Siga as Redes Sociais

Brasil

WhatsApp, Facebook e Instagram têm problemas nesta quarta-feira

Principais problemas reportados por usuários são relativos ao envio de mídias, como fotos, vídeos e áudios.

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

As plataformas do Facebook, incluindo Whatsapp e Instagram, estavam com problemas de funcionamento na manhã desta quarta-feira (3). Entre os principais problemas encontrados pelos usuários estão o envio de mídias, como fotos, vídeos, áudios e figurinhas (no caso do WhatsApp).

O site Down Detector, que aglomera reclamações de consumidores sobre o status de serviços online, teve fortes reclamações sobre as redes sociais do Facebook.

A maior parte dos usuários que passaram por problemas no WhatsApp estão no Brasil, Argentina, Peru, Colômbia e alguns países da Europa. Já o Facebook e o Instagram tiveram muitas reclamações nos Estados Unidos e também na Europa.

Vale lembrar que as três plataformas pertencem a mesma empresa de Mark Zuckerberg. Em janeiro deste ano, o WhatsApp assumiu a liderança do ranking de aplicativos mais usados do mundo em celulares com sistema operacional do Google e da Apple, e ultrapassou o Facebook. Apesar disso, a empresa se limita a dar números genéricos sobre o desenvolvimento dos seus principais serviços. No último balanço da companhia, Zuckerberg mencionou que há mais de 2,6 bilhões de usuários para Facebook, WhatsApp, Instagram ou Messenger todos os meses.

Com informações do G1 e Techtudo

Saúde

Piauí registra 19 mortes e 887 casos de Covid-19 em 24h

Avatar

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi) divulgou nesta segunda-feira (08), que o estado do Piauí registrou em 24h, 19 óbitos e 887 casos de COVID-19. Conforme a Sesapi, 301 pessoas estão internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Nove mulheres e dez homens não resistiram às complicações da Covid-19. Elas eram de Itaueira (64 anos), Jaicós (77 anos), Parnaíba (80 e 83 anos), Pedro II (76 anos), Porto Alegre do Piauí (56 anos) e Teresina (68, 76 e 87 anos). Os do sexo masculino eram de Alto Longá (77 anos), Aroazes (68 anos), Campo Maior (46 e 62 anos), Canto do Buriti (81 anos), Parnaíba (51 e 62 anos), Piripiri (77 anos) e Teresina (73 e 103 anos). Apenas uma das 19 vítimas não possuía comorbidades.

Os casos confirmados no estado somam 180.475 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 3.504 e foram registrados em 212 municípios. Até agora, morreram 2.050 homens e 1.454 mulheres.

Continue Lendo

Brasil

Auxílio Emergencial ficará entre R$ 175 e R$ 375, diz Guedes

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: André Borges/Getty Images

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira (8) que a nova rodada do Auxílio Emergencial contemplará valores entre R$ 175 e R$ 375, dependendo da composição das famílias beneficiadas. Ainda, segundo ele, o valor médio será de R$ 250. 

A PEC emergencial, que viabiliza a retomada do auxílio emergencial, foi aprovada na semana passada pelo Senado Federal, mas ainda passará pela Câmara dos Deputados. A expectativa do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), é a de que o texto seja aprovado na próxima quarta-feira (10), se houver acordo. 

“Esse é um valor médio [R$ 250], porque, se for uma família monoparental, dirigida por uma mulher, aí já é R$ 375. Se tiver um homem sozinho, já é R$ 175. Se for o casal, os dois, ai já são R$ 250. Isso é o Ministério da Cidadania, nós só fornecemos os parâmetros básicos, mas a decisão da amplitude é com o Ministério da Cidadania”, declarou Guedes em entrevista no Palácio do Planalto. 

Guedes disse ainda que para “reduzir a pobreza e a miséria no Brasil” é necessário “botar o dinheiro onde está o mais pobre e não nos intermediários”. 

“Se nós quisermos reduzir a pobreza e a miséria no Brasil, você tem que dar o dinheiro direto para os mais desfavorecidos, para os mais pobres que é o que a gente fez, que é a filosofia lá atrás do bolsa escola, bolsa família. Agora, o auxílio emergencial acabou seguindo também uma linha semelhante que é botar o dinheiro onde está o mais pobre e não nos intermediários”, afirmou o ministro. 

PEC Emergencial 

A PEC Emergencial, que estabelece mecanismos de contenção de despesas públicas e viabiliza o auxílio emergencial, não detalha valores, duração ou condições para o benefício. 

O objetivo central da PEC Emergencial é criar mecanismos que estabilizem as contas públicas. Atualmente, esse trabalho é feito por dois dispositivos já em vigor: 

  • a regra de ouro, que proíbe o governo de fazer dívidas para pagar despesas correntes, como salários, benefícios de aposentadoria, contas de luz e outros custeios da máquina pública;
  • o teto de gastos, que limita os gastos da União à inflação do ano anterior.

Segundo a PEC Emergencial, quando a União estiver prestes a descumprir a regra de ouro ou a romper o teto, medidas de contenção de gastos serão adotadas automaticamente. 

Esses “gatilhos” serão acionados no momento em que as despesas atingirem um certo nível de descontrole. Se atingido com despesas obrigatórias o índice de 95% das despesas totais, o governo federal estará proibido de: conceder aumento de salário a servidores, contratar novos funcionários e de criar bônus. 

A PEC também prevê exceções. O reajuste das remunerações poderá acontecer se determinado por decisão judicial definitiva (transitada em julgado) ou se estiver previsto antes de a PEC começar a valer, por exemplo. 

O texto da proposta também fixou um limite para custeio do novo auxílio fora do teto no valor de R$ 44 bilhões. Essa trava não é uma estimativa de quanto custará o programa, mas um teto de recursos para bancá-lo. O limite foi definido após parlamentares tentarem estender ao Bolsa Família a possibilidade de extrapolar o teto, proposta que, segundo Arthur Lira, não será aprovada pelo Congresso.

Fonte: G1

Continue Lendo

Economia

Petrobras aumenta preços da gasolina e do diesel nas refinarias

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Shutterstock

Petrobras anunciou hoje (8) um novo aumento dos preços da gasolina e do diesel que são cobrados em suas refinarias. No caso da gasolina, o aumento é o sexto do ano, e o preço médio do litro passará de R$ 2,60 para R$ 2,84, em uma alta de cerca de 9,2%.

Para o litro do diesel, o reajuste anunciado é de R$ 2,71 para R$ 2,86, um encarecimento de cerca de 5,5%. No caso desse combustível, o aumento é o quinto no ano.

O último reajuste havia sido anunciado pela Petrobras em 1° de março e, antes disso, houve aumentos em 18 de fevereiro, 8 de fevereiro, 26 de janeiro e 18 de janeiro, dia em que apenas o preço da gasolina foi reajustado. No fim do ano passado, o litro de combustível custava R$ 1,84 nas refinarias, R$ 1 a menos que o preço alcançado hoje.

A política de preços da Petrobras busca o alinhamento do preço das refinarias aos do mercado internacional, o que também torna o preço sensível ao valor do real perante o dólar, moeda em que as negociações ocorrem no exterior.

Segundo a estatal, manter esse alinhamento é fundamental para garantir que o mercado brasileiro seja suprido sem risco de desabastecimento. A empresa afirma que, assim como o preço sobe quando há encarecimento no mercado internacional, ele também cai quando a alta da oferta no mundo desvaloriza esses combustíveis.

A Petrobras destaca ainda que essas variações do mercado internacional e do câmbio “têm influência limitada” no preço final que os consumidores encontram nos postos de combustíveis. “Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis, além das margens brutas das companhias distribuidoras e dos postos revendedores de combustíveis”.

Fonte: Notícias ao Minuto

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat