Siga as Redes Sociais

Notícias

Governo não ficará com os 700 servidores demitidos pela direção da Cepisa

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Na última terça-feira (19), a Alepi sediou um debate para tratar sobre a situação dos servidores da Cepisa Equatorial, que denunciou que cerca de 700 funcionários foram retirados do quadro de trabalhadores da empresa.

No encontro, Paulo Sampaio, presidente do Sindicato dos Servidores da Cepisa, pediu a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que garante que os servidores demitidos possam ser aproveitados em pastas do Governo do Estado. 

“Pedimos o apoio aos deputados para que aprovem essa PEC. Com ela, os servidores demitidos podem ser reaproveitados no governo do Estado. São pais de família que perderam os empregos e vivem situações difíceis”, disse o presidente.

No entanto, o secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, afirmou nesta quinta-feira (21), que o governo não poderá remanejar os servidores demitidos pela diretoria da empresa no seu quadro de funcionários.

“O Governo do Estado não ficará com os 700 servidores demitidos pela direção da empresa Cepisa Equatorial, concessionária de energia elétrica do Piauí, porque não pode desrespeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)”, garantiu o secretário.F

Teresina

Firmino avalia fechamento do Hospital de Campanha Pedro Balzi e rebate declarações sobre o IPMT da capital

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução

O prefeito Firmino Filho (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (02/12) que será realizada uma avaliação sobre o início da desativação do Hospital de Campanha Pedro Balzi. A medida se deve à redução do número de casos de infecções causados pela covid-19.

Durante entrevista, o prefeito fez um balanço do cenário da doença na capital e descartou a adoção de medidas mais restritivas durante o fim de seu mandato.

“Essa doença chegou em meados de março, fizemos o isolamento social como foi determinado pelas autoridades mundiais, nos preparamos para a chegada do pico, fizemos toda a linha de assistência para Covid, são 26 Unidades Básicas de Saúde que funcionam muito bem, tivemos dois hospitais de campanha, colocamos o Hospital do Monte Castelo completamente dedicado a Covid, o pico foi a no mês de junho, agosto caiu, setembro caiu, outubro e novembro também apresentou taxas menores, estamos há vários dias sem óbitos, quando olhamos os indicadores percebemos que a quantidade de pessoas com síndrome gripais que procuram atendimento tem decrescido, a quantidade de leitos ocupados também caiu, a quantidade de óbitos caiu e um exemplo do que está acontecendo é o Hospital de Campanha Pedro Balzi que pode atender 80 pacientes e tem apenas cinco e o Hospital do Monte Castelo que de 50 tem apenas 22, hoje nós vamos avaliar a possibilidade de fechamento do hospital, nesse período foram comprados muito aparelhos e isso vai reforçar a nossa capacidade do sistema municipal”, afirmou.

Ele ainda avaliou que as ações de combate ao coronavírus tenha refletido na campanha eleitoral em que o candidato do Kleber Montezuma (PSDB), saiu derrotado.

“Cabe esclarecer que não foram invenções da prefeitura, não foram invenções do Firmino. Foram medidas colocadas pela OMS, autoridades sanitárias nacionais e estaduais. Enfim, fizemos aquilo que era fundamental para defender a vida. Muitas pessoas tiveram uma incompreensão muito grande, tiveram interesses contrariados e isso teve repercussões políticas. Mas se nós tívessemos sido omissos, talvez teríamos uma quantidade muito maior de mortes em Teresina. Se tivéssemos sido omissos, talvez agora, estaríamos sendo chamados de genocidas, homicidas, porque não teríamos preservado a vida da população”, disse Firmino. 

Transição

Firmino também esclareceu alguns pontos levantados em relação problemas financeiros no Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Teresina (IPMT).

“A prefeitura está finalizando o ano com as contas em dia, folha de pagamento em dia, terceirizados em dias, contas maiores em dia. Estamos também deixando um legado de mais de R$ 1 bilhão de obras contratadas. Em relação ao IPMT, este é muito bem cuidado. Porque durante nossa gestão nós tivemos pessoas competentes e sérias à frente dessa pasta. O IPMT é um caso de sucesso em termo de previdência municipal e até nacional, pelos resultados que apresenta. Qual o instituto de previdência no Piauí que tem meio bilhão de reais em caixa? O bom trato do IPMT fez com que esteja capitalizado e com condições de pagar as aposentarias dos servidores”, finalizou.

Continue Lendo

Brasil

Quadrilha toma ruas e assalta bancos em Cametá, no Pará, em ação parecida com a que ocorreu em Criciúma

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Uma quadrilha tomou as ruas de Cametá (PA), a 235 km de Belém, no começo da madrugada desta quarta-feira (2), para assaltar bancos. Moradores relataram em redes sociais uma noite de terror. Um morador da cidade identificado como Alessandro de Jesus Lopes foi morto pelos assaltantes após ser feito de refém. Outro morador foi atingido na perna por arma de fogo, está internado no hospital da cidade. 

A ação tem características semelhantes à registrada em Criciúma, no Sul de Santa Catarina, na madrugada desta terça (1º), em que uma quadrilha também fez ataques pelo município em ação para assaltar uma agência bancária. 

Assim como ocorreu em Criciúma, a quadrilha que atacou Cametá também usou reféns como escudos para se locomover pelas ruas da cidade. As pessoas foram capturadas em bares. Os criminosos atiraram para cima durante mais de uma hora. O grupo usou armas de alto calibre e explosivos. 

Um quartel da Polícia Militar (PM) foi atacado, impedindo a saída dos policiais. Esse método também foi utilizado pelos homens que levaram terror a Criciúma.

“Muita gente estava assistindo ao jogo, os bares estavam lotados”, diz Márcio Mendes, morador da cidade, em entrevista a GloboNews. “Renderam as pessoas e levaram para frente da base da Polícia Militar.”

Segundo o Governo do Estado o alvo dos assaltantes seria uma agência do Banco do Brasil que fica no prédio da Câmara dos Vereadores e ficou destruída. 

Os bandidos deixaram a cidade por volta de 1h30. Segundo a PM, o grupo fugiu usando carros e barcos – a cidade fica às margens do Rio Tocantins. Ainda não se sabe o que foi levado, qual é o tamanho da quadrilha e se alguém foi detido. 

Por volta das 2h, o prefeito da cidade pediu que as pessoas ficassem em casa. “Nossa cidade sempre foi pacífica”, escreveu Valente. 

Cametá é uma das 10 maiores cidades do Pará, com cerca de 136 mil habitantes, segundo o IBGE.

O governador Helder Barbalho (MDB) disse está a caminho do município para acompanhar as investigações. 

“Já estou em contato com a cúpula da segurança pública do Estado acompanhando as providências que estão sendo tomadas neste episódio, no município de Cametá. Não mediremos esforços para que o quanto antes seja retomada a tranquilidade e os criminosos sejam presos. Minha total solidariedade ao povo cametaense”, escreveu governador.

Em 2020, o estado registrou ao menos dois outros assaltos semelhantes: um em Ipixuna do Pará, em 30 de janeiro, e em São Domingos do Capim, em 3 de abril. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, “praticamente todos os envolvidos” foram presos.

Fonte: G1

Continue Lendo

Educação

MEC determina volta às aulas presenciais a partir de janeiro

A medida vale para as instituições federais de ensino superior.

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Diário Oficial da União publica, nesta quarta-feira (2), portaria do Ministério da Educação (MEC), determinando que instituições federais de ensino superior voltem às aulas presenciais, a partir de 4 de janeiro de 2021. Para isso, as instituições devem adotar um “protocolo de biossegurança”, definido na Portaria MEC nº 572, de 1º de julho de 2020, contra a propagação do novo coronavírus (covid-19).

O documento estabelece ainda a adoção de recursos educacionais digitais, tecnologias de informação e comunicação ou outros meios convencionais, que deverão ser “utilizados de forma complementar, em caráter excepcional, para integralização da carga horária das atividades pedagógicas”.

O texto da portaria diz, também, que as “práticas profissionais de estágios ou as que exijam laboratórios especializados, a aplicação da excepcionalidade”, devem obedecer as Diretrizes Nacionais Curriculares aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), “ficando vedada a aplicação da excepcionalidade aos cursos que não estejam disciplinados pelo CNE”.

O documento estabelece, que, especificamente, para o curso de medicina, “fica autorizada a excepcionalidade apenas às disciplinas teórico-cognitivas do primeiro ao quarto ano do curso, conforme disciplinado pelo CNE”.

Fonte: Agência Brasil

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat