Siga as Redes Sociais

Piauí

Crise nos hospitais estaduais do PI: Pai denuncia falta de médico para atender filha

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra um homem denunciando a falta de médico no Hospital do município de Eliseu Martins, no Sul do Piauí.

As imagens foram feitas na noite de domingo (31), quando a filha, o pai e a mãe foram encaminhados para a unidade de saúde, após o carro em que estavam ter colidido contra um caminhão na BR-135. A avó da criança, uma idosa de 71 anos morreu.

Vídeo gravado pelo pai da criança no Hospital Eliseu Martins.

Situação dos Hospitais Estaduais

Não é de hoje que os hospitais do estado vem passando por um grande drama. Denúncias sobre o atraso nos pagamentos dos terceirizados e de médicos, falta de medicamentos e até de materiais básicos para o atendimento, são alguns dos pontos mais recorrentes.

As condições de atendimento nos hospitais estaduais também são destacadas em denúncias realizadas por populares. Frequentemente circulam nas redes sociais vídeos e fotos de pacientes em macas e colchões improvisados no chão.

Ainda nesta semana, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem paralisaram as atividades nos hospitais Getúlio Vargas, Hospital Infantil Lucídio Portela, Hospital da Polícia Militar, Hospital de Doenças Infecto Contagiosas Natan Portela, Areolino de Abreu, Maternidade Dona Evangelina Rosa, Hospital Justino Luz, em Picos e no Hospital Dirceu Arcoverde, em Parnaíba.

Cobranças

Na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), bancada de oposição do governo, formada pelos deputados Teresa Britto (PV), Gustavo Neiva (PSB), Marden Menezes (PSDB) e Evaldo Gomes (Solidariedade), fazem constantes críticas à gestão da saúde no estado.

Teresa Britto, que é presidente da comissão de saúde na Alepi, alertou, que os recursos destinados para a área não são suficientes para manutenção de um serviço de qualidade, já que o Governo do Estado repassa para o setor apenas um valor mínimo obrigatório, estipulado pela Constituição Nacional.

“Para que essa triste realidade seja mudada é necessário que o governador Wellington Dias, destine mais recursos. Hoje ele coloca apenas os 12%,, que é constitucional, então não há nenhum investimento a mais de recursos próprios por parte do governo”, declarou.

Recentemente, o assessor assessor técnico da Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi), Marcos Rangel, esteve na Alepi para atender a um requerimento do deputado Gustavo Neiva e tratar sobre a regularização dos salários dos médicos e funcionários terceirizados do hospital Tibério Nunes, em Floriano. No entanto, na resposta encaminhada, a Sesapi afirma que não poderia atender o requerimento do parlamentar, porque não sabe como quantificar os servidores com salários em atraso.

“Eu pedi a regularização do salário dos servidores do Hospital Tibério Nunes, é público e notório que os terceirizados, os prestadores de serviço e até os médicos, estão com os pagamentos atrasados. Para minha surpresa, a resposta que recebi da Secretaria de Saúde, é que o atendimento ao meu pedido está inviabilizado porque eles não sabem quais e quantas categorias estão com os salários atrasados. Eu fiquei abismado com o que ouvi. Isso demonstra a total desorganização que a Sesapi está atravessando”.

O que diz a Sesapi

Procurada, a Secretaria do Estado da Saúde falou sobre a questão dos atrasos salariais e informou que em está elaborando uma proposta de parcelamento a ser apresentada à Associação Piauienses de Prefeitos Municipais (APPM), e que o calendário de pagamento, deve ser definido entre Governo do Estado, por meio desta Secretarias de Saúde e da Fazenda, e APPM.

Veja a nota da Sesapi:

A Secretaria de Estado da Saúde vem procedendo o pagamento do Cofinanciamento relativo ao exercício de 2019 regularmente. Quanto aos atrasos de parcelas de anos anteriores, informa que está elaborando uma proposta de parcelamento a ser apresentada à Associação Piauienses de Prefeitos Municipais (APPM), pois na última reunião com a entidade foi negociada a atualização do débito para este exercício 2019 e que será apresentada uma proposta de um calendário de pagamento, a ser definido entre Governo do Estado, por meio desta Secretarias de Saúde e da Fazenda, e APPM.

Frisa-se que o Piauí é um dos poucos Estados que mantém esse financiamento para a Atenção Primária e que mesmo diante das dificuldades pelas quais passa o país, busca alternativa para regularização do débito.

Piauí

Após fase crítica da Covid-19, Piauí registra menor número de óbitos em 24h

Avatar

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou na noite deste sábado (15), que em apenas 24h, 796 casos foram confirmados e 08 mortes, causadas pela Covid-19, foram registradas no Piauí. Ainda conforme a Sesapi, 385 infectados estão na UTI.

Três mulheres e cinco homens não resistiram às complicações da Covid-19. Elas eram de Isaías Coelho (58 anos), Simplício Mendes (63 anos) e Teresina (50 anos). Os do sexo masculino eram de Cajueiro do Praia (77 anos), Currais (86 anos), Cristino Castro (92 anos), Curimatá  (54 anos) e Pedro II  (42  anos). 
  
Dos óbitos acumulados os homens eram Bom Princípio (56 anos), Jose de Freitas (76 anos), Monte Alegre (77 anos), Parnaíba (50, 63 e 84 anos) e Teresina (70 e 85 anos). As mulheres eram Amarante ( idade não informada ), Morro Cabeça do Tempo (77 anos) e Teresina (95 anos).

Os casos confirmados no estado somam 257.230 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 5.515 e foram registrados em 221 municípios.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há  1.137 ocupados, sendo 715 leitos clínicos, 385 UTIs e 37 em leitos de estabilização. 

Continue Lendo

Piauí

Corpo de Bombeiros é acionado para conter chamas em residência na zona leste de Teresina

Avatar

Publicado

em

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para conter um princípio de incêndio em uma residência na tarde deste sábado (15) no bairro Porto do Centro, zona Leste de Teresina. 

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, não houve registro de feridos. Conforme o relato de testemunhas, o fogo iniciou em um colchão após ter sido provocado por uma faísca do fogareiro.

Duas equipes dos bombeiros estiveram no local e controlaram as chamas, evitando que o fogo se espalhasse por outros cômodos da residência.

Continue Lendo

Piauí

Teresina amplia os públicos para imunização com a vacina da Pfizer

Avatar

Publicado

em

Com o recebimento de um novo lote de vacinas do laboratório Pfizer, Teresina amplia a estratégia de imunização por agendamento contra a Covid-19. Com isso, pessoas de 50 a 59 anos portadoras de comorbidades, pessoas de 50 a 59 anos com deficiência permanente, gestantes e puérperas com comorbidades acima dos 18 anos passam a ser contempladas.

As pessoas pertencentes a esses grupos podem acessar o site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/ e agendar o recebimento de sua primeira dose para o período de 17 a 22 de maio. Ao entrar no site, o paciente deve clicar no botão “agendamento público-alvo”, que levará a uma página onde ele deve escolher o público ao qual ele pertence, inserir seus dados pessoais e então escolher local, dia e hora da vacinação.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), responsável pela aplicação das vacinas na capital, está também levando a vacinação a auditórios para que possa contemplar um número maior de pessoas em menos tempo. Para isso, montou equipes que garantirão a logística e segurança requeridas pelo imunizante da Pfizer. “Esses locais, assim como nos hospitais, contarão com equipes médicas de plantão para atender qualquer tipo de intercorrência”, informa a diretora de Atenção Básica da FMS, Laurimary Caminha.

Os auditórios escolhidos são os do Teresina Shopping e Centro Universitário Uninovafapi. Além destes locais, será possível realizar agendamento para os hospitais da Primavera, Buenos Aires, Promorar e Hospital Universitário (HU).

No momento da vacinação, é necessário apresentar um documento pessoal com foto (RG ou CNH); um laudo, declaração ou receita médica que comprove a comorbidade e o cartão de vacina. Para gestantes e puérperas, é pedido ainda que apresente o cartão da gestante ou laudo médico; e para as puérperas, certidão ou declaração de nascimento do bebê. Para pessoas com deficiência permanente, é pedido um laudo médico que comprove sua condição.

Confira a lista de comorbidades que têm direito à vacina contra a covid-19. Mais informações sobre cada uma delas estão disponíveis no Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde:

Diabetes mellitus;

Pneumopatias crônicas graves;

Hipertensão Arterial Resistente (HAR);

Hipertensão arterial estágio 3;

Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;

Insuficiência cardíaca (IC);

Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar;

Cardiopatia hipertensiva;

Síndromes coronarianas;

Valvopatias;

Miocardiopatias e Pericardiopatias;

Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas;

Arritmias cardíacas;

Cardiopatias congênita no adulto;

Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados;

Doença cerebrovascular;

Doença renal crônica;

Imunossuprimidos;

Anemia falciforme;

Obesidade mórbida;

Síndrome de down;

Cirrose hepática.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat