Siga as Redes Sociais

Educação

MEC determina volta às aulas presenciais a partir de janeiro

A medida vale para as instituições federais de ensino superior.

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Diário Oficial da União publica, nesta quarta-feira (2), portaria do Ministério da Educação (MEC), determinando que instituições federais de ensino superior voltem às aulas presenciais, a partir de 4 de janeiro de 2021. Para isso, as instituições devem adotar um “protocolo de biossegurança”, definido na Portaria MEC nº 572, de 1º de julho de 2020, contra a propagação do novo coronavírus (covid-19).

O documento estabelece ainda a adoção de recursos educacionais digitais, tecnologias de informação e comunicação ou outros meios convencionais, que deverão ser “utilizados de forma complementar, em caráter excepcional, para integralização da carga horária das atividades pedagógicas”.

O texto da portaria diz, também, que as “práticas profissionais de estágios ou as que exijam laboratórios especializados, a aplicação da excepcionalidade”, devem obedecer as Diretrizes Nacionais Curriculares aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), “ficando vedada a aplicação da excepcionalidade aos cursos que não estejam disciplinados pelo CNE”.

O documento estabelece, que, especificamente, para o curso de medicina, “fica autorizada a excepcionalidade apenas às disciplinas teórico-cognitivas do primeiro ao quarto ano do curso, conforme disciplinado pelo CNE”.

Fonte: Agência Brasil

Educação

Enem: horário, data e orientações para o segundo dia de prova

Avatar

Publicado

em

A segunda prova da versão impressa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ocorre neste domingo (24/1). Desta vez, os 5,78 milhões de participantes inscritos no exame deverão responder às questões das áreas de Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias.

Assim como a primeira prova, que foi aplicada no último domingo (17/1), a segunda etapa contará com 90 questões (45 para cada área do conhecimento). Veja quais são as principais orientações para quem participará do exame.

Horários

Os portões abrirão às 12h e fecharão às 13h. O exame terá início pontualmente às 13h e tem término previsto para as 18h30. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela organização do Enem, recomenda que os participantes cheguem cedo para evitar aglomerações e o risco de contaminação por Covid-19.

O que levar?

Todos os participantes devem levar documento de identificação com foto: Registro Geral (RG), Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Carteira de Trabalho ou Passaporte.

Caso você tenha perdido a via original do documento, será necessário apresentar boletim de ocorrência expedido há, no máximo, 90 dias do primeiro dia de aplicação das provas.

Além disso, para responder às questões, é necessário estar na posse de uma caneta de tinta preta e tubo transparente. O Inep também recomenda que os participantes levem álcool em gel e o cartão de confirmação da inscrição no exame.

Lembre-se de manter celulares e outros aparelhos eletrônicos desligados. Os itens devem ser guardados no envelope porta-objetos, distribuídos a todos os participantes na entrada da sala.

Covid-19

Segundo o Inep, participantes que apresentarem sintomas de Covid-19 ou de outras doenças infectocontagiosas não devem comparecer aos locais de prova. Nesses casos, os estudantes devem comprovar e comunicar a condição ao instituto, por meio da página do participante, antes da aplicação da prova.

O documento de comprovação da doença deve ter o nome do participante, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10) e a assinatura de um profissional da saúde registrado no Conselho Regional de Medicina (CRM).

Para esses candidatos, haverá reaplicação do exame. As provas estão previstas para os dias 23 e 24 de fevereiro.Ainda segundo o Inep, uma série de medidas de biossegurança serão aplicadas para evitar a contaminação dos participantes por Covid-19. O instituto informou que investiu R$ 64 milhões em medidas de prevenção contra o coronavírus.

Cronograma oficial do Enem 2020

Provas impressas: 17 e 24 de janeiro de 2021.

Prova digital: 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021.

Reaplicação das provas e Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL): 23 e 24 de fevereiro de 2021.

Resultados: 29 de março de 2021.

Fonte: Metrópoles

Continue Lendo

Educação

Enem 2020: Inep anuncia abstenção acima de 50% e diz que vai averiguar casos de alunos barrados

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou neste domingo (17) que a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 em meio à pandemia foi “algo vitorioso”. O índice de abstenção ficou em 51,5%. 

Embora seja preliminar, o número já indica o maior percentual de abstenção em toda a história do Enem. O maior índice havia sido registrado em 2009, com 37,7%. Em 2019, o índice do primeiro dia ficou próximo a 23%, segundo o ministro. 

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, ressaltou que a aplicação foi “tranquila do ponto de vista da saúde sanitária.” 

Questionado sobre os candidatos barrados nas salas de prova porque estavam com lotação acima de 50%, o presidente do Inep afirmou que os casos ocorreram em 11 dos mais de 14.447 locais de prova.

Ele citou cidades que tiveram visitas de agentes da vigilância e do Ministério Público, e afirmou que em nenhum caso houve interdição por motivos de saúde. 

“Tivemos 11 locais de prova com aparentemente alguma dificuldade de os alunos poderem realizar a prova”, afirmou Lopes. 

Ele afirmou que os casos serão averiguados, e que há divergências entre o que foi noticiado e o que está registrado na ata das salas de prova. 

“Qualquer participante que se sentiu prejudicado, a partir de 25 de janeiro, como está previsto no edital, poderá pedir a reaplicação nos dias 23 e 24 de fevereiro”, afirmou Lopes. Ele ressaltou que a reaplicação é uma característica do Enem que prevê casos de problemas de logística e, neste ano, doenças infectocontagiosas. 

“Não teve nenhum local de prova interditado. Reafirmamos aqui nosso compromisso de uma realização de uma prova com segurança do ponto de vista sanitário. As normas e procedimentos de segurança estabelecidos pelo Inep foram cumpridos durante a execução da prova”, afirmou Alexandre Lopes.

O estado do Amazonas e duas cidades de Rondônia suspenderam a prova devido à pandemia. O índice de abstenção já exclui os dados de participantes destes locais. 

Para o ministro da Educação, o alto índice de abstenção ocorreu “em parte pela dureza e questão do medo da contaminação”, mas também devido a “um trabalho de mídia contrário ao Enem muito grande, isso é fato.” 

“No meio de uma crise, mobilizar milhões de pessoas, para mim foi um sucesso”, afirmou Milton Ribeiro. “Eventualmente, se nós disséssemos que não teria Enem neste ano, para mim, seria um insucesso, uma derrota da educação brasileira”, afirmou.

O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) apresentaram um balanço do primeiro dia de provas do Enem 2020 em uma entrevista coletiva à imprensa realizada em Brasília na noite deste domingo. 

O Exame Nacional do Ensino Médio teve 5,78 milhões de candidatos inscritos. Destes, 5,6 milhões eram esperados para a prova impressa; e 96 mil farão o exame digital em outras datas (31 de janeiro e 7 de fevereiro). 

Números do Enem 2020

  • Enem suspenso: 58 cidades terão reaplicação da prova: 56 no Amazonas e duas em Rondônia
  • Doenças infectocontagiosas: Nesta edição, 10.171 pessoas pediram para participar da reaplicação por terem sintomas de doenças infectocontagiosas. Foram aceitas 8.180 e negadas 1.991.
  • Cidades, locais, salas: o 1º domingo de Enem teve 1.689 municípios, 14.447 locais de prova e 201.380 salas de aplicação.
  • Inscritos no 1º dia: 5.523.029 inscritos (o número exclui participante do AM e de duas cidades de RO que suspenderam as provas)
  • Presentes no 1º dia: 2.680.697 (48,5%) 
  • Ausentes/abstenção: 2.842.332 (51,5%) 
  • Eliminados: 2.967 participantes foram eliminados por portar equipamentos eletrônicos, saírem da sala antes do horário permitido, entre outros.
  • Logística: 69 foram afastados por “ocorrências logísticas”, como emergências médicas ou interrupção de energia elétrica.
  • Falta de luz: Três escolas em São Sebastião do Passe tiveram problemas de fornecimento na energia elétrica e os candidatos terão reaplicação. Menos de 1 mil candidatos estavam inscritos.


Fonte: G1

Continue Lendo

Brasil

Tema da redação do Enem é “O estigma associado às doenças mentais”

Karytha Leal

Publicado

em

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizado neste domingo (17) é “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. O exame começou às 13h30 e se encerrará às 19h.

No primeiro dia de provas, os candidatos são testados nas matérias das áreas de Ciências Humanas e da Linguagem. Ao todo, eles têm 5 horas e 30 minutos para responder a 45 questões sobre História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Língua Portuguesa, além da temida redação.

Resultados

Os resultados dos exames serão publicados em 29 de março e os sistemas de seleção com base na nota do Enem — SISU, FIES, ProUni — devem ter início em abril, conforme Alexandre Lopes, presidente do Inep.

O Enem ainda terá a aplicação da versão digital em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Fonte: CNN

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat