Siga as Redes Sociais

Mundo

Cerca de 140 mil pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19 no Reino Unido

Karytha Leal

Publicado

em

Aproximadamente 140 mil pessoas já receberam a vacina da Pfizer/BioNTech para a Covid-19 no Reino Unido, informou o Ministro de Negócios e Indústria e Implantação da Vacina no país, Nadhim Zahawi, nesta quarta-feira (16).

“Um bom começo para o programa de vacinação. Já se passaram 7 dias e na Inglaterra: 108.000 pessoas já foram vacinadas, no País de Gales foram 7.897, na Irlanda do Norte 4.000 e, por fim, na Escócia 18.000, totalizando 137.897 no Reino Unido. Esse número vai aumentar à medida que operacionalizamos centenas de PCN (redes de atenção primária)”, informou o ministro em uma rede social.

Na última terça-feira (8), o Reino Unido se tornou o primeiro país do mundo a iniciar a vacinação contra o novo coronavírus, bem como o primeiro a conceder aprovação emergencial no dia 2 de dezembro.

Margaret Keenan, uma britânica de 90 anos, foi a primeira pessoa no mundo a receber a vacina da Pfizer contra a covid-19, fora de um ensaio clinico. Keenan recebeu a injeção em um hospital em Coventry, no centro da Inglaterra.

A primeira fase de vacinação prioriza pessoas acima de 80 anos, profissionais do sistema de saúde, sob maior risco, e funcionários de casas de repouso.

O Reino Unido é o segundo país da Europa que registra o maior número de casos da doença: são mais de 1 milhão e 800 mil infecções e 65 mil vítimas.

Comente

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

‘Perdemos agora o Peru’, diz Bolsonaro sobre provável eleição de Castillo

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Getty Images


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou, nesta quarta-feira (9), o provável novo presidente do Peru, Pedro Castillo, que lidera a contagem de votos nas eleições no país vizinho.

Em um culto, Bolsonaro disse que “só um milagre” para reverter a vitória de Castillo e o chamou de “um cara do Foro de São Paulo”.

“Perdemos agora o Peru. Voltou, pelo que tudo indica –falta 1% de apuração lá, só um milagre para reverter– vai reassumir um cara do Foro de São Paulo. Olha a nova Constituição do Chile. Nós estivemos na beira do abismo”, disse o presidente em Anápolis (GO).

O Foro de São Paulo é uma organização que reúne partidos de esquerda da América Latina e atualmente é demonizada pela direita ligada a Bolsonaro.

Castillo declarou-se vencedor da eleição na noite desta terça. Da varanda do comitê de seu partido, o Perú Libre, no centro de Lima, o candidato de esquerda afirmou que o “povo falou” e que, “de acordo com o relatório de nossos fiscais, já temos o resultado”.

“Vimos que o povo impôs essa vitória por meio das urnas. Por isso, peço a vocês para não caírem em provocações.”

Com 99,82% das urnas contabilizadas, a vitória de Castillo parece irreversível, já que ele ostenta 50,2% dos votos, enquanto Keiko Fujimori, de direita e filha do autocrata Alberto Fujimori, tem 49,8%. Ainda assim, o Júri Nacional de Eleições não fez nenhum pronunciamento oficial confirmando o resultado e espera a chegada de votos depositados no exterior, de países como Chile e Brasil.

Apesar de os votos no exterior favorecerem Keiko, apenas uma parcela deles ainda depende de computação, o que torna improvável uma virada.

Ao mencionar a constituinte no Chile, Bolsonaro fez referência à derrota de candidatos da direita no pleito no país, que conquistaram menos de um terço dos assentos.

Nesta quarta em Anápolis, Bolsonaro também criticou os governos de esquerda na Venezuela e na Argentina, embora não tenha citado os líderes dos dois países nominalmente.

A Venezuela é governada pelo ditador chavista Nicolás Maduro, enquanto a Argentina é presidida pelo peronista Alberto Fernández.

Os dois governantes já foram criticados em outras ocasiões por Bolsonaro.

“Olha para onde foi a nossa Venezuela quando se começou a acreditar nas coisas fáceis. Um país riquíssimo, como a Venezuela, em petróleo e ouro. Olha para onde eles foram, tendo em vista a ideologia que seguiram. Olhem para onde esta indo a nossa Argentina, só uma milagre para salvar a Argentina”, disse.

Fonte: Folhapress

Continue Lendo

Mundo

EUA doará 500 milhões de doses de vacinas da Pfizer a 100 países

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Bloomberg via Getty Images

A administração Biden chegou a acordo com a Pfizer e a BioNTech para comprar 500 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 e oferecê-las a cerca de 100 países nos próximos dois anos, avança o The New York Times.

O acordo estabelecido deve ser anunciado esta quinta-feira por Joe Biden. 

Albert Bourla, CEO da Pfizer, deve surgir ao lado de Biden quando o presidente dos Estados Unidos fizer o anúncio. 

As primeiras 200 milhões de doses vão ser distribuídas ainda este ano, e as restantes 300 milhões de doses vão ser distribuídas no próximo ano.

Pressionado para fazer mais face à escassez global de vacinas para enfrentar a pandemia, o presidente norte-americano já tinha dado pistas sobre uma estratégia de vacinação à escala global esta quarta-feira.

“Tenho uma e vou anunciá-la”, afirmou Biden antes de embarcar no Air Force One para a sua primeira visita no exterior. A primeira escala de Biden será a Cornualha, onde vai decorrer a reunião do G-7. 

Ainda assim, estes 500 milhões de doses de vacinas ficam aquém dos 11 bilhões que a Organização Mundial de Saúde estima serem necessários para vacinar o mundo. Mas excede de forma significativa a quantidade com a qual os Estados Unidos tinham se comprometido para ajudar na vacinação global. 

Fonte: Notícias ao Minuto

Continue Lendo

Mundo

Caso Madeleine: polícia alemã apura declaração de vidente sobre local onde corpo estaria enterrado

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: HANDOUT / METROPOLITAN POLICE / AFP

Em meio a investigação sobre a morte de Madeleine McCann, desaparecida desde 2007, a polícia federal alemã pretende apurar declarações do vidente Michael Schneider, de 50 anos, que disse ter conhecimento de que o corpo da menina teria sido enterrado em um bosque próximo da Praia da Luz, em Portugal, onde a menina foi vista pela última vez. Em entrevista ao jornal britânico Sunday People, Schneider afirmou que repassou as informações para as autoridades e teve a confirmação de que elas serão “incorporadas de forma adequada ao trabalho”.

Procurado pelo jornal, o promotor alemão Hans Christian Wolters, responsável pelo caso, confirmou que alegações de videntes já fizeram parte de investigações anteriores. Sem citar Schneider, disse que os agentes não ignoram a ajuda, mas são cautelosos.

— Vários videntes já responderam solicitações para nos ajudar no passado e outros ofereceram assistência. Em alguns casos, também recebemos pistas concretas. Não os ignoramos, mas somos cautelosos — afirmou.

Schneider já trabalhou como repórter em uma emissora de TV e é conhecido no país. Ele afirma já ter atuado nas buscas por outras pessoas desaparecidas e disse ter ficado satisfeito por ser levado a sério pelos investigadores.

— Estou feliz porque o BKA  (A polícia federal alemã) parece me levar-me a sério. Muitas vezes, tenho a reputação de ser uma aberração ou de tentar extorquir dinheiro às pessoas e isso me magoa. Eu nunca aceito dinheiro. Não divulgo as minhas informações levianamente e sem me questionar constantemente. Tenho consciência da responsabilidade — ressaltou.

Desde junho do ano passado, o alemão Christian Brueckner foi apontado como principal suspeito do sequestro. Embora o corpo nunca tenha sido encontrado e Brueckner não tenha confessado o crime, o promotor Hans Christian Wolters afirmou em maio que existem “provas concretas” de que a menina foi morta no país onde desapareceu.

O advogado de Brueckner, Friedrich Fulscher, insiste que o cliente não tem relação com o caso Madeleine. Criminoso sexual com várias condenações, incluindo por abuso sexual de crianças, ele viveu no Algarve entre 1995 e 2007 e roubou hotéis e apartamentos de veraneio, além de comercializar drogas, segundo a polícia alemã.

A polícia britânica ainda trata o registro como um desaparecimento. Em entrevistas, os pais da vitima, Kate e Gerry McCann também têm esperança de que será possível encontrar a vítima.


Madeleine desapareceu de seu quarto no Hotel Ocean Club durante férias da família enquanto seus pais jantavam com amigos. O desaparecimento desencadeou uma busca internacional e levou a diversas pistas, que se revelaram falsas ao longo dos anos.

Fonte: Extra

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat