. A informação foi publicada, inicialmente, pelo site “Esporte News Mundo”. 

Em vez dos R$ 10 mil mensais que vinham sendo pagos, agora o Flamengo deverá desembolsar cinco salários mínimos – o equivalente a R$ 5.225 – para as famílias – apenas aquelas que não fizeram acordo com o clube da Gávea. O Ministério Público e a Defensoria do Estado do Rio de Janeiro vão recorrer da decisão. Veja abaixo a nota do MP.

O colegiado teve decisão dividida. A desembargadora relatora Sirley Abreu Biondi votou a favor de manter a pensão de R$ 10 mil, mas foi vencida por seus dois colegas – os desembargadores Agostinho Teixeira de Almeida Filho e Fernando Fernandy Fernandes, presidente da Câmara. 

Eles concordaram com o pedido de ilegitimidade do agravante (Flamengo) contra a Defensoria e o MP, que seguem apenas em relação aos pedidos em favor das vítimas que não fizeram acordo com o Flamengo. 

Na sessão, realizada virtualmente, a procuradora da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro lembrou os altos custos do elenco do Flamengo e protestou contra a medida, de acordo com informações do site “Esporte News Mundo”:

– O atleta que perdeu o pênalti ontem do Flamengo, que fez o Flamengo ser eliminado da Libertadores, ganha R$ 600 mil de salário. Todo o elenco somado ganha R$ 25 milhões de salário. E aqui estamos falando de uma pensão de R$ 10 mil para cada um. São famílias carentes. A sociedade aguarda por isso – disse Patricia Cardoso, coordenadora da Defensoria Pública.

Paralelamente a este processo, ainda corre uma ação para indenização por danos morais coletivos e individuais, bem como a indenização. Não houve julgamento de mérito neste caso, que tem pedido de R$ 20 milhões para garantir futuras indenizações.

O que o Flamengo alega

No agravo – peça processual em que contesta decisão anterior -, o clube da Gávea alega que o “juízo desconsiderou ter o Flamengo já firmado acordo com algumas da famílias das vítimas, que deram quitação ao clube, bem como que, voluntariamente, em relação àquelas vítimas ou familiares que ainda não firmaram acordo com o Flamengo, este já adianta mensalmente o montante de R$ 5 mil”.

O departamento jurídico do Flamengo também assinala na inicial que os R$ 5 mil são “bastante superior ao que os atletas recebiam como ajuda de custo, ou seja, R$ 300,00 e ao que poderiam prover aos seus pais à época”. 

“Não é razoável que se arbitre uma pensão em cognição sumária sem pesar os elementos que normalmente balizam uma fixação dessa natureza”, diz um trecho da defesa do Flamengo.

O que diz o MP

Em nota, a assessoria de comunicação do Ministério Público do informou que “os desembargadores, por maioria, entenderam que a legitimidade da ação civil pública estava restrita ao pedido de danos morais coletivos e ao pedido de indenização das vítimas menores, cujas famílias não celebraram acordo com o Flamengo. Ou seja, a decisão extingue a ação civil pública no que diz respeito às vítimas cujas famílias celebraram acordo com o clube e reduz a pensão mensal para cinco salários mínimos.

A Procuradoria de Justiça aguarda a publicação do acórdão pelo Tribunal para analisar a possibilidade de interposição dos recursos cabíveis.”

Nota oficial do Flamengo:

“O Clube de Regatas do Flamengo esclarece que a questão judicial hoje julgada pela 13ª Câmara Civil reconheceu que o Ministério Público não pode representar individualmente as famílias das vítimas do incêndio no Centro de Treinamento George Helal, já que os pais são maiores, capazes e representados por seus advogados. Assim, não pode o MP postular judicialmente em seus lugares. 

O que ocorreu, portanto, foi uma questão processual que apontou a ilegitimidade do MP para agir individualmente em prol de terceiros. Não obstante, o Flamengo informa que não deixará de prestar assistência material mensalmente às famílias e que está aberto a fazer acordo, como já fez com seis famílias e meia, ou seja, com a maioria dos responsáveis dos garotos que, infelizmente, faleceram no CT.”

Fonte: Globo Esporte

Continue Lendo

Futebol

CBF altera data e horário do clássico Santos x Palmeiras

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Vila Belmiro - Foto Eduardo Valim

O jogo entre Santos e Palmeiras, válido pela 24ª rodada do Brasileirão, teve data e horário alterados nesta quarta-feira pela CBF.

A partida na Vila Belmiro, antes marcada para este domingo, às 16h, passou para sábado, dia 5 de dezembro, às 17h. 

O motivo da alteração se dá pelo Palmeiras ter a possibilidade de jogar na terça-feira caso se classifique na Libertadores. O clube enfrenta o Delfín, do Equador, na noite desta quarta-feira. 

“Caso o Palmeiras se classifique na Copa Conmebol Libertadores, sua partida na fase seguinte da competição poderá ser na terça-feira subsequente. Sendo assim, a mudança permite preservar o intervalo mínimo entre partidas (66 horas) tendo em vista o eventual deslocamento internacional, sem prejuízo aos clubes disputantes por se tratar de partida entre clubes de um mesmo estado”, diz a nota da CBF.

Fonte: Globo Esporte

Continue Lendo

Esporte

Com mais eliminações do que vitórias, aproveitamento de Ceni no Fla lembra tempos de Cruzeiro

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

A passagem de Rogério Ceni durou apenas 46 dias, ou oito jogos, em um período turbulento e minado pela má relação com lideranças do vestiário. No Flamengo, o técnico, por sua vez, faz questão de sempre enaltecer o comprometimento do elenco, mas os números também têm apertado o calo do comandante. Neste momento, em seis jogos pelo Rubro-Negro, o aproveitamento é o mesmo dos tempos da Raposa: 33,33%. 

No Flamengo, Ceni, que chegou no olho do furacão e na semana da ida das quartas da Copa do Brasil, diante do São Paulo, possui a ingesta constatação: acumula mais eliminações (2) do que vitórias (1) pelo clube.

O único triunfo de Rogério Ceni pelo Fla, até aqui, ocorreu contra o Coritiba, por 3 a 1, no Maracanã e pela 22ª rodada do Brasileiro. Ainda soma duas derrotas, ambas para o São Paulo na Copa do Brasil, e três empates (no tempo regulamentar): um contra Atlético-GO, em casa, e os dois diante do Racing-ARG – responsáveis pela queda na Libertadores, na última terça, nos pênaltis.

Na entrevista coletiva após a mais recente eliminação (nas oitavas do torneio continental), Ceni já foi questionado, inclusive, se sente-se pressionado para ser demitido do cargo. A resposta do treinador de 47 anos foi a seguinte:

– Eu acredito que eu posso continuar fazendo o meu melhor todos os dias. Isso é o que eu posso fazer. Posso controlar trabalho, melhorar intensidade, fazer o time pressionar mais, melhorar a parte técnica e a parte tática. Só não posso controlar o resultado.

Rogério conta com a confiança do plantel rubro-negro, que apoiou a sua contratação e tem o elogiado. Ceni também já avisou que priorizaria o estilo de jogo cuja metodologia seja próxima à de Jorge Jesus: “É o jeito que eles mais gostam”, destacara o técnico, na última semana.

Fonte: Lance

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat