Siga as Redes Sociais

Brasil

Governo Federal exonera mais de 20 mil servidores comissionados

De acordo com o texto publicado no Diário Oficial da União, mais de 93% desses cargos já estão vagos.

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Passado um mês do decreto presidencial que extinguiu 21 mil cargos comissionados, funções e gratificações da esfera federal, o governo Jair Bolsonaro anunciou o fim de 13.231 vagas. Desta vez, são cargos efetivos da administração pública federal que já estão vagos ou que devem vagar nos próximos meses.

De acordo com o texto publicado no Diário Oficial da União, mais de 93% desses cargos já estão vagos. Apenas 916 aguardam a desocupação pelos órgãos aos quais estão submetidos.

Assessores do governo explicaram que as funções aplicadas a estas vagas estão obsoletas para a atual dinâmica. Entre cargos incluídos no decreto figuram os de jardineiro, técnico em radiologia, guarda de endemias, mestre de lancha e operador de máquinas agrícolas. 

As vagas elencadas no texto oficial deixam de existir a partir de 12 de junho de 2019, reduzindo organogramas dos Ministérios da Economia e da Saúde, da Advocacia Geral da União, da Fundação Nacional de Saúde e do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal (Sipec). 

O enxugamento da máquina pública e a ampliação da eficiência dos serviços prestados à população têm sido reforçados pela equipe de Bolsonaro desde o início do governo. No caso de cargos comissionados, funções e gratificações extintos com o decreto de 13 de março deste ano, a expectativa do governo era de economia de mais de R$ 190 milhões anuais.

Fonte: EBC

Brasil

Incêndio atinge hospital na zona norte do Rio de Janeiro e causa uma morte

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Image Reprodutiva

Um incêndio atingiu o prédio 1 do Hospital Federal de Bonsucesso, zona norte do Rio de Janeiro, na manhã de hoje. Ao todo 12 unidades do Corpo de Bombeiros fizeram o atendimento ao local, com auxílio do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

O coordenador assistencial do hospital, Carlos César Assef, confirmou a morte de uma mulher de 42 anos, que estava em estado gravíssimo, durante a transferência.

Segundo o secretário de Defesa Civil, Leandro Monteiro, ela estava internada no hospital com covid-19 e intubada. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima morreu na ambulância a caminho do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, também na zona norte do Rio.

Feridos estão sendo atendidos em outro prédio do hospital ou sendo transferidos. O fogo foi controlado e não se propagou para outras unidades.

“Até o momento temos confirmada uma morte na Unidade Covid de Terapia Intensiva. O óbito aconteceu durante o processo de evacuação. Uma paciente feminina de 42 anos. Estamos fazendo agora o trabalho de assistência. Os pacientes estão sendo transferidos por ordem de prioridade”, disse Carlos César.

A direção do Hospital Federal de Bonsucesso informou que a brigada de incêndio da unidade removeu cerca de 200 pacientes do prédio 1 para o prédio 2 até a chegada do Corpo de Bombeiros. Pessoas foram levadas em macas e cadeiras de rodas pelas ruas próximas, que ficaram bloqueadas.

Posteriormente, 46 pacientes foram transferidos para sete unidades de saúde diferentes, de acordo com os Bombeiros. Ainda segundo a corporação, quatro pacientes foram levados para o Hospital de Campanha do Riocentro, na zona oeste.

O porta-voz dos Bombeiros, tenente-coronel Lauro Botto, informou que o incêndio persiste no prédio 1, mas a situação está controlada.

“Até agora, o incêndio se mantém exclusivamente no prédio 1, não tivemos propagação para outros prédios. Tanto a estrutura quanto o funcionamento das outras unidades do hospital estão funcionando normalmente. A princípio a situação está controlada, mas estamos retirando os cilindros de oxigênio, porque sempre existe o risco de explosão”, disse.

O Corpo de Bombeiros trabalha também com o risco de desabamento no prédio 1. Os técnicos da Defesa Civil estão no local para avaliar a estrutura da unidade atingida pelo fogo.

Transferência de pacientes

No hospital, havia pacientes internados no CTI (Centro de Terapia Intensiva), fazendo hemodiálise e mulheres em trabalho de parto, que exigem maior cuidado.

Por isso, depois que o prédio foi evacuado, os bombeiros começaram a organizar a transferência de alguns pacientes. Eles foram para outros hospitais e também aconteceu a reativação do hospital de campanha do Riocentro.

“A gente removeu vítimas que a própria unidade não teve capacidade de absorver. Com uma ação integrada, a gente conseguiu remover pacientes para sete unidades diferentes. Elas não sofreram ferimentos em decorrência do incêndio. Pacientes que já estavam em estado grave foram para o outro prédio da própria unidade ou para outros hospitais, de acordo com essa parceria”, informou o porta-voz do Corpo de Bombeiros.

A secretaria estadual de Saúde do Rio de Janeiro informou que está com toda a rede de assistência preparada para essa emergência. Outras transferências podem acontecer.

Na frente do hospital há uma oficina, que virou um local para atendimento provisório a alguns pacientes. Macas e monitores foram colocados no local. Um dos pacientes teve que sair em uma ambulância para o Hospital Salgado Filho. Outros ficaram recebendo atenção de médicos e enfermeiros na oficina mesmo.

Uma enfermeira do hospital relatou como foi feita a evacuação.

“A gente evacuou o prédio. Não teve nenhum ferido, conseguimos evacuar todos. Somos treinados para isso (evacuação) e todos se mobilizaram”, disse a enfermeira identificada como Silvia, às emissoras de televisão que estão no local.

Parentes de pacientes começaram a chegar ao hospital em busca de informações e estão sendo orientados pelos bombeiros.

Causa e controle do incêndio

O incêndio atingiu a enfermaria e os equipamentos de Raio-X. As primeiras informações indicam que o fogo começou pouco antes das 10h, e os primeiros bombeiros chegaram aproximadamente 10 minutos depois.

A origem do incêndio ainda é desconhecida, e o Corpo de Bombeiros afirmou que só poderá determinar a razão após perícia, que deve ser feita por uma equipe da Polícia Federal que está no local. Testemunhas e o tenente-coronel Lauro Botto disseram que o problema foi percebido inicialmente no almoxarifado, onde há muitas fraldas guardadas, o que teria contribuído para o fogo aumentar.

Os bombeiros conseguiram evitar que o incêndio se alastrasse para outras unidades do hospital, mas ainda estão preocupados com a estrutura do local atingido. “Sempre trabalhamos com o risco de desabamento. Estamos avaliando, mas a informação mais precisa só teremos depois que os técnicos de Defesa Civil e engenheiro adentrarem. Por enquanto, a maior preocupação, que era evitar que o fogo se propagasse, nós conseguimos evitar. As outras unidades estão funcionando normalmente. Os focos de incêndio estão controlados, então a situação está tranquila, dentro do possível”, disse Lauro Botto.

Fonte: Uol

Continue Lendo

Brasil

Jornalista da Record é encontrado com vida após sequestro

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Romano dos Anjos, apresentador e editor-chefe do programa “Mete Bronca”, da TV Imperial, afiliada da Record em Boa Vista, no estado de Roraima, foi encontrado na manhã desta terça-feira (27). O jornalista havia sido sequestrado na noite de segunda (26) dentro da própria casa.

A polícia o encontrou por meio de denúncia anônima em um local chamado Beco do Luquinha, na região de Bom Intento, na zona rural de Boa Vista. Romano estava amarrado e tinha um ferimento no braço.

Bandidos invadiram a casa onde ele estava e o levaram na frente da esposa, a também apresentadora Nattacha Vasconcelos. Depois de ser feita de refém, ela foi deixada sozinha e amarrada no imóvel em que mora, no bairro Aeroporto. De lá, conseguiu pedir ajuda.

Segundo a Polícia Militar do estado, o casal foi rendido por três homens armados. Romano e Nattacha estavam jantando quando a casa foi invadida. Os criminosos pegaram os celulares dos dois para evitar qualquer tipo de comunicação.

A polícia encontrou o carro em que ele foi levado carbonizado na BR-174 por volta das 22h. O automóvel, um Fiat Mobi, pertencia ao jornalista, que nos últimos tempos vinha levando ao ar denúncias de corrupção.

Na edição da madrugada de seu telejornal, a Record confirmou o sequestro do apresentador. Segundo o telejornal, os criminosos teriam levado o jornalista no sentido da fronteira com a Venezuela.

A Polícia Civil se manifestou sobre o sequestro por meio de nota enviada por sua assessoria. “A Secretaria de Segurança Pública, a Polícia Militar e a Polícia Civil de Roraima informam que estão mobilizadas para esclarecer o sequestro do jornalista Romano dos Anjos”.

Fonte: Uol

Continue Lendo

Brasil

Jornalista da TV Record é sequestrado de dentro da própria casa em Roraima

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O jornalista Romano dos Anjos, de 40 anos, foi sequestrado na noite desta segunda-feira (26), do bairro Aeroporto, zona Norte de Boa Vista. Segundo a Polícia Militar, ele estava em casa, jantando com a esposa, quando três homens armados e encapuzados entraram no imóvel. 

Inicialmente, ainda segundo a PM, os bandidos procuraram por dinheiro. Depois, eles deixaram a esposa do jornalista amarrada dentro da casa e levaram Romano no próprio carro. O crime foi por volta de 20h40. 

O veículo do jornalista foi encontrado minutos depois queimando na BR-174, antes da ponte do Rio Cauamé, sentido Norte. 

Carro do jornalista Romano dos anjos — Foto: Laudinei Sampaio/ Rede Amazônica

Ainda não se tem informações sobre o paradeiro do jornalista. A Polícia Militar faz buscas para encontrá-lo. Romano dos Anjos é apresentador da TV Imperial, afiliada à Rede Record em Roraima. 

“A Secretaria de Segurança Pública, a Polícia Militar e a Policia Civil de Roraima informam que estão mobilizadas para esclarecer o sequestro do Jornalista Romano dos Anjos”, informou a assessoria da Polícia Civil.

Por telefone, a diretora de jornalismo da Imperial, Leiliane Matos, disse ao G1 que os criminosos levaram os celulares da esposa e de Romano. 

“Eles estavam jantando dentro do quarto quando ouviram os latidos dos cachorros. O Romano abriu a porta para verificar o que era e eles já estavam dentro da casa. A esposa disse os suspeitos os ameaçaram o tempo todo e mandou que ficassem de cabeça baixa”, contou Matos, com base no relato da esposa do jornalista. 

A Sesp informou que o serviço de inteligência foi acionado e “o efetivo de serviço do Policiamento da Capital está patrulhando as possíveis rotas de fuga e conta com reforço de militares voluntários.” 


Qualquer informação que possa ajudar nas buscas podem ser informadas pelo 190. A identidade é mantida em sigilo.

Fonte: G1

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat