Siga as Redes Sociais

Esporte

Marta não se recupera totalmente e está fora da estreia do Brasil na Copa do Mundo da França

Redação Encarando

Publicado

em

Marta está fora da estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo Feminina. A craque não conseguiu se recuperar a tempo da lesão que sofreu na coxa esquerda há duas semanas e ficará na torcida contra a Jamaica, neste domingo, às 10h30 (de Brasília), em Grenoble.

O próprio técnico da Seleção, Vadão, confirmou a ausência da camisa 10 em entrevista coletiva neste sábado:

– Ela teve uma evolução muito grande, até acima do que a gente esperava, mas não reúne condições para o primeiro jogo. Pode até ficar conosco torcendo, mas não tem possibilidades de entrar, deixo isso bem claro. A nossa programação é ela não participar desse jogo.

Ou seja, ainda que Marta comece no banco de reservas, será apenas para apoiar o time – a expectativa passará a ser para o jogo contra a Austrália, pela segunda rodada do Grupo F, na quinta-feira.

– Óbvio que se você perde a melhor jogadora do mundo, você perde individualmente uma atleta acima da média, fora de série. Mas a gente sabe que está sujeito a isso. É uma perda considerável falando da qualidade individual da Marta, ela faz várias funções.

Apesar disso, a camisa 10 esteve no reconhecimento do campo com membros da comissão. Com bom humor, brincou ao saber que o técnico Vadão havia confirmado sua ausência minutos antes.

– Jura? Quem sabe eu não entro? – disse.

Ao lado de Vadão esteve a zagueira Mônica, que fará dupla com Kathellen em função do corte da Érika – Daiane a substituiu na lista.

Érika foi a terceira baixa da Seleção depois da atacante Adriana, que rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho, e da lateral-direita Fabi Simões, desconvocada após sofrer lesão na coxa direita.

– O futebol é um esporte que a gente sabe que pode acontecer de tudo. Com certeza vamos sentir falta de qualquer baixa, mas o grupo inteiro está preparado e vai lutar por essas jogadoras (…). Existe confiança entre eu e minhas companheira. Isso nós temos ali na posição. Se tivermos uma conexão boa, tudo vai funcionar corretamente. O que posso trazer de mais para a Kathellen é informação, ficar à vontade, dar confiança e saber que ela pode contar comigo a qualquer momento – contou Mônica.

– Toda baixa é sentida, até porque você escolhe quem entende que está no melhor momento. Todas as 23 estão aptas a jogar na seleção brasileira – resumiu Vadão.

Fonte: G1

Comente

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Sobrevivente de voo da Chapecoense escapou da morte em novo acidente

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Um dos seis sobreviventes do trágico voo da Chapecoense de 2016, que matou 71 pessoas, o ex-técnico de aeronave, Erwin Tumiri, escapou mais uma vez da morte. Na terça-feira, dia 2, boliviano estava em um ônibus que caiu de um barranco de 150 metros no quilômetro 72 na rodovia Cochabamba-Santa Cruz, na Bolívia. O veículo capotou perto da cidade boliviana de Ivirgarzama. Até o momento, 21 pessoas morreram e 30 ficaram feridas, entre elas Tumiri, que está com 30 anos. A irmã do sobrevivente do voo da Lamia, Lucía Tumiri, afirmou que ele está vivo por milagre divino. Em entrevista ao jornal Los Tiempos, ala disse que ele teve apenas ferimentos leves e está bem.

“Ele está estável, graças a Deus, mais uma vez ele foi salvo. Ele teve ferimentos leves. Fiquei muito preocupada, sinto-me feliz pelo meu irmão. Ele está com ferimentos no joelho e arranhões nas costas, está com um corte no joelho. Eu conversei com ele e ele disse que está bem. É com a força do Senhor, ele sempre cuida de nós e tem o seu tempo”, afirmou a irmã à publicação local.

Indenizações:  

Ao jornal argentino “Olé”, Lucía disse que foi avisada do acidente por volta das 22h (horário local). Evangélica, assim como o próprio ex-técnico de aeronave, ela reforçou que a fé deles o ajudou a sobreviver mais uma vez.

“Me ligaram às 22h e me falaram que ele estava naquela frota. Me falaram que ele estava estável, internado na sala comunal. Estou tranquila, nosso Pai Criador tem poder. Ele protegeu meu irmão, e agradeço ao Senhor. Sou evangélica, meu irmão também tem seu grupo”, disse.

Depois do acidente, Tumiri resolveu estudar e se formou como piloto. Atualmente, ele trabalha para aeronaves particulares na Bolívia. Até 2019, ele estudava no país para ser piloto de aviões comerciais.

Na época do acidente, Tumiri concedeu uma entrevista exclusiva ao “Fantástico” em que ele fez duas revelações: a primeira, a de que em nenhum momento os pilotos avisaram aos passageiros e a tripulação de que a aeronave estava enfrentando uma emergência. A segunda, relacionada à causa da queda, foi ter sido informado pouco antes da decolagem que não haveria a escala para reabastecimento em Cobija, na fronteira da Bolívia com o Brasil.

— Como técnicos, nós recebemos o plano de voo, e nós nos preocupamos. A Lamia tem os seus gerentes que estipulam o volume de combustível. Eu faço meu trabalho (abastecer), e sigo o que me mandam. Eu fiz o relatório de que íamos até Cobija, mas no momento da decolagem quando voltei a perguntar: “Vamos até Cobija?” Foi quando me responderam “Não, vamos direto a Medellín“. Mas acho que pode não ter sido uma boa ideia a do piloto ou a do responsável.

Fonte: Extra

Continue Lendo

Futebol

Corinthians e Palmeiras se reencontram após temporada de superioridade alviverde

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: César Greco/Palmeiras

Nesta quarta-feira, Corinthians e Palmeiras se encontram pela primeira vez na temporada 2021. O clássico tem números muito equilibrados historicamente. Entretanto, em 2020, a superioridade do foi alviverde. Foram duas vitórias do Verdão, dois empates e apenas uma vitória do Timão. Por outro lado, um dos empates deu ao time da Barra Funda o título Paulista.

O primeiro Dérbi aconteceu no dia 22 de julho, no primeiro jogo das duas equipes após a paralisação do futebol por conta da pandemia do coronavírus. Naquela oportunidade, quem se deu melhor foi o Corinthians. Podendo não passar de fase no Paulistão, o time até então treinado por Tiago Nunes venceu por 1 a 0, com gol marcado por Gil.

A derrota palmeirense fez com que o Timão renascesse no Campeonato Paulista e chegasse à final da competição, onde reencontrou o grande rival. No primeiro jogo, o resultado foi 0 a 0. Na grande decisão, o Palmeiras vencia até os acréscimos do segundo tempo, quando Jô empatou para o alvinegro. Nos pênaltis, melhor para o Porco.

Os dois clubes trocaram de treinador ao longo da temporada. Mas o quatro encontro entre os dois times, já pelo Campeonato Brasileiro, ainda foi sob comando de Tiago Nunes e Vanderlei Luxemburgo. Mesmo na Neo Química Arena, o Verdão venceu a partida por 2 a 0. A partida marcou o último ato do então técnico do Corinthians, que foi demitido logo depois do apito final.

A última partida entre Palmeiras e Corinthians, no Allianz Parque, aconteceu já em 2021, mais ainda pelo Brasileirão 2020. O cenário já era parecido com o atual. O Verdão brigava por títulos nas Copas e o Timão pelo meio de tabela no único torneio que disputava. As equipes já eram treinadas por Abel Ferreira e Vagner Mancini, respectivamente. Mais uma vez, melhor para o Porco, com uma goleada por 4 a 0.

Fonte: Gazeta Esportiva

Continue Lendo

Futebol

Palmeiras bate Grêmio com um a menos e depende de empate para ganhar Copa do Brasil

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: César Greco/Palmeiras

O Palmeiras depende de um empate para conquistar o tetracampeonato da Copa do Brasil. Na primeira final, disputada na noite deste domingo, o time alviverde contou com gol de Gustavo Gomez na Arena do Grêmio para bater a equipe mandante por 1 a 0, apesar da expulsão de Luan.

Com o resultado, o Palmeiras garante o título com um empate na segunda final, enquanto vitória simples do Grêmio leva aos pênaltis – na Copa do Brasil, não há gol qualificado. O confronto decisivo está marcado para as 18 horas (de Brasília) de domingo, no Allianz Parque.

Pela segunda rodada do Campeonato Paulista, com um time reserva, o Palmeiras entra em campo para enfrentar o arquirrival Corinthians às 19 horas desta quarta-feira, na Neo Química Arena. Ao mesmo tempo, pela segunda rodada do Gaúcho, o Grêmio encara o Brasil de Pelotas, novamente em sua arena.

O Jogo – O primeiro tempo foi de chances escassas até os 31 minutos do primeiro tempo, quando o Palmeiras conseguiu inaugurar o marcador. Raphael Veiga cobrou escanteio pelo lado direito e Gustavo Gomez subiu sozinho para cabecear firme. Na tentativa de defender, Paulo Victor espalmou para dentro do gol.

Com dificuldades para articular boas jogadas no campo de ataque, o Grêmio no primeiro tempo levou perigo apenas em chute da entrada da área. Alisson ajeitou para a perna esquerda e, diante da marcação de Gustavo Gomez, bateu forte. Weverton saltou para defender, mas a bola passou por cima do gol.

O Palmeiras desperdiçou uma grande chance de ampliar no final do primeiro tempo. Após belo passe de Raphael Veiga, Luiz Adriano escapou de Paulo Miranda e, livre, chutou por cima do gol. O assistente assinalou impedimento, mas o centroavante estava em posição legal.

O time alviverde manteve a superioridade e voltou a desperdiçar uma boa oportunidade no começo da etapa complementar. Em linda jogada pela esquerda, Raphael Veiga colocou a bola entre as pernas de Paulo Miranda e cruzou. Livre, Rony tocou por cima do gol.

Aos 18 minutos do segundo tempo, com o jogo dominado pelo Palmeiras, Luan tinha o controle da bola e, inexplicavelmente, deu uma cotovelada em Diego Souza, que ficou com o rosto sangrando. Após ver seu zagueiro receber o cartão vermelho, Abel Ferreira trocou Raphael Veiga e Wesley por Gabriel Menino e Alan Empereur.

Renato Gaúcho, por sua vez, substituiu Victor Ferraz e Maicon por Churin e Ferreira. Com Ferreira pela direita e dois centroavantes dentro da área, o Grêmio aumentou seu volume e ficou limitado aos cruzamentos. Mesmo acuado na defesa, sem referência desde a saída de Luiz Adriano, o Palmeiras conseguiu segurar o resultado favorável.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 0 x 1 PALMEIRAS

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 28 de fevereiro, domingo
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Diogo Barbosa, Kannemann e Vanderson (GRE); Zé Rafael, Willian (PAL)
Cartão vermelho: Luan (PAL)
Gol:
PALMEIRAS: Gustavo Gomez (31min do 1º Tempo)

GRÊMIO: Paulo Victor; Victor Ferraz (Churin), Paulo Miranda (Vanderson), Kannemann e Diogo Barbosa; Maicon (Ferreira), Matheus Henrique e Jean Pyerre (Isaque); Pepê, Alisson (Thaciano) e Diego Souza
Técnico: Renato Gaúcho

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gomez e Matías Viña; Felipe Melo, Zé Rafael (Danilo) e Raphael Veiga (Gabriel Menino); Rony (Mayke), Wesley (Alan Empereur) e Luiz Adriano (Gabriel Veron)
Técnico: Abel Ferreira

Fonte: Gazeta Esportiva

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat