Siga as Redes Sociais

Piauí

Policial Militar pede ajuda após perder tudo durante incêndio em Teresina

Redação Encarando

Publicado

em

Nessa última quarta-feira (06), um curto circuito ocasionado por um carregador de celular acabou destruindo completamente a residência do militar, cabo Ernandes, em Teresina.

De acordo com a polícia, as chamas atingiram todos os cômodos da residência. O policial ficou sem nada e pede ajuda para recomeçar. Durante uma visita dos colegas de farda foi gravado um vídeo no local mostrando a situação do cabo Ernandes.

Para doações, o posto de recebimento será no 9° Batalhão na zona norte de Teresina. E será possível através de doações, pela conta do PM.

Dados do cabo Ernandes:

Cb Ernandes

Nome : Antonio Ernandes da Silva Farias.

Identidade 1011427- 94

Tamanho da roupa :42

Tamanho sapato :39

Caixa Econômica federal

Agência: 2004
Conta : 001.00023331-0

Teresina

Infrações por uso de celular no trânsito sobem 36% em 2019

Redação Encarando

Publicado

em

Houve um aumento de 36% em infrações relacionadas ao uso de celular no trânsito em Teresina. De janeiro a outubro de 2019 foram registradas mais de 6 mil multas na categoria, enquanto que durante todo o ano de 2018 foram mais de 4 mil multas. Os dados são da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

A prática é uma das dez infrações mais cometidas pelos motoristas na capital e a terceira maior causa de mortes no trânsito, de acordo com dados da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet).

A infração é dividida em três categorias, visto que não é permitido manusear, utilizar e segurar o telefone celular ao volante. Segurar e manusear são consideradas infrações gravíssimas, com multa no valor de R$ 293,47, e utilizar o celular é infração média, no valor de R$ 130,16.

O supervisor dos agentes de trânsito da Strans, Ricardo Braga, alerta para que a população não utilize aparelhos telefônicos enquanto dirige, já que a infração é um risco para condutores e pedestres. “Um momento de distração do condutor põe em risco a vida do motorista e de outras pessoas que estejam utilizando a via. Portanto, alertamos para que a população respeite as leis de trânsito, afinal, essa prática incorreta pode ser evitada”, enfatiza Ricardo.

Ricardo ressalta, ainda, que o uso do celular aumenta as chances do motorista de se envolver em acidentes. “Solicitamos que os condutores fiquem atentos na direção e evitem esse tipo de prática, pois segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o uso incorreto desses aparelhos telefônicos na direção aumenta em cerca de 400% as chances de acidentes”, completa.

Continue Lendo

Piauí

MP-PI pede afastamento do prefeito de Cocal por fraudes em licitações

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução/Facebook

Por meio do promotor de Justiça titular de Cocal, Francisco Túlio Ciarlini Mendes, o Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) ajuizou ação civil pública contra o prefeito de Cocal, Rubens de Sousa Vieira e outros dois servidores, Jefse Rodrigues Vinute e John Brendan Brito Oliveira, por fraudes em licitações. A ação é resultante da Operação Escamoteamento, que se iniciou em 2016.


O MPPI, através do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO), instaurou o Procedimento de Investigação Criminal (PIC) nº 002/2016, a partir de pedido de colaboração do promotor de Justiça titular da Promotoria de Justiça de Cocal. A investigação se iniciou em 2016, com a instauração do Inquérito Civil Público nº 04/2016, na Promotoria de Justiça de Cocal, a partir de representação que noticiava a contratação, nos anos de 2013, 2014 e 2015, de empresas sediadas no estado do Ceará, por altos valores, mas a maioria delas não tinha capacidade operacional para realizar obras ou prestar serviços para as quais foram contratadas.

Foi denunciada também a realização de inúmeras obras pela cidade no período, tais como reformas de unidades escolares, de Unidades Básicas de Sáude, ginásios, mercado público, entre outros. Para isso, o município de Cocal/PI teria contratado as mesmas empresas cearenses. Entretanto, as construções e reformas realizadas eram de má qualidade, tendo o teto do Espaço Educativo Infantil, conhecido como Creche do Bairro Santa Luzia, desabado. A obra teria custado aos cofres públicos a quantia de R$ 513.644,27.

Além disso, foram realizados diversos aditivos aos contratos firmados com essas empresas, seja para prorrogar o prazo de contratação, seja para adicionar recursos públicos às obras, tendo algumas delas sido alvos de investigação criminal pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Estadual do Ceará por fraude à licitação e corrupção. Também foram constatadas diversas semelhanças entre as empresas, que apontam para um cartel voltado a usurpar recursos públicos de diversos municípios, sobretudo de Cocal.

As investigações também apontaram a participação de servidores da Prefeitura Municipal. Seu pregoeiro e o presidente da Comissão de Licitação à época teriam participado para o êxito das atividades do cartel, uma vez que facilitavam a simulação da fictícia concorrência pública, as quais as empresas cearences sempre venciam.

Além disso, as empresas contratadas pelo município, logo após receberem os depósitos dos recursos públicos, realizavam diversas transferências bancárias para inúmeras pessoas vinculadas à Administração Pública municipal, mais indícios de que se tratavam de “laranjas”. A partir de então, a organização criminosa entrava em cena para escamotear os recursos repassados às pessoas jurídicas, sob o pretexto de cumprir as cláusulas contratuais, praticando as mais variadas técnicas de lavagem do dinheiro público, dificultando a fiscalização e o rastreamento dos recursos.

Diante disso, o MPPI requereu o imediato bloqueio dos bens dos réus no valor de R$ 20.203.981,90 e a suspensão de qualquer pagamento de valores referentes a licitações com as empresas investigadas. “A medida deve recair sobre todos os bens, tanto móveis quanto imóveis, além de direitos e ações de propriedade dos demandados, inclusive os ativos financeiros que sejam encontrados em seus nomes, depositados ou custodiados a qualquer título em instituições financeiras no país ou no exterior, determinando-se o imediato bloqueio dos saques, resgates, retiradas, pagamentos, compensações e quaisquer outras operações que impliquem em liberação de valores, e que os saldos existentes, bem assim os que vierem a existir, sejam transferidos para a Caixa Econômica Federal, para que fiquem à disposição da Justiça”, ressaltou o promotor de Justiça.

Há, ainda, o pedido de condenação ao ressarcimento integral do dano, perda dos bens e valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos pelo período de oito anos, bem como pagamento de multa civil de duas vezes o valor do dano e proibição de contratar com o Poder Público ou de receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos, tendo em vista os atos de improbidade administrativa praticados. O MPPI também requer a condenação dos réus ao pagamento de indenização por danos morais difusos, não inferior a R$ 95.400,00.

Fonte: MP-PI

Continue Lendo

Piauí

Mulher infarta e morre após ser assaltada na zona Sul de Teresina

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Na manhã desta quinta-feira (21), uma mulher identificada como Teresinha de Jesus Lima, de 65 anos, morreu após sofrer um infarto ao ser assaltada na Rua Miguel Couto, no bairro Lourival Parente, zona Sul de Teresina.

No momento do ocorrido, a vítima estava acompanhada de uma vizinha. As duas foram abordadas por um homem, que estava de moto e usava um capacete, no momento do ocorrido, o suspeito levantou a camisa, mostrou uma arma e pediu o aparelho celular da vítima, em seguida empreendeu fuga. A ação foi registrada por câmeras de segurança de estabelecimentos locais.

Momentos após ser assaltada, Teresa começou a passar mal e foi socorrida por moradores, que acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Entretanto, ao chegar no local, a equipe de atendimento constatou que a vítima já estava morta. Segundo os socorristas, a mesma teria sofrido um infarto.

Familiares ainda informaram que a mulher havia passado por uma cirurgia cardíaca a pouco tempo.

Policiais do 6º BPM foram acionados e realizam diligências no intuito de capturar o suspeito.

Continue Lendo
Acqua Blu

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat