Siga as Redes Sociais

Esporte

Com expectativa de 1 milhão de pessoas, velório de Maradona começa na Casa Rosada

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Getty Images

Com uma grande presença de torcedores do lado de fora da Casa Rosada, sede do governo da Argentina, em Buenos Aires, o velório de Diego Maradona foi aberto ao público às 6 horas (de Brasília) desta quinta-feira e seguirá até 16 horas. A expectativa é que 1 milhão de pessoas passem pelo local para se despedir do ídolo, que faleceu no início da tarde de quarta após sofrer uma parada cardiorrespiratória.

Desde o início da madrugada, milhares de torcedores formavam uma fila que já avançava quadras da tradicional Avenida de Mayo. Houve um princípio de confusão na hora da abertura dos portões da Casa Rosada, mas sob muita emoção, os fãs foram entrando aos poucos e deram adeus a Maradona.

A situação na entrada da Casa Rosada está mais controlada, mas há princípios de confusão na última barreira antes do acesso ao salão onde se encontra o caixão. É permitida a entrada de 20 pessoas por vez e, quando o portão se fecha após entrada de um grupo, os ânimos se exaltam.

Escoltado por uma caravana, o corpo do ex-craque chegou à sede do governo argentino por volta de 1 hora, quando uma multidão já se encontrava na Plaza de Mayo. Camisas da seleção da Argentina e do Boca Juniors já eram maioria, mas torcedores de todos os clubes marcaram presença.

Atendendo a um pedido da família, que fez uma cerimônia íntima momentos antes da abertura dos portões, o caixão permanecerá fechado durante o velório, que conta com a presença da imprensa local e internacional, com jornalistas dos principais meios de comunicação do mundo.

Diego Maradona será enterrado no cemitério Jardins de Bella Vista, em Buenos Aires, porém o horário do sepultamento ainda não havia sido confirmado pela família até momentos antes do início do velório.

Fonte: Estadão Conteúdo

Futebol

Seleção Brasileira goleia o Peru no Rio pela Copa América

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Mauro Pimentel/AFP

Nesta quinta-feira, a Seleção Brasileira derrotou o Peru por 4 a 0, no Estádio Nilton Santos, em jogo válido pela segunda rodada da Copa América. Com gols marcados por Alex Sandro, Neymar, Everton Ribeiro e Richarlison, o time comandado por Tite garantiu a classificação às quartas de final do torneio de maneira antecipada.

O primeiro tempo não foi de grandes oportunidades criadas. Postado em um ofensivo 4-2-4 quando tinha a bola, o Brasil não criou diversas chances, porém foi efetivo, com Alex Sandro aparecendo dentro da área para marcar.

Na segunda etapa, o grande diferencial foi Neymar, que esteve muito mais ligado e ativo nas ações ofensivas da Seleção. Além de marcar o seu gol, deu bons passes e teve boas chances para anotar mais. Na reta final, Everton Ribeiro ainda marcou o terceiro, após bela trama coletiva da equipe. Deu tempo de Richarlison fazer o quarto e sacramentar a vitória.

Com a vitória, o Brasil foi aos seis pontos, na liderança isolada do grupo B. O time só volta a campo na quarta-feira da semana que vem, contra a Colômbia, no Nilton Santos, às 21h. Enquanto isso, o Peru segue sem somar pontos, na lanterna da chave. O próximo compromisso da equipe é contra a Colômbia, no domingo, às 21h, no Olímpico.

O jogo – Postado em um ofensivo 4-2-4 com a bola, o Brasil tomou a iniciativa no início do primeiro tempo e conseguiu abrir o placar aos 11 minutos. Everton fez o cruzamento da esquerda, Gabriel Jesus mandou de primeira do outro lado, e Alex Sandro apareceu como centroavante para marcar.

De fora da área, Fabinho levou perigo ao arriscar chute forte, mandando à esquerda do gol. O Peru também tentou de longe, porém a finalização de Tapia foi tranquilamente defendida por Ederson. Na sequência, Yotún tocou por cima do goleiro, porém Danilo tirou a bola com o peito. Na última chance do Brasil nos 45 minutos iniciais, Alex Sandro recebeu na entrada da área e chutou por cima do travessão.

Para o segundo tempo, Tite sacou Gabigol e Everton Cebolinha, promovendo as entradas de Everton Ribeiro e Richarlison. Na primeira chance, Danilo apareceu por dentro, conduziu a bola e fuzilou à esquerda do gol. Aos 60 minutos, Neymar foi derrubado por Tapia dentro da área, e o árbitro assinalou o pênalti. No entanto, Patrício Loustau foi chamado para o monitor do VAR e voltou atrás na marcação.

Sete minutos depois, Neymar marcou o segundo da Seleção. Fred encontrou o camisa 10 na entrada da área, e o craque girou e finalizou cruzado para fazer o seu. Em seguida, Neymar deu passe para Richarlison, que saiu na cara de Gallese e parou em defesa do goleiro.

O camisa 10 estava ligado na partida e quase marcou mais um, arriscando chute de fora da área, que saiu à esquerda do gol. O Peru desperdiçou uma grande oportunidade com Valera, que, na pequena área, isolou a bola. Neymar teve nova chance, dessa vez batendo falta. A bola passou rente à trave esquerda.

Firmino perdeu oportunidade incrível, recebendo passe de Richarlison e chutando em cima de Gallese. Já aos 43 minutos, Everton Ribeiro tabelou com Neymar e foi para dentro da área. Richarlison serviu o meia do Flamengo, que finalizou com precisão para marcar o terceiro. Por fim, Neymar lançou Firmino, que finalizou e parou em Gallese. No rebote, Richarlison precisou de duas tentativas para fazer o seu e sacramentar o placar.

FICHA TÉCNICA:
BRASIL 4 X 0 PERU

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 17 de junho de 2021, quinta-feira
Hora: 21h (de Brasília)
Árbitro: Patrício Loustau (ARG)
Assistentes: Gabriel Chade (ARG) e Ezequiel Brailovski (ARG)
VAR: Mauro Vigliano (ARG)
Cartões amarelos: Gabriel Jesus (Brasil); Ramos, Yotún (Peru)

GOLS
Brasil: Alex Sandro (11 minutos do 1º tempo), Neymar (22 minutos do 2º tempo), Everton Ribeiro (43 minutos do 2º tempo) e Richarlison (46 minutos do 2º tempo)

BRASIL: Ederson, Danilo (Emerson), Thiago Silva, Éder Militão e Alex Sandro (Renan Lodi); Fabinho, Fred, Neymar, Gabriel Jesus (Roberto Firmino), Everton Cebolinha (Richarlison) e Gabigol (Everton Ribeiro)
Técnico: Tite

PERU: Gallese, Corzo, Christian Ramos, Abram e Marcos López; Tápia, Yotún (Arias), Carrillo, Cueva (Távara), Peña (Iberico); Lapadula (Valera)
Técnico: Ricardo Gareca

Fonte: Gazeta Esportiva

Continue Lendo

Esporte

Após nova derrota, torcida do Vasco atira pedra no carro de Bruno Gomes

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Danilo Fernandes

A má fase do Vasco fez a torcida perder a paciência. Mas alguns foram longe demais e apelaram para o vandalismo. Apos a derrota por 2 a 0 para o Avaí, pela Série B, um grupo de torcedores aguardou a saída dos jogadores de São Januário. Ao avistar um dos carros, atiraram garrafas e pedras na direção.

O meio-campista Bruno Gomes estava na direção do véiculo. Ele estava acompanhado do meia paraguaio Matías Galarza. O atleta usou suas redes sociais para desabafar.

“E se eu estou com o vidro aberto? E se eu perco o controle da direção? E meu prejuízo no carro? Estava eu e Matias no carro, e isso podia ter acabado com um acidente grave!”, reclamou Gomes, que deletou a postagem alguns minutos depois.

O Vasco repudiou o ato. Por meio de uma nota, o clube informou compreender a insatisfação da torcida. Mas lembrou que ela não pode ser manifestada através de agressões.

“O Vasco da Gama repudia toda e qualquer forma de violência. O Clube compreende a insatisfação dos torcedores com os resultados, mas a solução não passa pelo uso de agressões e ameaças como formas de protesto contra atletas e membros da comissão técnica”.

A derrota desta quarta foi a segunda do Vasco na Série B. O clube não largou bem na competição. Soma apenas quatro pontos em quatro rodadas. Com este desempenho, é apenas o 14º na tabela de classificação.

Em meio à crise, o time voltará a campo no próximo sábado, contra o CRB. O jogo será mais uma vez em São Januário, onde a equipe ainda não somou um ponto sequer pela Série B.

Fonte: Extra

Continue Lendo

Futebol

Tite não revela escalação do Brasil e projeta novo duelo contra o Peru

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O técnico Tite não quis revelar qual será a escalação do Brasil contra o Peru, na quinta-feira, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o treinador não deu pistas do time que entrará em campo no estádio Nilton Santos, mas disse que os atletas já sabem quem será titular.

“É um desafio não descaracterizar a equipe. É uma linha muito tênue entre dar oportunidade e descaracterizar uma equipe. A ideia é manter os atletas naquilo que estão treinando, nas funções que eles fazem em seus respectivos clubes. Isso dá a rotina do lugar, a sensação de confiança do atleta, porque ele vai fazer aquilo que ele tem domínio. Estou falando do desempenho individual. E a gente monta a estrutura para que ela possa ter conexões entre as engrenagens”, explicou

“Em relação a escalação, o Gareca (técnico do Peru) tem nos enfrentado muitas vezes. Ele deve estar na seleção mais tempo que nós mesmos. Ele tem um domínio muito grande e, por utilizar ou atleta ou outro, acabamos dando a oportunidade dele saber qual estratégia ou que característica o time vai ter. Dito isso, não vou dar a escalação. A equipe está definida e os atletas sabem”, completou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat