Siga as Redes Sociais

Piauí

Uespi: Campus da cidade do governador corre risco de fechar

Em carta aberta, grupo relata problemas físicos e estruturais do Campus da instituição de ensino, localizado em Oeiras-Pi.

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Recentemente inúmeras manifestações sobre a questão da educação vem sendo realizadas, seja por alunos, professores ou outros profissionais que atuam no setor.

O Governo do Estado passa por um momento crítico, e o discurso sobre a crise financeira aliado à questão do reajuste fiscal, se tornou corriqueiro nas justificativas dadas à população.

O Piauí vive um período de escassez, no que diz respeito ao aparato educacional, e não só isso. Alunos protestam pelo direito de estudar, professores da rede estadual reivindicam melhorias no seu trabalho e chegam a paralisar as atividades. No entanto, nesse momento, Wellington Dias, e principalmente seus aliados demonstram muita preocupação, não com o caos que vem se instaurando no estado, mas com a repartição do “bolo” do governo.

Prova disso, é um dos projetos mais debatidos nas comissões da Assembleia Legislativa nos últimos meses, a Reforma Administrativa. Pois o objetivo sempre foi claro: Primeiro a aprovação da reforma, depois a divisão dos cargos. Isso, em meio a todos os problemas apresentados diariamente.

Agora, mais um fato preocupa a população, o Campus da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), de Oeiras, corre risco de fechar. Em uma carta aberta à Sociedade do Vale do Rio Canindé, um grupo chamado ‘Amigos da Uespi Oeiras’, alertam para a situação da instituição.

“Problemas nas instalações físicas e elétricas do prédio; falta de sala para funcionamento das coordenações dos cursos; ausência de gabinete (sala) para os professores; número insuficiente de funcionários efetivos na área técnico-administrativa; número insuficiente de professores efetivos”, esses são alguns dos pontos relatados no texto.

Além disso, os autores da carta afirmam que desde 2017, o único curso que recebe novos alunos é o de História. O fato revolta ainda mais por uma curiosidade particular, nos últimos 15 anos o Piauí foi governado por pessoas naturais da região de Oeiras, e nesse percurso, e nesse percurso, nada de concreto foi realizado para melhorar as condições do Campus.

Leia a carta na íntegra!

Carta Aberta à sociedade do Vale do Rio Canindé

Instalada em Oeiras no ano de 2000, ainda no governo Mão Santa, a UESPI em Oeiras sempre conviveu com problemas de vários tipos. Nunca, no entanto, a sua presença nessa cidade esteve tão ameaçada quanto nos dias atuais.

Problemas nas instalações físicas e elétricas do prédio; falta de sala para funcionamento das coordenações dos cursos; ausência de gabinete (sala) para os professores; biblioteca precária, em relação à estrutura física, à variedade dos títulos e ao número de livros; insuficiência de recursos didáticos e tecnológicos; quase inexistência de apoio ao estudante, através do benefício de auxílio-moradia, bolsa-trabalho e auxílio alimentação; repasse financeiro irregular e insuficiente para a manutenção de seu funcionamento; internet mais lenta que uma tartaruga peada; número insuficiente de funcionários efetivos na área técnico-administrativa; número insuficiente de professores efetivos; ufa…! E esses são somente os problemas mais visíveis com os quais o campus de Oeiras tem convivido ao longo desses quase 20 anos.

Mas o que mais causa indignação é saber que, já há mais de uma década, o Conselho Estadual de Estadual do Piauí (CEE/PI) vem solicitando às autoridades competentes (entenda-se ao Governador) que adote as providências necessárias para solucionar tais problemas. E nada! E o mais incrível (se é que é possível!) dessa história toda é que, nos últimos 15 anos, o Estado do Piauí foi governado por pessoas naturais dessa região de Oeiras – portanto, pessoas que nasceram em cidades cuja população pode ser beneficiada com a presença da UESPI em Oeiras -, inclusive o nosso atual mandatário, Sua Excelência o Governador Wellington Dias (já em seu 4º mandato!).

Mesmo com todos esses problemas, a UESPI de Oeiras tem oferecido, ao longo de sua história, inegável contribuição à sociedade das 17 cidades que compõem o Território do Vale do Rio Canindé, em especial a de sua sede. Mas pasmem: daqui a alguns anos faltarão alunos! Afinal, desde o ano de 2017, o único curso que recebe novos alunos é o de História. Se essa realidade persistir, no ano de 2021 haverá, na UESPI de Oeiras, apenas o Curso de História, motivo pelo qual será alegada a inviabilidade de sua manutenção com um único curso, ocorrendo, assim, na Primeira Capital do Piauí, o que já foi feito em várias outras cidades onde a UESPI não existe mais. Ao que parece, nem chegaremos a usar as instalações do novo campus, em construção e que deveria ter sido entregue em 2017, nas comemorações dos 300 anos de Oeiras.

Ora, o fechamento do campus da UESPI em nossa cidade trará para ela, assim como para as demais cidades que ficam em seu entorno, consequências desastrosas, em diversos âmbitos. Um primeiro impacto a ser sentido, por exemplo, é em relação à economia de Oeiras (com destaque, entre outros, para o comércio e para o setor imobiliário), pois se estima que, atualmente, a presença da UESPI faz circular, aproximadamente, R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) mensais ou R$ 2.500.000,00 (dois milhões e quinhentos mil reais) anuais.

O que dizer então para aqueles jovens que estão na escola hoje (e cujas famílias não podem custear os seus estudos universitários em outra cidade, como Picos ou Floriano): “olhem, sinto muito, mas vocês não poderão fazer um curso superior, porque a UESPI em Oeiras vai fechar!”. Portanto, o fechamento da UESPI em Oeiras estará, também, matando muito sonhos: sonhos daqueles que desejam ser professor e contribuir com a formação de nossa sociedade; sonhos daqueles que esperam, através dos estudos, mudar de vida e dar uma vida melhor para seus pais.

Ante o exposto, fica, então, a conclusão de que, mais do que importante, a presença da UESPI em Oeiras é necessária para a construção de uma sociedade mais justa, fraterna e consciente de seus direitos e deveres. 

Além disso, é possível afirmar que o fechamento do Campus Professor Possidônio Queiroz (UESPI Oeiras) terá algo de simbólico, pois isso significa dizer que a terra que foi o berço para a formação do Estado do Piauí – a sua primeira freguesia, a sua primeira vila, a sua primeira cidade, a sua primeira capital -, o povo que derramou o seu sangue e deu a sua vida pela defesa de sua terra, o povo que se opôs à Coroa Portuguesa na luta pela Independência do Brasil não terão mais um campus universitário para chamar de seu.

Grupo Amigos da Uespi Oeiras

Piauí

Piauí registra 34 óbitos por Covid-19 e 1,5 mil pessoas são infectadas em 24h

Avatar

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi) divulgou nesta quinta-feira (15), que o estado do Piauí registrou em 24h, 34 óbitos e 1.539 casos de COVID-19. Conforme a Sesapi, 424 pessoas estão internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Dezessete mulheres e dezessete homens não resistiram às complicações da Covid-19. Eles eram de Amarante (71 anos), Batalha (77 anos), Campo Maior (63 anos), Cocal (70 anos), Colônia do Gurguéia (64 anos), Curimatá (64 anos), Lagoa do Barro do Piauí (86 anos), Luís Correia (80 anos), Parnaíba (26, 76 e 86 anos), Pio IX (73 anos), Piripiri (49 e 94 anos) e Teresina (30, 49 e 78 anos).

As do sexo feminino eram das cidades de Altos (66 anos), Canto do Buriti (80 anos), Demerval Lobão (82 anos), Luís Correia (78 anos), Marcolândia (51 anos), Parnaíba (59, 71 e 77 anos), Passagem Franca do Piauí (58 anos), Piracuruca (54 anos), Teresina (duas de 70 anos, 72, 79, 85 e 92 anos) e Várzea Branca (25 anos). Quatorze vítimas não possuíam comorbidades.

Os casos confirmados no estado somam 224.790 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 4.693 e foram registrados em 219 municípios.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há 1.327 ocupados, sendo 860 leitos clínicos, 424 UTIs e 43 em leitos de estabilização.

Continue Lendo

Vacinação

PI anuncia vacinas para público de 60 a 64 anos, mas há cidades que ainda não vacinaram de 65 a 69

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação

O Piauí recebe nesta sexta-feira (16/04) mais 87 mil doses de vacinas, para dar segmento à campanha de vacinação contra a Covid-19. Serão 34 mil doses da Coronavac e 53 mil da Astrazeneca.

Conforme nota do governo, com as 34 mil doses da Coronavac, o Piauí vai aplicar a segunda dose em 2% dos trabalhadores da saúde; segunda dose de 23% do público de 65 a 69 anos; primeira dose de 3% dos trabalhadores da saúde; primeira dose de 6% dos trabalhadores das Forças Armadas e Segurança e primeira dose de 1,9% das pessoas de 60 a 64 anos.

Já as 53 mil doses da Astrazeneca serão utilizadas para a primeira dose de 46% das pessoas de 65 a 69 anos; primeira dose de 0,5% dos idosos de 60 a 64 anos.

No entanto, um questionamento foi levantado pela população, como vacinar as pessoas de 60 a 64 anos, se há cidades em que ainda não foram vacinados os de 65 a 69?

Segundo informado, a Sesapi repassa uma certa quantidade de vacinas para cada município. No entanto, apesar de seguirem um plano nacional, cada cidade age conforme a organização de cada secretaria municipal que vacina por faixa etária ou por classes prioritárias, como trabalhadores de saúde e das Forças de Segurança Pública que estão na linha de frente no combate ao Covid-19.

Em Teresina, por exemplo, os idosos de 65 anos ainda não foram vacinados [Nesta faixa etária, apenas acamados receberam a dose na capital], enquanto outros municípios do interior, já chegaram, inclusive, a aplicar doses no grupo de 60 anos.

FMS divulga nota anunciando vacinação de público de 65 e 66 anos

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina divulgou hoje, 15, o calendário de vacinação contra a Covid-19 dos próximos dias. A FMS chama atenção que pela manhã devem comparecer aos postos as mulheres e pela tarde os homens.

Amanhã, 16, serão aplicadas segundas doses de vacina em pessoas de 78 anos. No sábado, 17, acontecerão segundas doses para a faixa etária de 77 anos e também primeiras doses para pessoas com 66 anos. Domingo é a vez das pessoas de 65 anos garantirem suas primeiras doses.


Drives vacina Covid de 16, 17 E 18 de abril

16 de abril (9h às 13h – mulheres) – (13hàs 17h homens)
SEGUNDA DOSE 78 anos
• Universidade Estadual do Piauí (UESPI) – Campus Torquato Neto – Rua João Cabral, 2231, Bairro Pirajá.
• Centro de Artes e Esportes Unificados Vieira Toranga (CEU – Norte) – Avenida Ministro Sergio Mota, S/N, Bairro Santa Maria da Codipi.
• Terminal de Integração Zoobotânico – Avenida Presidente Kenedy, Bairro Zoobotânico.
• Teresina Shopping – Edifício Garagem G1 – Avenida Raul Lopes, 1000, Bairro dos Noivos.
• Terminal de Integração Livramento – Avenida dos Expedicionários, S/N, Bairro Dirceu.
• Faculdade Estácio de Teresina – Estacionamento da Faculdade na Avenida dos Expedicionários, Bairro São João.
• Terminal de Integração Parque Piauí – Avenida Marechal Juarez Távora, 118, Bairro Parque Piauí (próximo ao clube dos Cem).
• Terminal de Integração Bela Vista – Avenida Prefeito Wall Ferraz, Bairro Bela Vista.
• Centro Universitário Santo Agostinho – Avenida Professor Valter Alencar, 855, Bairro São Pedro.

17 de abril (9h às 13h – mulheres) – (13hàs 17h homens)
PRIMEIRA DOSE 66 ANOS:
• Centro Universitário Santo Agostinho – Avenida Professor Valter Alencar, 855, Bairro São Pedro;
• Centro de Artes e Esportes Unificados Vieira Toranga (CEU- Norte);
• Terminal de Integração Buenos Aires;
• Terminal de Integração Zoobotânico;
• Terminal de Integração Bela Vista;
• Terminal de Integração Livramento;
• Centro Universitário Uninovafapi;
• Terminal de Integração Itararé

SEGUNDA DOSE 77 ANOS:
• Universidade Estadual do Piauí (UESPI) – Campus Torquato Neto – Rua João Cabral, 2231, Bairro Pirajá;
• Terminal de Integração Parque Piauí – Avenida Marechal Juarez Távora, 118, Bairro Parque Piauí (próximo ao clube dos Cem);
• ADUFPI – Av. Universitária, 391, Bairro Ininga;
• Teresina Shopping – Edifício Garagem G1 – Avenida Raul Lopes, 1000, Bairro dos Noivos;
• Faculdade Estácio – Av. dos Expedicionários, 790 – São João

18 de abril (9h às 13h – mulheres) – (13hàs 17h homens)
PRIMEIRA DOSE 65 ANOS:
Centro Universitário Santo Agostinho – Avenida Professor Valter Alencar, 855, Bairro São Pedro;
• Centro de Artes e Esportes Unificados Vieira Toranga (CEU- Norte);
• Terminal de Integração Buenos Aires;
• Terminal de Integração Zoobotânico;
• Terminal de Integração Bela Vista;
• Terminal de Integração Livramento;
• Centro Universitário Uninovafapi;
• Terminal de Integração Itararé
• Universidade Estadual do Piauí (UESPI) – Campus Torquato Neto – Rua João Cabral, 2231, Bairro Pirajá;
• Terminal de Integração Parque Piauí – Avenida Marechal Juarez Távora, 118, Bairro Parque Piauí (próximo ao clube dos Cem);
• ADUFPI – Av. Universitária, 391, Bairro Ininga;
• Teresina Shopping – Edifício Garagem G1 – Avenida Raul Lopes, 1000, Bairro dos Noivos;
• Faculdade Estácio – Av. dos Expedicionários, 790 – São João

Continue Lendo

Teresina

Justiça derruba decreto de Dr. Pessoa e proíbe abertura do comércio na sexta-feira (16)

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação

O juiz Aderson Antônio de Brito Nogueira, da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública da Comarca de Teresina, derrubou através de liminar, o decreto publicado pelo prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), que autorizava o funcionamento do comércio até sexta-feira (16/04) na capital.


O pedido foi feito pelo Governo do Piauí, que alegou que o decreto assinado por Pessoa enfraquece as medidas sanitárias adotadas pelo Estado. Dessa forma, o magistrado acatou o pedido do governo e, estipulou que apenas os serviços essenciais devem permanecer em funcionamento na sexta-feira. Dessa forma, o funcionamento do comércio em geral dos dias 16 a 18 de abril será exclusivamente para sistema delivery ou drive-thru. Em caso do não cumprimento da liminar, a Prefeitura de Teresina terá que pagar multa no valor de R$ 50 mil.

Essa é a segunda vez que há divergências entre a Prefeitura e o governo sobre a abertura das atividades comerciais em Teresina. 

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat