Siga as Redes Sociais

Saúde

Pfizer envia à Anvisa resultados de última fase de testes de vacina contra Covid

A empresa passou a compartilhar com o órgão dados de estudos clínicos da vacina ainda no fim de novembro.

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Shutterstock

A farmacêutica norte-americana Pfizer protocolou nesta quarta-feira (16) na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) resultados da terceira e última fase de testes da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela empresa em parceria com a BioNTech.

As informações constam de tabela atualizada no site da agência e usada para monitoramento de dados de vacinas no país.

Na prática, a medida representa um avanço no processo de envio de documentos à Anvisa, etapa que antecede um pedido de registro ou de autorização emergencial, que ainda não ocorreu.

A empresa passou a compartilhar com o órgão dados de estudos clínicos da vacina ainda no fim de novembro, quando acertou entrada em um processo de “submissão contínua” de documentos. O objetivo desse processo é agilizar a análise de dados da vacina até que haja um pedido formal para registro do produto.

A reportagem apurou que a situação ocorre em meio a negociações ainda pendentes com o Ministério da Saúde para aquisição da vacina.

Atualmente, a Pfizer tem um memorando de entendimento com o ministério para oferta de 70 milhões de doses da vacina ao país. Desse total, 2 milhões de doses são previstos para o primeiro trimestre, 6,5 milhões para o segundo; 32 milhões no terceiro trimestre e 29,5 milhões no quarto trimestre.

A dificuldade de armazenamento da vacina, que precisa ser mantida a -70C, porém, é um dos pontos de preocupação do governo para formalizar a compra.

A situação é citada em plano de vacinação divulgado nesta quarta pelo Ministério da Saúde. No documento, o ministério diz que a farmacêutica “disponibilizará as vacinas em caixas térmicas, que passam por processo de “qualificação térmica”.”

“Considerando os resultados preliminares dessa qualificação térmica (ainda em andamento) é possível preservar as vacinas acondicionadas nas caixas que serão fornecidas por um período de até 30 dias, com a substituição periódica do gelo seco em intervalos de cinco dias, se mantidas à temperatura ambiente entre 15° C e 25° C”, diz. “Neste sentido, fica viabilizada a utilização das caixas para preservação das vacinas até o momento da administração nos usuários”, completa.

O plano sugere ainda que os cerca de 2 milhões de doses iniciais sejam distribuídos para uso em profissionais de saúde de capitais e regiões metropolitanas, onde há maior facilidade de distribuição e armazenamento.

Fonte: Folhapress

Piauí

Piauí registra 1.010 casos e 12 óbitos por Covid-19 em 24 horas

Avatar

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta sexta-feira (18), que em apenas 24h, 1.010 casos foram confirmados e 13 mortes, causadas pela Covid-19, foram registradas no Piauí. Hoje, também foram confirmados mais oito óbitos acumulados de períodos anteriores e que estavam em investigação epidemiológica. Ainda conforme a Sesapi, 288 infectados estão na UTI.

Cinco homens e sete mulheres não resistiram às complicações da Covid-19. Elas eram naturais de Canto do Buriti (67 anos), Floriano (58 e 82 anos), Piracuruca (47 anos), São João do Piauí (71 anos) e Teresina (40 e 45 anos).  Já os homens eram de Agricolândia (58 anos), Piracuruca (38 anos), São Raimundo Nonato (74 anos) e Teresina (35 e 56 anos).

Dos óbitos acumulados eles eram das cidades de Castelo do Piauí (81 anos) e Teresina (54, 61 e 65 anos). As do sexo feminino eram de Teresina (56, 62, 75 e 81 anos). 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há  738 ocupados, sendo 433 leitos clínicos, 288 UTIs e 17 em leitos de estabilização. 

Continue Lendo

Saúde

Variante delta tem se tornado dominante em todo o mundo, diz cientista-chefe da OMS

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

A variante delta do coronavírus, identificada pela primeira vez na Índia, tem se tornado dominante em todo o mundo, disse nesta sexta-feira (18) a cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Soumya Swaminathan. 

“A variante delta está prestes a se tornar a variante dominante global por causa de sua maior transmissibilidade”, disse Swaminathan em entrevista coletiva.

Uma variante é resultado de modificações genéticas que o vírus sofre durante seu processo de replicação. Um único vírus pode ter inúmeras variantes. 

Quanto mais o vírus circula – é transmitido de uma pessoa para outra –, mais ele faz replicações, e maior é a probabilidade de modificações no seu material genético.

Isso não significa que as vacinas disponíveis não protejam contra esta variação do vírus Sars-Cov-2. No Reino Unido, onde ela já é dominante, o Ministério da Saúde assegurou que as doses aplicadas conferem proteção às infecções. 

“É importante que as pessoas recebam ambas as doses da vacina contra a Covid-19, porque dados nos mostram que ela pode proteger efetivamente contra a variante delta”, disse o ministro Matt Hancock.

Variante delta no Brasil

Em 20 de maio, foram detectados os seis primeiros casos da variante delta no Brasil. Seis pessoas que chegaram ao estado do Maranhão a bordo do navio MV Shandong da Zhi carregavam o vírus. 

Um dos doentes teve que ser levado de helicóptero para um hospital. 

Desde então, foram identificados outros dois casos: um em Juiz de Fora (MG) e um em Campos (RJ). 

Até agora, esses foram os oito casos da variante delta no país. 

Espalhada pelo mundo

Além dos britânicos, que confirmaram a predominância da delta entre as infecções de seu território, as autoridades de saúde da Alemanha e da Rússia acenderam seus alertas.

O instituto alemão Robert Koch, referência no combate à Covid-19 no país europeu, anunciou que 6% dos novos casos no país já são da variante delta – mas o número deve aumentar rápido. 

Na Rússia, a propagação da variante delta do coronavírus em Moscou fez a capital bater recorde diário de infectados nesta sexta. 

Com 17.262 contágios diários em todo país, a Rússia está no ponto mais elevado desde 1º de fevereiro, de acordo com estatísticas do governo. 

Fonte: G1

Continue Lendo

Piauí

Piauí registra 10 mortes e 756 casos por covid-19 em 24 horas

Avatar

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quinta-feira (17), que em apenas 24h, 756 casos foram confirmados e 10 mortes, causadas pela Covid-19, foram registradas no Piauí. Hoje, também foram confirmados mais 12 óbitos acumulados de períodos anteriores e que estavam em investigação epidemiológica. Ainda conforme a Sesapi, 294 infectados estão na UTI.

Oito homens e duas mulheres foram vítimas da Covid-19. Elas eram das cidades de Ribeiro Gonçalves (38 anos) e Teresina (52 anos). Os do sexo masculino eram de Angical do Piauí (56 anos), Baixa Grande do Ribeiro (42 anos), Beneditinos (71 anos),Buriti dos Lopes (82 anos), Brasileira (66 anos),Madeirro (51 anos), Pedro II (81 anos) e Teresina (53 anos).

Dos óbitos acumulados as quatro mulheres eram da cidade de Teresina (65, 81, 83 e 85 anos). Os oito homens eram naturais de Beneditinos (79 anos), Manoel Emídio (79 anos), Novo Oriente do Piauí (70 anos), Teresina (22, 63, 84 e 89 anos) e Valença do Piauí (67 anos).

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há  737 ocupados, sendo 425 leitos clínicos, 294 UTIs e 18 em leitos de estabilização.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat