Siga as Redes Sociais

Esporte

Questionado sobre nepotismo, Tite defende filho em ascensão na seleção

Redação Encarando

Publicado

em

A decisão de Tite de colocar seu próprio filho na comissão técnica da seleção brasileira voltou a ser tema de pergunta na coletiva de imprensa após o empate por 0 a 0 nesta terça (18) contra a Venezuela em Salvador, pela 2ª rodada da fase de grupos da Copa América. O treinador foi questionado se o nepotismo é um bom exemplo para a sociedade e se isso não contraria o discurso ético dele próprio.

O fato de Matheus Bacchi estar na comissão técnica tem ficado cada vez mais em evidência por conta de sua ascensão na hierarquia. Depois da saída de Sylvinho para dirigir o Lyon, ele passou a ser o número 2 do técnico, só atrás de Cleber Xavier.

Um reflexo dessa mudança é que Matheus passou a ficar no banco de reservas, com contato direto com os jogadores. Antes, ele ficava nas tribunas, se comunicando com a comissão pelo rádio, como foi durante a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

“Eu tenho muito orgulho da capacidade que o Matheus tem. Ele está guinado em posições em que tem condições para estar”, analisou Tite. Pouco depois da resposta, ele olhou para seu filho, que estava sentado na primeira fileira da sala de coletivas.

Quando um outro repórter começava a fazer a pergunta, o gaúcho interrompeu. “Ele foi campeão brasileiro de uma maneira histórica no Corinthians. Tem história comigo”, completou.

A presença de Matheus na comissão virou debate desde a entrada de Tite na seleção, em 2016. Na época, os bons resultados e os debates sobre a saída de Dunga abafaram o tema.

Vale destacar que a atitude contrariava o código de ética da própria CBF, que não permitia a contratação de parentes. Para diminuir o problema, a entidade “atualizou” suas regras e permitiu a prática no departamento de futebol.

Fonte: Notícias ao Minuto

Futebol

Rogério Ceni busca acabar com tabu de nunca vencer o São Paulo como técnico

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Getty Images

O técnico Rogério Ceni, do Flamengo, terá de conseguir um feito inédito na carreira para fazer o time carioca ser campeão brasileiro nesta quinta-feira sem depender de outro resultado. O treinador de 48 anos jamais venceu o São Paulo na carreira e precisará acabar com essa escrita no jogo do estádio do Morumbi, na capital paulista. Caso consiga ganhar, levará a equipe rubro-negra ao título. Se tropeçar, tem de torcer para o Internacional não derrotar o Corinthians, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

O ex-goleiro do São Paulo disputou mais de 1,2 mil jogos pelo clube e iniciou a carreira de técnico no comando do time em 2017. A passagem terminou no meio do mesmo ano. Apesar da identificação imensa com a equipe, Ceni conquistou os primeiros títulos oficiais como treinador pelo Fortaleza, passou pelo Cruzeiro, retorno ao time nordestino e desde novembro comanda o Flamengo.

Em toda essa trajetória, o técnico enfrentou o São Paulo sete vezes, com cinco derrotas e dois empates. Agora, para conquistar pela primeira vez como treinador o Brasileirão, Ceni terá de superar um dos seus rivais mais complicados. E, curiosamente, esse adversário tão difícil que é o mesmo clube pelo qual jogou por 25 anos.

Confira os confrontos entre São Paulo e Rogério Ceni:

12/05/2019: Fortaleza 0 x 1 São Paulo (Brasileirão)

O primeiro encontro entre o ex-goleiro e o clube do Morumbi foi na Arena Castelão, em Fortaleza. Com grande festa da torcida e até um mosaico especial, o jogo foi bastante disputado e definido no segundo tempo. O meia Hernanes definiu um contra-ataque para marcar o gol da vitória.

Depois de uma passagem rápida pelo Cruzeiro, Ceni voltou ao Fortaleza e teve o primeiro encontro com a torcida do São Paulo no papel de adversário. Em partida no estádio do Pacaembu, em São Paulo, o time paulista ganhou por 2 a 1. O jogo foi marcado por muitos cumprimentos dos atletas ao técnico e várias homenagens da torcida, que cantou o nome dele na entrada em campo.

13/08/2020: São Paulo 1 x 0 Fortaleza (Brasileirão)

Logo na segunda rodada do Brasileirão houve um novo encontro entre o clube e o técnico. Na primeira vez no estádio do Morumbi como adversário, Rogério Ceni recebeu como homenagem um vídeo exibido no telão, mas novamente não conseguiu um resultado positivo. O time da casa ganhou por 1 a 0, com gol de Daniel Alves.

14/10/2020: Fortaleza 3 x 3 São Paulo (Copa do Brasil)

O primeiro encontro por mata-mata entre Ceni e São Paulo teve um jogo emocionante na Arena Castelão. 0 placar de 3 a 3 pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil veio em uma partida movimentada. A equipe paulista chegou a estar com dois a mais em campo após as expulsões de Felipe Alves e Carlinhos, do Fortaleza. Brenner garantiu o empate já aos 49 minutos do segundo tempo.

25/10/2020: São Paulo 2 (10) x 2 (9) Fortaleza (Copa do Brasil)

A partida de volta foi igualmente emocionante. Se na ida foi o São Paulo quem marcou nos acréscimos, agora foi a vez do Fortaleza devolver na mesma moeda. O time nordestino levou o confronto para os pênaltis. Nas cobranças, o goleiro Tiago Volpi fez uma defesa e garantiu a vitória são-paulina.

11/11/2020: Flamengo 1 x 2 São Paulo (Copa do Brasil)

A estreia de Ceni como treinador do Flamengo veio diante de um adversário que ele conhece bem. Pelas quartas de final da Copa do Brasil, o time carioca recebeu o São Paulo no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Como uma espécie de sina, houve novamente gol nos acréscimos. O goleiro Hugo Souza, do Flamengo, perdeu a bola para Brenner e o são-paulino garantiu a vitória por 2 a 1.

18/11/2020: São Paulo 3 x 0 Flamengo (Copa do Brasil)

Uma semana depois do jogo no Maracanã, novamente Ceni foi ao Morumbi decidir um mata-mata. E assim como foi no comando do Fortaleza, saiu eliminado. O Flamengo não teve boa atuação contra o São Paulo e se despediu nas quartas de final da competição com uma derrota por 3 a 0. Luciano marcou duas vezes e Pablo anotou o terceiro.

Fonte: Estadão Conteúdo

Continue Lendo

Esporte

Imprensa argentina divulga mensagens da equipe médica de Maradona: ‘Demência alcoólica’

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

As circunstâncias da morte do craque Diego Maradona continuam a ser elucidadas na imprensa argentina.Para colaborar com as investigações, as autoridades confiscaram os celulares da equipe médica do ex-jogador, composta pela psiquiatra Agustina Cosachov, o psicólogo Carlos Díaz e o neurocirurgião Leopoldo Luque – este último falsificou a assinatura do paciente, conforme foi comprovado por uma perícia grafotécnica.

De acordo com o jornalista Raúl Kollman, quando Maradona foi internado, no dia 2 de novembro, a alegação utilizada, um edema subdural, foi uma tentativa de disfarçar o estado de saúdo do craque, que, na verdade, segundo o conteúdo visto no celular, a desconfiança era de “demência alcoólica” e ainda houve uma mensagem que mencionava “o que se vislumbra em Diego é (Mal de) Parkinson”. 

Em um registro, se menciona que na véspera do aniversário do argentino, 29 de outubro, foi aconselhado que a dosagem de remédios fosse alterada, para que ele não aparentasse estar tão mal.  

“O seu aniversário está para chegar. Temos que reduzir a medicação para que ele esteja apresentável”, dizia uma mensagem”, sobre o ex-jogador, que morreu no dia 25 de novembro, aos 60 anos.  

Além do trio, os enfermeiros Ricardo Almirón e a Dahiana Madri, o coordenador da equipe de enfermagem Mariano Perroni e a médica Nancy Forlini também são investigados por homicídio culposo.

Foto: Extra

Continue Lendo

Futebol

Brasileirão chega à rodada final com quatro jogadores empatados na artilharia

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reuters/Alexandre Loureiro; Edison Vara; Ricardo Moraes e Dolores Uchoa

Ficará para a rodada final do Brasileirão, na quinta-feira, a definição do artilheiro da competição. Quatro jogadores estão empatados na disputa: Claudinho (Bragantino), Thiago Galhardo (Internacional), Marinho (Santos) e Luciano (São Paulo), com 17 gols.

Correndo por fora está Gabigol, do líder Flamengo, com 14. Ele precisaria de um hat-trick contra o São Paulo, na última rodada, para empatar com os quatro artilheiros.

O próprio Gabriel detém a atual artilharia do campeonato e é praticamente impossível que sua marca seja superada. O atacante marcou 25 gols na campanha do título brasileiro do Rubro-Negro em 2019.

Confira os compromissos de cada artilheiro na 38ª rodada:

Claudinho – Bragantino x Grêmio (Nabi Abi Chedid)

Thiago Galhardo – Internacional x Corinthians (Beira-Rio)

Marinho – Bahia x Santos (Arena Fonte Nova)

Luciano – São Paulo x Flamengo (Morumbi)

Fonte: Extra

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat