Siga as Redes Sociais

Notícias

Assaltante invade casa do prefeito de Luís Correia e rouba R$ 40 mil

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O prefeito de Luís Correia, Francisco de Araújo Galeno, o Kim do Caranguejo, teve a residência invadida na madrugada de quinta-feira (14).

A informação é de que o assaltante tenha entrado no imóvel através do basculhante do banheiro e roubou um cofre com uma quantia em torno de R$ 40 mil. Na ação, também foi levado um relógio, um tablet, perfumes, celulares além de outros objetos de valor.

A polícia está investigando o caso e já identificou o suspeito do crime.

Informações: Portal do Catita

Piauí

Hospital de campanha reduz leitos com queda nos números de Covid-19 em Teresina

Avatar

Publicado

em

Projetado para atender simultaneamente 86 pacientes, o Hospital de campanha Padre Pedro Balzi vem sendo redimensionado de acordo com as demandas geradas pela pandemia da Covid-19 em Teresina. Os números de atendimentos da doença na capital têm caído e apresentado traços de estabilidade. Na manhã desta terça-feira, 20, o prefeito Firmino Filho visitou o hospital de campanha que, atualmente disponibiliza 30 leitos e, nesta terça (20), contava com 19 pacientes internados.

Os dados da Fundação Municipal de Saúde (FMS) mostram que, em Teresina, a doença chegou a seu pico em julho e começou a apresentar queda nos meses de agosto e setembro, tendência que tem sido seguida este mês. A redução tem se refletido na ocupação dos hospitais de campanha. “A rede de saúde de Teresina apresenta atualmente 52,83% de taxa de ocupação de leitos de UTI e 50,60% de leitos de enfermaria exclusivas para Covid-19. Isso tem gerado uma situação de ociosidade nos leitos destes locais e, por isso, a FMS tem adaptado a quantidade de leitos disponíveis à demanda apresentada”, explica a diretora de Atenção Especializada da FMS, Jesus Mousinho.

O prefeito Firmino Filho avalia que, embora a situação esteja tranquila em Teresina a ponto de manter a abertura das atividades comerciais na cidade, o momento é de cautela, em especial diante da situação de aumento nos números em cidades do interior. “Independente disso, a capacidade hospitalar em Teresina está mantida. Estamos monitorando todos os dados relacionados à curva epidemiológica, colocando as informações à disposição da comunidade e baseando nossas medidas nas evidências medidas pelo nosso sistema de informação”, disse.

Em cinco meses de funcionamento, o Hospital já registrou alta de 570 pessoas recuperadas da Covid-19. Este número representa 75% do total de pacientes já recebidos pelo hospital, que registra 768 internações desde sua abertura no final do mês de maio, além de 146 transferências. Hoje (20) o espaço tem 19 pacientes internados.

“Nós realizamos um tratamento humanitário dessas pessoas e sentimos que aprendemos muito mais sobre o assunto, embora seja uma doença nova, que ainda é alvo de estudos científicos pelo mundo”, ressalta a diretora geral do Hospital de Campanha, Gina Nogueira. “São 570 pessoas que venceram a batalha contra Covid-19, saíram bem do nosso hospital, voltaram para casa, para o convívio familiar. Isso é muito gratificante. Todos os profissionais de saúde e os que integram a gestão da FMS são vitoriosos”.

Continue Lendo

Municípios

Vídeo: Incêndio de grandes proporções ameaça casas e reserva ambiental no interior do PI

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Um incêndio de grandes proporções tem assustado moradores e ameaçado moradias na zona Rural da cidade de Palmeira do Piauí.

De acordo com informações, o fogo, que teve início no último domingo (18) em uma área de mata da localidade Brejo Novo, chegou na serra e agora se aproxima de residências e da reserva Olho D’água da Chuva.

A própria população tem tentado conter as chamas, com ajuda de caminhões pipa e equipes montadas pela Prefeitura, porém sem nenhum avanço.

O Corpo de Bombeiros da cidade de Floriano foi acionado, e ficou de comunicar ao comando em Teresina, foi informado ainda que, dois oficiais estão se dirigindo até o local em uma viatura de porte médio de combate a incêndio.

Veja o vídeo:

Continue Lendo

Brasil

Governador João Doria tem R$ 29 milhões em bens bloqueados pela Justiça

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução

A 14ª Vara de Fazenda Pública da capital determinou nesta segunda-feira (19) o bloqueio de R$ 29,4 milhões em bens do governador João Doria (PSDB) em processo no qual o tucano é réu sob a suspeita de improbidade administrativa na época em que era prefeito de São Paulo.

A ação, iniciada em novembro de 2018 pelo MP-SP (Ministério Público de São Paulo), acusa Doria de ter feito autopromoção com propaganda do programa Asfalto Novo e causado prejuízo de R$ 29,4 milhões aos cofres públicos. Na época em que o processo foi aberto, ele tinha acabado de ser eleito governador.
O valor bloqueado tem o objetivo de ressarcir o município caso Doria seja, ao fim, condenado. A decisão do juiz Randolfo Ferraz de Campos, que é liminar (provisória), alcança imóveis, veículos e valores em banco registrados no nome do tucano.

A defesa do governador disse que recorrerá e afirmou considerar curioso que a decisão tenha sido proferida às vésperas da eleição municipal -Doria apoia o candidato à reeleição na capital, Bruno Covas (PSDB), que foi seu vice.

A ação civil pública, apresentada pelo promotor Nelson Sampaio de Andrade, da área do Patrimônio Público, sustenta que Doria utilizou indevidamente verbas públicas para se promover. O governador sempre rejeitou essa tese e disse que a iniciativa cumpriu todas as obediências legais.

Andrade requereu ainda que a agência Lua Propaganda Ltda., contratada para fazer a série de anúncios, fosse também responsabilizada, mas o juiz rejeitou o pedido. Ele argumentou que não pesam sobre a empresa indícios de que tenha se beneficiado e que ela apenas executou a campanha.

Segundo levantamento da Promotoria, o então prefeito gastou com propaganda o equivalente a 21% do total empregado nas obras de pavimentação, iniciadas em novembro de 2017. Na época do lançamento, o governo municipal anunciou que seriam investidos R$ 461 milhões.

Como a Folha mostrou, a troca de asfalto virou na época uma das principais bandeiras de Doria, que se preparava para renunciar ao cargo e concorrer ao Governo do Estado.

No ano passado, um relatório do TCM (Tribunal de Contas do Município) apontou que obras do programa Asfalto Novo geraram prejuízo de R$ 2 milhões à prefeitura, por causa de erros e má execução de serviços.

Na decisão liminar, o juiz afirmou ser “duvidosa a existência de caráter educativo, informativo ou de orientação social em publicidades pertinentes a programa de recapeamento”, já que iniciativas do tipo não são mais do que obrigação da prefeitura, que deve zelar pela conservação das vias públicas.

“Despesa com publicidade com a expressividade vista no presente caso deixa aparentar a finalidade de autopromoção do gestor, ainda que não se faça expressa menção a seu nome ou à sua imagem diretamente”, escreveu.

O magistrado lembrou ainda que Doria divulgou “em suas redes sociais pessoais o programa de governo, inclusive com sua imagem incluída em uma das peças publicitárias utilizada na campanha de publicidade”. Para o juiz, o então prefeito “parece ter violado […] o princípio da impessoalidade”.

Em sua defesa no processo, o tucano afirmou que “todas as peças publicitárias tiveram caráter informativo e de orientação social apenas”, que os anúncios não foram usados para divulgar sua candidatura a governador e que as postagens em redes sociais se restringiram ao relato de fatos.

O advogado Marcio Pestana, que representa Doria no caso, afirmou em nota que “a ação civil pública citada encontrava-se sem movimento desde julho de 2019 e, curiosamente às vésperas das eleições municipais, foi retomada com a apreciação da liminar requerida pelo MP”.

Segundo ele, a defesa do governador “não concorda com os motivos e fundamentos invocados pelo magistrado para decretar a indisponibilidade dos seus bens, especialmente porque Doria jamais dilapidaria o seu patrimônio para evadir-se das suas responsabilidades”.

O advogado informou ainda que a defesa recorrerá ainda nesta semana ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo para tentar reverter a liminar.

Fonte: Folhapress

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat