Siga as Redes Sociais

Esporte

Campeão da Recopa, Jorge Jesus acumula mais títulos que derrotas pelo Flamengo

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Ricardo Moreira / Agência O Globo

O técnico Jorge Jesus está dando motivos de sobra para ter o seu nome cantado pela torcida do Flamengo. Nesta quarta-feira, ao conquistar a Recopa Sul-Americana, o português atingiu uma marca impressionante: tem mais títulos conquistados com o rubro-negro do que derrotas sofridas nestes nove meses em que está no comando.

– Quando cheguei ao Flamengo, logo tive a noção do que era o Flamengo, que é um dos três maiores clubes do mundo em termos de torcedores. Mas não uma das maiores do mundo por não ganhar títulos. Agora, com a maior torcida e com títulos, o Flamengo caminha para ser um dos maiores do mundo. Quem são os maiores hoje? Real Madrid, Barcelona… Vocês podem falar da Juventus, do Manchester City, mas o que ganham perto dos gigantes? O que difere das maiores torcidas dos gigantes? Ganhar mais Libertadores, mais Recopas, mais Supercopas… Ainda não temos, mas estamos caminhando – declarou o treinador.

Os títulos de Jorge Jesus

  • Copa Libertadores de 2019
  • Campeonato Brasileiro de 2019
  • Supercopa do Brasil de 2020
  • Taça Guanabara de 2020
  • Recopa Sul-Americana de 2020

As derrotas de Jorge Jesus

  • Emelec 2 x 0 Flamengo – Libertadores de 2019
  • Bahia 3 x 0 Flamengo – Brasileirão de 2019
  • Santos 4 x 0 Flamengo – Brasileirão de 2019
  • Liverpool 1 x 0 Flamengo – Mundial de Clubes de 2019

Alheio ao passado, Jorge Jesus responde com taças a pergunta se é o maior treinador da história do Flamengo. Ao conquistar a Recopa, o técnico também se tornou o comandante que mais troféus conquistou na história do Flamengo, seguindo os mesmos moldes de torneios oficiais de abordagem nacional e internacional.

Jesus estava empatado na liderança com Carlinhos e Paulo César Carpegiani (três títulos cada).

Contando toda a história de títulos do Flamengo, Jesus pode, ainda no primeiro semestre, garantir seu lugar no pódio. Se for campeão do Campeonato Carioca, o técnico chega a cinco títulos pelo clube, mesmo número de Flávio Costa (penta estadual entre 1939 e 1963) e um atrás de Carlinhos, que tem uma Mercosul, dois Brasileiros e três Cariocas.

Detalhe é que Costa dirigiu o Flamengo em 765 partidas. Carlinhos em outras 313.

Fonte: Extra

Esporte

Em conversa com fãs, Neymar diz ‘talvez’ sobre possibilidade de jogar no Flamengo

Karytha Leal

Publicado

em

Em uma brincadeira de perguntas e respostas no Instagram, Neymar comentou nesta segunda-feira uma possível ida para o Flamengo.

Questionado se jogaria no rubro-negro carioca, o Camisa 10 do PSG respondeu que “talvez”, e colocou figurinhas de riso ao lado da resposta.

A história é antiga: em dezembro, Gabigol brincou com a possibilidade e disse que esperava Neymar “em breve” no time.

Mas o presidente do clube, Rodolfo Landim, disse que, por conta das cifras, não encarava como algo viável.

— As cifras são loucas. Eles me perguntam: ‘Presidente, esse negócio aí do Neymar?’. Ano passado tinha muito disso porque o Neymar brincou muito comigo, quando fui chefe de delegação da seleção. Mas as pessoas não têm noção do que é o Neymar — explicou Landim.

— Ele ganha 38 milhões de euros por ano. Se botar os custos sociais, e imagino que as regras na França sejam parecidas com a da Espanha, (…) o custo dele seria 80 milhões de euros para o Barcelona, por exemplo.

Continue Lendo

Esporte

Adriano Imperador comemora contrato do filho de 14 anos com o Grêmio: ‘Muito orgulho’

Karytha Leal

Publicado

em

Adriano Carvalho Ribeiro, filho mais velho do ex-atacante Adriano Imperador, agora integra a base do Grêmio. O pai comemorou a novidade postando nas redes sociais fotos do momento em que o garoto, de 14 anos, assinou o contrato.

Muito orgulho do meu filho. Parabéns, que Deus te ilumine nessa tua nova caminhada. Te amo”, escreveu o ídolo da torcida rubro-negra, que tem mais dois filhos: Sophia, de 13 anos, e Lara, de 7.

Até então no Boavista, do Rio, Adriano Carvalho, que fará 15 anos em 16 de junho, também publicou a notícia em suas redes, agradecendo ao clube gaúcho pela chance.

“Nova casa, nova camisa, nova oportunidade! Só tenho a agradecer a Deus em primeiro lugar e a todos que me apoiam. Obrigado, Deus, família, amigos e todos que me ajudaram até aqui. Obrigado, Grêmio”, escreveu o jogador.

Boavista e Grêmio têm uma parceria. Adriano Ribeiro está incluído em uma leva de cinco jogadores que foram para o clube gaúcho. Há uma divisão dos percentuais dos direitos federativos, em que 70% ficam com o Grêmio e 30% serão do Boavista, em caso de negociação.

Continue Lendo

Futebol

Mancini projeta poucas mudanças no Corinthians para estreia na Sul-Americana

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Getty Images

Após uma maratona de quatro partidas pelo Campeonato Paulista em um período de uma semana, o Corinthians terá agora quatro dias de preparação para a sua estreia na Copa Sul-Americana. Para o jogo contra o River Plate, do Paraguai, em Assunção, nesta quinta-feira, o técnico Vagner Mancini sinalizou que o time não terá muitas novidades na escalação.

“Em momento algum eu citei que uma equipe era titular e outra reserva. Eu posso falar que vi uma mescla de jogadores, até para ter duas equipes fortes, era importante montar um sistema defensivo que vinha jogando mais, o considerado titular, com alguns garotos, num campeonato com quatro jogos em oito dias. O pensamento do outro time era ter experientes, a maioria, mas com alguns jovens do clube. Após os quatro jogos era pra reavaliar, as quatro partidas, e ver o time titular”, disse.

Mancini deu indícios que alguns jogadores que não estiveram em campo neste domingo serão escalados, como o lateral-direito Fagner, o zagueiro Gil e o lateral-esquerdo Fábio Santos. E ao ser questionado sobre as boas atuações de João Victor, Raul Gustavo, Lucas Piton e Luan na vitória sobre o Ituano, reforçou que ainda não bateu o martelo sobre o time principal.

“Saímos de um jogo em que fomos vitoriosos, em que jogamos bem, e o jogo é só na quinta-feira. Vamos ter um tempo para parar, refletir sobre o que está acontecendo. Não é em uma ou duas partidas que você muda o plano de jogo. É importante quando todos estão buscando um lugar no time porque o time evolui. É importante quando se tem vários atletas para fazer várias funções. Isso te dá ganho quando quer ser mais ofensivo, defensivo ou cauteloso. É importante todos estarem bem para que o time possa evoluir com isso”, acrescentou.

Mancini admitiu ter “boa dor de cabeça” para definir seu 11 ideal. O treinador valorizou as atuações individuais, que segundo ele indicam busca de espaço na equipe, e se mostrou satisfeito com o desempenho geral.

“É uma dor de cabeça boa, ver atletas buscarem espaço, valorizar o que é feito. Tivemos jovens muito bem, isso faz a gente vislumbrar um futuro interessante. Na equipe de Guarani e São Bento, temos jovens valores que precisam entrar no processo de maturação. Hoje temos 22 atletas que já jogaram, podem ser úteis. Isso não tira a dificuldade que vamos encontrar nos campeonatos, mas mostra que podemos chegar e jogar bem contra adversários que são considerados mais fortes. Hoje estou satisfeito, para melhorar tem que ter evolução no tático, técnico. Hoje vi atletas bem melhores, teve crescimento, evolução, individual e da equipe num todo”, pontuou o treinador.

Fonte: Estadão Conteúdo

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat