Siga as Redes Sociais

Brasil

Enem será aplicado em versão digital a partir de 2020, diz governo

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai deixar de aplicar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em papel a partir de 2026.

A transição do papel para o computador vai começar em 2020 com um projeto-piloto para 50 mil candidatos de 15 capitais, explicou Alexandre Lopes, o novo presidente do Inep, em entrevista coletiva a jornalistas em Brasília, na manhã desta quarta-feira (3).

Principais pontos das mudanças anunciadas:

  • Em 2020, o Enem terá as duas aplicações anuais, além de uma aplicação em formato digital em dois dias de outubro;
  • A aplicação em 2020 será em 15 capitais brasileiras e a adesão dos candidatos será opcional no ato de inscrição, até um total de 50 mil participantes, o equivalente a 1% do total de participantes;
  • O valor da inscrição será o mesmo para todos os participantes;
  • Entre 2021 e 2025, O Inep ampliará o número de aplicações do Enem digital, ainda em formato piloto e participação opcional;
  • A partir de 2026, o Enem será 100% digital;
  • Tanto as provas objetivas quanto a prova de redação serão feitas em formato digital no piloto;
  • O Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) só passará ao formato digital a partir de 2026.

Custo estimado em R$ 20 milhões

“As primeiras aplicações digitais serão opcionais”, informou o Ministério da Educação em uma nota distribuída aos jornalistas, explicando que a estimativa de custo do projeto-piloto é de R$ 20 milhões.

“Os participantes poderão escolher, no ato de inscrição, pela aplicação piloto no modelo digital ou pela tradicional prova em papel”, diz o comunicado, enfatizando que, “em caso de problemas logísticos na aplicação digital, o participante poderá participar da reaplicação”.

Na primeira aplicação do piloto, as 50 mil vagas serão preenchidas por ordem de chegada dos inscritos que optarem por participar dela no ato de inscrição.

“A gente acha que vai ter fila de espera para fazer o primeiro piloto. O nosso objetivo é fazer com 1% no primeiro piloto”, afirmou o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

O processo de inscrição será o mesmo para todos os candidatos, assim como o valor da taxa.

Aumento gradual de aplicações

Segundo Lopes, na edição de 2020, o Enem terá três aplicações, ao contrário das duas que ocorrem todo ano – uma regular e uma reaplicação para candidatos de locais de provas que enfrentaram problemas logísticos, na mesma data do Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL).

“Ano que vem, 2020, teremos três aplicações do Enem, a regular em papel, a reaplicação e mais uma data de prova, o Enem digital, para 50 mil pessoas”, explicou Alexandre Lopes, presidente do Inep.

“Em 2021 [o Enem digital] continua sendo opcional, com duas provas digitais, além da aplicação regular. De 2022 a 2025 a gente vai aumentando a quantidade de provas ao longo do ano, atingindo quatro provas por ano”, disse Lopes sobre o escalonamento do Enem digital no período de transição. Em 2026, não haverá mais Enem aplicado em papel.

Datas do Enem 2020 definidas

O Enem digital em formato piloto em 2020 acontecerá nos dias 11 e 18 de outubro do ano que vem. Já o Enem regular acontecerá em 1º e 8 de novembro de 2020.

A reaplicação para os dois modelos acontecerá em dezembro.

Cidades participantes do Enem digital de 2020

  • Belém (PA)
  • Belo Horizonte (MG)
  • Brasília (DF)
  • Campo Grande (MS)
  • Cuiabá (MT)
  • Curitiba (PR)
  • Florianópolis (SC)
  • Goiânia (GO)
  • João Pessoa (PB)
  • Manaus (AM)
  • Porto Alegre (RS)
  • Recife (PE)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • Salvador (BA)
  • São Paulo (SP)

Saúde

Quase mil idosos são vacinados no primeiro dia da nova etapa de vacinação contra a covid-19 em Teresina

Avatar

Publicado

em

No primeiro dia da nova etapa de vacinação contra a Covid-19, um total de 980 idosos de 88 e 89 anos receberam sua primeira dose do imunizante. A campanha tem continuidade hoje (27) em cinco pontos de drive thru espalhados pela capital, das 9h às 17h.

O foco do segundo dia está na faixa etária dos 86 e 87 anos.Também hoje (27) inicia a vacina em um novo ponto de drive thru, do Shopping Rio Poty, na zona norte.

No total, cinco locais estarão imunizando a população neste sábado:

1 – Universidade Estadual do Piauí (UESPI) – Campus Torquato Neto – Rua João Cabral, 2231, Pirajá;

2 – Centro Universitário UNINOVAFAPI – Rua Vitorino Orthiges Fernandes, 6123, Uruguai;

3 – Centro Universitário Santo Agostinho – Avenida Professor Valter Alencar, 855, São Pedro;

4 – Teresina Shopping – Edifício Garagem G1 – Avenida Raul Lopes, 1000, Bairro dos Noivos;

5 – Shopping Rio Poty – Avenida Marechal Castelo Branco, 911, Bairro Porequanto.

Emanuelle Dias, que faz parte da coordenação da campanha de vacinação da FMS, lista a documentação que deve ser apresentada pelos idosos. “Eles precisam levar ao ponto de vacinação: documento de identificação com foto e data de nascimento; CPF ou cartão nacional do SUS e comprovante de residência da cidade de Teresina”, explica.

Os idosos em situação de dificuldade de acesso ao drive-thru receberão a vacina em uma Unidade Básica de Saúde e devem agendar a vacinação via site oficial da Fundação Municipal de Saúde (https://fms.pmt.pi.gov.br/).

Continue Lendo

Brasil

Com UTIs cheias, Brasil está há 37 dias com média de mortes acima de mil

Avatar

Publicado

em

Enquanto alguns países do mundo já vivenciam quedas expressivas nos casos e nas mortes por Covid-19, o Brasil, um ano após a chegada da doença, vive um cenário desanimador: vacinação a passos lentos, novo avanço do Sars-CoV-2, óbitos nas alturas e falta de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI).

Com as 1.337 mortes registradas na sexta-feira (26/2), o país está, desde o dia 21 de janeiro, com média móvel acima de 1 mil. São 37 dias seguidos, a maior sequência desde o início da pandemia. Segundo balanço do (M)Dados, núcleo de jornalismo de dados do Metrópoles, a última vez que o Brasil viveu algo parecido foi entre 3 de julho e 7 de agosto de 2020, um total de 36 dias.

As novas infecções também preocupam. Só nos primeiros 30 dias deste ano, o país acumulou 1.528.758 novos casos de Covid-19, média diária de 49.314, fazendo de janeiro o mês com mais ocorrências desde o início da pandemia. Fevereiro também começou com números nas alturas: em 26 dias, já são 1.250.899 contaminados, média de 48.111 a cada 24 horas. Para efeito de comparação, durante o primeiro pico, registrado no meio de 2020, julho havia alcançado o topo, com 1.260.444.

“Não é pouco dizer que este é o momento mais difícil desde o início, quando houve a primeira confirmação, em fevereiro de 2020, em um paciente de São Paulo. Nunca foram tantos estados com tanta dificuldade ao mesmo tempo, seja pela circulação das novas cepas, seja pelo cansaço da sociedade de estar vivendo isso há tanto tempo”, disse o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, em pronunciamento ao lado do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na quinta-feira (25/2).

“A tendência é a situação ainda piorar antes de melhorar. Medidas mais enérgicas em termos de fechamento, para tentar conseguir algum isolamento, começaram nesta semana, mas ainda temos um ciclo de pelo menos duas semanas de provável crescimento da pandemia antes de qualquer melhora. As medidas ainda são tímidas, mas já de grande avanço”, ressaltou Jonas Lotufo Brant de Carvalho, epidemiologista e professor do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade de Brasília (UnB).

Ao menos 15 unidades da Federação estão com as taxas de internação acima de 80% nas UTIs públicas para pacientes de Covid-19, nível considerado crítico. São elas: Rondônia, Paraná, Goiás, Acre, Distrito Federal, Ceará, Santa Catarina, Amazonas, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Tocantins, Bahia e Roraima.

Fonte: metrópoles

Continue Lendo

Geral

Ponte Metálica que liga Teresina a Timon será interditada neste fim de semana

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/Iphan

A Ponte Metálica, que liga as cidades de Teresina-PI e Timon-MA, será interditada a partir da 00:00h deste sábado (27/02) e domingo (28/02). A decisão faz parte de uma série de medidas adotadas para conter o avanço da Covid-19 nas duas cidades.

A Ponte volta a ser aberta a partir das 8h de segunda 1 de março.

“Será um acesso a menos entre as duas cidades, entretanto, o fechamento da ponte será parcial e ficará fechado apenas no sentido Teresina – Timon”, disse o diretor do Departamento Municipal de Trânsito de Timon (DMTRANS), Ronaldo Gonçalves.

Para controle da medida, foi montada uma força-tarefa formada pela Guarda Civil Municipal, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Vigilância Sanitária, DMTRANS, Conselho Tutelar, Polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros e apoio do Ministério Público Estadual.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat