Siga as Redes Sociais

Brasil

Alcolumbre diz que Previdência deve ser votada no Senado em 3 meses

Karytha Leal

Publicado

em

O novo presidente do SenadoDavi Alcolumbre (DEM-AP), estimou nesta terça-feira (5) em três meses o prazo para a Casa votar a proposta de reforma da Previdência Social.

Alcolumbre concedeu entrevista à GloboNews e foi questionado sobre uma entrevista na qual o presidente da Câmara, Rodrigo Maia(DEM-RJ), afirmou que o objetivo é conseguir os votos a favor da reforma em até dois meses e votar a proposta até maio.

“No Senado, a gente sente dos senadores também o desejo, na sua ampla maioria, de que a reforma passe, que a gente possa virar essa página no Brasil em relação a combater esses privilégios e poder dar para as pessoas um Estado mais eficiente”, afirmou Alcolumbre.

“Se ele [Maia] concluir [a votação] na Câmara em três meses, eu acho que no Senado a gente também consegue concluir em três meses”, acrescentou.

Por se tratar de proposta de emenda à Constituição (PEC), a reforma da Previdência precisa do apoio mínimo de três quintos dos parlamentares: 308 dos 513 deputados e 49 dos 81 senadores.

Se a proposta for aprovada em dois turnos na Câmara, seguirá para o Senado, onde também será submetida a dois turnos de votação.

Para o presidente do Senado, a reforma a ser votada precisa estabelecer idades diferentes para homens e mulheres poderem se aposentar.

Articulação com governadores

Na entrevista desta terça-feira, Alcolumbre anunciou uma reunião com governadores para “cobrar” empenho deles junto às bancadas dos estados para a proposta ser aprovada.

Para o presidente do Senado, os governadores estão “desesperados” com a situação fiscal e por isso precisam “incorporar o sentimento” a favor da reforma.

De acordo com o Tesouro Nacional, no ano passado, o sistema previdenciário registrou déficit de R$ 290,2 bilhões.

Saúde

Piauí vai receber 24 mil doses da vacina contra o Covid-19

Avatar

Publicado

em

O Estado do Piauí vai receber, neste domingo (24), 24 mil doses da vacina da Universidade de Oxford/Astrazeneca, com origem na Índia e que chegaram ao Brasil na noite de sexta-feira (22). A previsão é que o carregamento chegue às 14h15 no aeroporto Senador Petrônio Portella, em Teresina.

“Estamos recebendo mais 24.000 doses de vacinas para seguir com vacinação no Piauí. Desta vez pela Fiocruz e vacina Astrazeneca, na parceria com a Universidade de Oxford no Reino Unido. Seguindo orientação do Ministério da saúde, vamos seguir o critério com vacinação dos profissionais da saúde e idosos com comorbidades ou em asilos, indígenas e quilombolas”, ressaltou o governador Wellington Dias.

Este é o segundo lote de imunizantes que chega ao Piauí. Na última segunda-feira (18), 61.160 doses da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan que possui acordo com a empresa chinesa Sinovac.

O superintendente de Atenção Primária à Saúde e Municípios da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), Herlon Guimarães, explica que, com a vacina Oxford/Astrazeneca, o Piauí deve chegar a 62% do total do público alvo na primeira etapa de vacinação. Ele avalia como positiva a aplicação das primeiras 24 mil doses. “A nossa distribuição foi perfeita. Não tivemos problema nenhum que tenha sido comunicado”, afirmou, explicando que a aplicação das doses fica a cargo dos municípios.

Guimarães acrescenta que a definição de datas para as próximas etapas de vacinação dependem das negociações e entregas de imunizantes ao estado, tarefa que está a cargo do Ministério da Saúde.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, a distribuição das novas doses começarão ainda no domingo. “A partir de amanhã (24), iniciaremos as rotas terrestres de distribuição e, na segunda (25), às 6h, as rotas aéreas. Desta forma, ainda na segunda-feira, as vacinas vão chegar a todas as regionais de saúde para que, assim, nós possamos continuar a vacinação do primeiro grupo estabelecido pelo Programa Nacional de Imunização”, explicou.

Florentino Neto disse ainda que existe a previsão de que o Ministério da Saúde distribua 900 mil doses do Instituto Butantan a partir da próxima segunda-feira. “Mas ainda estamos esperando a confirmação por parte do Ministério”, informou.

O governador Wellington Dias esclarece ainda que tem dialogado com os governadores e com o presidente para que mais vacinas sejam disponibilizadas. “Em carta dos Governadores do Brasil, sugerimos Estratégia Diplomática Especial pelo presidente da República e para abrir diálogo do Governo Central do Brasil com a Índia e já temos os primeiros resultados, mas devemos negociar compra de mais vacinas e IFA; e também com a China para cronograma de entrega do IFA, e ainda com a Rússia para viabilizar vacina Sputnik”, finalizou.

Continue Lendo

Educação

Enem: horário, data e orientações para o segundo dia de prova

Avatar

Publicado

em

A segunda prova da versão impressa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ocorre neste domingo (24/1). Desta vez, os 5,78 milhões de participantes inscritos no exame deverão responder às questões das áreas de Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias.

Assim como a primeira prova, que foi aplicada no último domingo (17/1), a segunda etapa contará com 90 questões (45 para cada área do conhecimento). Veja quais são as principais orientações para quem participará do exame.

Horários

Os portões abrirão às 12h e fecharão às 13h. O exame terá início pontualmente às 13h e tem término previsto para as 18h30. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela organização do Enem, recomenda que os participantes cheguem cedo para evitar aglomerações e o risco de contaminação por Covid-19.

O que levar?

Todos os participantes devem levar documento de identificação com foto: Registro Geral (RG), Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Carteira de Trabalho ou Passaporte.

Caso você tenha perdido a via original do documento, será necessário apresentar boletim de ocorrência expedido há, no máximo, 90 dias do primeiro dia de aplicação das provas.

Além disso, para responder às questões, é necessário estar na posse de uma caneta de tinta preta e tubo transparente. O Inep também recomenda que os participantes levem álcool em gel e o cartão de confirmação da inscrição no exame.

Lembre-se de manter celulares e outros aparelhos eletrônicos desligados. Os itens devem ser guardados no envelope porta-objetos, distribuídos a todos os participantes na entrada da sala.

Covid-19

Segundo o Inep, participantes que apresentarem sintomas de Covid-19 ou de outras doenças infectocontagiosas não devem comparecer aos locais de prova. Nesses casos, os estudantes devem comprovar e comunicar a condição ao instituto, por meio da página do participante, antes da aplicação da prova.

O documento de comprovação da doença deve ter o nome do participante, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10) e a assinatura de um profissional da saúde registrado no Conselho Regional de Medicina (CRM).

Para esses candidatos, haverá reaplicação do exame. As provas estão previstas para os dias 23 e 24 de fevereiro.Ainda segundo o Inep, uma série de medidas de biossegurança serão aplicadas para evitar a contaminação dos participantes por Covid-19. O instituto informou que investiu R$ 64 milhões em medidas de prevenção contra o coronavírus.

Cronograma oficial do Enem 2020

Provas impressas: 17 e 24 de janeiro de 2021.

Prova digital: 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021.

Reaplicação das provas e Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL): 23 e 24 de fevereiro de 2021.

Resultados: 29 de março de 2021.

Fonte: Metrópoles

Continue Lendo

Brasil

Justiça Federal do Amazonas manda prefeitura de Manaus divulgar diariamente lista dos vacinados

Avatar

Publicado

em

A Justiça Federal no Amazonas determinou, na noite deste sábado (23), que a prefeitura de Manaus informe, todos os dias até as 22h, a relação das pessoas vacinadas contra a Covid na cidade. A lista deve conter o nome, CPF e profissão das pessoas vacinadas até as 19h do dia, além do local onde a aplicação ocorreu. A multa diária em caso de descumprimento será de R$ 100 mil.

A decisão liminar atende a pedido das Defensorias Públicas do Estado do Amazonas (DPE-AM) e da União (DPU), em conjunto com os Ministérios Públicos Federal (MPF), Estadual (MPE), de Contas (MPC) e do Trabalho (MPT).

A ação ocorreu após denúncias de irregularidades de vacinações em profissionais de saúde fora do grupo prioritário. Por causa das denúncias, a vacinação chegou a ser suspensa na quinta-feira (21). Neste sábado, a prefeitura confirmou que vacinação foi retomada.

Na última sexta-feira, a assessoria do MPF havia explicado que os órgãos entraram na Justiça porque a prefeitura não teria entregado as informações solicitadas na quinta-feira (21). No mesmo dia, o prefeito David Almeida afirmou que entregou a relação das pessoas que serão vacinadas. “Essa informação está com os órgãos de controle, nós entregamos a lista de todas as pessoas vacinadas, com CPF, todas as suas qualificações, qual a unidade de saúde que trabalha, qual sua profissão, qual seu envolvimento com o trabalho de combate à covid-19”, afirmou.

O Governo do Amazonas, na última quarta-feira (20) havia informado que não vai se responsabilizar pela controle da vacinação no estado. Em nota divulgada em redes sociais, o governo afirma que a vacinação e o controle das pessoas que recebem as doses são responsabilidades das prefeituras.

Fonte: G1

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat