Siga as Redes Sociais

Esporte

Agora é oficial: Dybala está curado da infeção por Covid-19

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: © DR

Paulo Dybala, jogador da Juventus, confirmou nesta quarta-feira ao clube de Turim, que já está curado da infeção por Covid-19.

O jogador, diagnosticado com o novo coronavírus, apesar de não ter sintomas, continuava a acusar positivo nos exames.

Nesta quarta-feira, contudo, o time confirmou que o atleta já acusou duas vezes negativo, pelo que já é possível afirmar que ele esta curado da Covid-19.

“Paulo Dybala realizou, de acordo com o protocolo, a verificação dupla com testes de diagnóstico para o coronavírus- Covid 19. Os exames deram negativo. O jogador está, portanto, curado e não mais sujeito ao regime de isolamento em casa”, afirma o comunicado da Juventus.

Vale lembrar que durante os últimos dias, os jogadores, como CR7, que estavam no estrangeiro em isolamento, regressaram a Turim, cumprindo agora um período de quarentena antes de voltarem aos treinos.

Confira o comunicado da Vecchia Signora.

Fonte: Notícias ao Minuto

Esporte

Mancini admite erros e dificuldade do Corinthians para conseguir vaga à Libertadores

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Agência Corinthians

Vagner Mancini admitiu que o Red Bull Bragantino foi superior ao Corinthians na noite dessa segunda-feira e tentou explicar a derrota na Neo Química Arena.

“De uma maneira geral, faltou concentração no início, uma leitura mais adequada para aquele momento do jogo, e numa saída de bola a gente toma o gol com dois minutos e você tem de se abrir mais. Até mesmo a marcação da nossa equipe foi muito prejudicada em função de ter de adiantar o Jô e o Cazares, e essa bola passou a entrar com mais facilidade no meio campo, tornando a equipe instável na marcação”.

A derrota derrubou o Corinthians para o 10º lugar, agora a seis pontos do G6.

“Nos complica, porque nosso adversário de hoje passa a brigar. Temos de somar esses pontos”.

Nem por isso, Mancini externou uma torcida pessoal pelo Palmeiras, que jogará a final da Copa Libertadores da América com o Santos e, se for campeão, pode abrir uma vaga ao torneio continental via Brasileirão.

“E eu torço para o Corinthians, não torço para ninguém, nem time A, B ou C. Sou fundamentado no meu trabalho”.

Leia a entrevista coletiva de Vagner Mancini, na íntegra:

Comparação com Derby
“Semelhante ao que aconteceu com Palmeiras, mas de uma maneira diferente. Sabíamos que íamos enfrentar uma equipe encaixada, leve, e essa maneira de jogar fez com que nossa maneira fosse neutralizada. Tentamos na velocidade equilibrar o jogo, por isso a entrada de Léo Natel e Otero, para chegar à linha de fundo. Mas, de uma maneira geral, faltou concentração no início, uma leitura mais adequada para aquele momento do jogo, e numa saída de bola a gente toma o gol com dois minutos e você tem de se abrir mais. Até mesmo a marcação da nossa equipe foi muito prejudicada em função de ter de adiantar o Jô e o Cazares, e essa bola passou a entrar com mais facilidade no meio campo, tornando a equipe instável na marcação”.

Substituições no intervalo
“A intenção era voltar mais agressivo, voltar com mais força em campo, porque o que eu vi no primeiro tempo foi a equipe do Red Bull nos surpreendendo, adiantando a marcação”.

Faltou repertório?
“Nós tentamos de todas as formas na segunda etapa, mudamos a equipe, deixamos só um volante em campo, tentamos deixar atletas de velocidade no jogo, porque faltou velocidade. Tínhamos de ter, além da bola, uma volúpia mais agressiva do jogo. Melhorou na segunda etapa. Embora não fizesse um bom jogo, ao menos equiparou em termos de briga, de jogo. Em termos de repertório, faltou muita coisa ao Corinthians hoje, a estratégia montada foi tento de ser modificada por tomar gol muito cedo, isso faz com que você tenha de se expor, e quando você encontra uma equipe bem montada e confiante, as coisas tendem a ficar mais difícil. Enfrentamos uma equipe que mereceu a vitória. E nós, desde os 2 minutos, tivemos de correr atrás de um resultado. Numa situação dessa, aparecem muito mais os erros, e hoje talvez a gente tenha poucos acertos. O melhor acerto foi equiparar na força de vontade na segunda etapa, mas foi muito abaixo do que poderia ser”.

Vai torcer para o Palmeiras
“Nós mudamos a meta, é verdade, até porque atingimos a primeira, e óbvio que a segunda é bem mais difícil. Não é simplesmente achar que vai chegar, tem de merecer, e hoje ficamos distante de uma equipe que quer chegar no G6, mas de maneira alguma vamos nos abater ou jogar a toalha. Sabemos que podemos jogar mais, foi um jogo atípico, é hora dos ajustes, aprender com os erros, para a equipe melhorar e alcançar o segundo objetivo. E eu torço para o Corinthians, não torço para ninguém, nem time A, B ou C. Sou fundamentado no meu trabalho”.

Motivo da oscilação
“Lógico que nos atrapalha muito, seis pontos foram jogados fora e isso acaba frustrando a todos, mostrando alguns erros da equipe. É hora de respirar fundo, saber que tem muito a ser jogado, a equipe não foi bem, mas é seguir firme, forte, sabendo que quinta estaremos em campo novamente e temos de melhorar”.

Falta de reforços e G6
“Eu sou muito realista e eu tenho na mão um elenco que me deu retorno rapidamente, tenho de confiar com esses atletas, não posso ficar sonhando com o que pode ser real ou irreal. Sabemos que temos limitações e temos atletas que são capazes de realizar o que a gente monta em termos de estratégia de jogo, plano tático… Temos de absorver essa derrota, porque foi muito chata, temos de aceitar isso e fazer os ajustes necessários para quinta ser melhor. Em termos de G6, nos complica, porque nosso adversário de hoje passa a brigar. Temos de somar esses pontos”.

Dúvida no meio e estratégia contra estrelas do rival
A opção pelos volantes vai muito da estratégia. Sabíamos que enfrentaríamos uma equipe veloz, uma equipe de transição, em todas as ações sabíamos que teríamos de ter uma atividade física intensa na partida. O gol cedo atrapalhou isso. E o quadrado central sofreu com isso. A partir do momento que tivemos de abrir esse quadrado e ele virou um retângulo, isso acabou sendo determinante para a gente ter dificuldade. A estratégia em cima do Claudinho e do Arthur, era para a bola não chegar, por isso a opção por Gabriel e Ramiro, porque eles têm um poder de marcação maior que Camacho, Cantillo, e foi a dupla que nos estabilizou com aquela sequência de quatro vitórias, não posso esquecer do que eles fizeram naquele momento, por isso a opção por eles”.

Como chegar à Libertadores
“Vencendo as partidas. Se não tivermos vitórias em sequência, fica difícil sonhar com isso. Esses pontos não voltam mais, não podemos nos abater. Essa é nossa missão, somar esses pontos fora de casa para reequilibrar a campanha”.

Fonte: Gazeta Esportiva

Continue Lendo

Futebol

Após consenso, Felipão antecipa saída do Cruzeiro

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O Cruzeiro, em comum acordo com o treinador Luiz Felipe Scolari, anunciou nesta segunda-feira (25) a rescisão do contrato com o técnico, que terminaria apenas no fim de 2022. Felipão assumiu o comando da Raposa em outubro, após a demissão de Ney Franco, com a missão de reerguer o time na Série B do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o time estava na zona de rebaixamento para a Série C, em  19º lugar. 

Embora não tenha conseguido levar a Raposa de volta de volta à Série A do Brasileiro, Felipão deixa o time na 12ª colocação na tabela. Em nota, o Cruzeiro reconheceu o esforço do técnico, em sua segunda passagem pelo clube.

“Colaborando com o clube em seu momento mais desafiador na história, Scolari e sua comissão técnica cumpriram a importante missão de recuperar o Cruzeiro no Campeonato Brasileiro da Série”, diz o comunicado.

Em 21 partidas no comando da equipe, Felipão somou nove vitórias, oito empates e quatro derrotas.

Fonte: Agência Brasil

Continue Lendo

Futebol

Avião com presidente e jogadores do Palmas Futebol e Regatas cai logo após decolar; 6 pessoas morreram

Avatar

Publicado

em

Um avião com parte da equipe do Palmas Futebol e Regatas, time da Série D, caiu na manhã deste domingo (24), pouco após decolar, no distrito de Luzimangues, em Porto Nacional (TO). Um vídeo feito no local do acidente mostra a aeronave em chamas logo após a queda.

Quatro jogadores, o presidente da agremiação, Lucas Meira, de 32 anos, e o piloto da aeronave morreram.Os atletas que morreram são Lucas Praxedes, de 23 anos; Guilherme Noé, de 28 anos; Ranule, de 27 anos e Marcus Molinari, de 23 anos. O piloto foi identificado como comandante Wagner Machado.

A equipe enfrentaria o Vila Nova pela Copa Verde em Goiânia. A partida estava programada para esta segunda-feira (25). O Vila Nova emitiu nota lamentando o acidente e informando que vai colaborar para o adiamento da partida. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou que o jogo está adiado e não tem nova data para acontecer.

Imagens feitas no local mostram que a aeronave ficou completamente destruída com o choque. Além do IML e dos Bombeiros, equipes da Polícia Militar estão no local prestando apoio.O presidente do time, Lucas Meira, chegou a ser candidato a vice-prefeito de Palmas na chapa da vencedora das eleições Cinthia Ribeiro (PSDB). Ele acabou deixando a coligação alegando motivos pessoais. A prefeita emitiu nota lamentando o acidente e se solidarizando com as famílias.

Fonte: G1

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat