Siga as Redes Sociais

Saúde

Enfermeira vence a Covid-19 e retorna para o trabalho no Samu em Teresina

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Diagnosticada com a Covid-19, a enfermeira Laurimary Caminha Veloso conseguiu se recuperar da doença. Ela apresentou sintomas leves e recebeu o tratamento pela rede pública de saúde de Teresina. Nessa quinta-feira (21), sob aplausos dos colegas de profissão, retornou ao seu trabalho no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Nas suas redes sociais, Laurimary fez uma postagem agradecendo o apoio recebido durante o tratamento. “Estou feliz por estar de volta (ao SAMU). Tive que ficar em casa, porém não me senti sozinha. Agradeço o ‘bom dia’, ‘como você está?’, ‘se alimente bem’, e ‘boa noite’. Não tem preço, a qualquer hora o cuidado e o carinho estavam presentes”, afirma.

Ela relata que sentiu dor de cabeça, tosse seca e desconforto na garganta e foi atendida na própria Unidade Básica de Saúde do Mocambinho, onde trabalha, mas depois foi direcionada para outro estabelecimento. “Fiquei em isolamento domiciliar por 14 dias e fazendo o tratamento indicado. Hoje, eu me sinto bem e tranquila para retornar ao trabalho. Peço que todos se cuidem e cumpram as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde”.

A diretora do SAMU, Francina Amorim, conta que a equipe de socorristas ficou emocionada com o caso. “Todos estávamos preocupados com a servidora. Desde o início da pandemia do novo coronavírus, temos implementado várias medidas para proteger servidores e cuidar de quem precisa. A gestão da Fundação Municipal de Saúde (FMS) não tem medido esforços para nos dar todo o suporte necessário nessa missão”, declara.

Brasil

Mulher, negra e enfermeira é a primeira a receber dose da Coronavac contra covid-19

Avatar

Publicado

em

Uma enfermeira negra do hospital Emílio Ribas, que está há oito meses na linha de frente do combate ao coronavírus, foi a primeira brasileira a receber neste domingo, 17, uma dose da vacina Coronavac. A aplicação ocorreu minutos após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar o uso emergencial desta e também da vacina de Oxford por unanimidade.

Trata-se da enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, moradora de Itaquera, com perfil de alto risco para complicações da covid-19. Ela é obesa, hipertensa e diabética. Ela foi vacinada no Hospital das Clínicas, onde o governador João Doria fará um pronunciamento.

Ela foi vacinada por Jéssica Pires de Camargo, 30 anos, enfermeira de Controle de Doenças e Mestre de Saúde Coletiva pela Santa Casa de São Paulo. Muito emocionada, Mônica mostrou orgulhosa sua carteirinha de vacinação. Ela também recebeu do governador João Doria um selo simbólico com os dizeres “Estou vacinado pelo Butantan” e uma pulseira com a frase “Eu me vacinei”.Apesar de ter vários fatores de risco, a enfermeira Mônica, em maio do ano passado, no auge da primeira onda da doença, se inscreveu para vagas de CTD (Contrato por Tempo Determinado), escolhendo trabalhar no Emílio Ribas, no epicentro do combate à pandemia.

Quando começaram os testes clínicos da vacina Coronavac pelo Instituto Butantã, ela também se voluntariou para os testes. No começo deste ano, ela contou em reportagem ao site do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren) que já tinha tomado duas doses e não teve nenhum tipo de reação. “Sou monitorada periodicamente. Além disso, há um canal do WhatsApp pelo qual entram em contato semanal comigo”, explicou. Como ela foi escolhida agora para tomar a vacina, pode-se imaginar que ela tinha tomado placebo.Conforme o Estadão apurou, os profissionais que participaram da fase três dos testes clínicos e receberam placebo serão avisado nos próximos dias e deve ocorrer um mutirão para vaciná-los. Havia uma estimativa de que a vacinação não poderia ser feita neste domingo, porque a Anvisa estabeleceu que o processo começa após a publicação da aprovação no Diário Oficial da União. Mas como ela foi voluntária da pesquisa, essa limitação pode não se aplicar.

Antes de fazer faculdade de Enfermagem, Mônica atuou como auxiliar da área por 26 anos. O diploma foi obtido aos 47. “Quem cuida do outro tem que ter determinação e não pode ter medo. É lógico que eu tenho me cuidado muito a pandemia toda. Preciso estar saudável para poder me dedicar. Quem tem um dom de foicuidar do outro sabe sentir a dor do outro e jamais o abandona,” disse Mônica, de acordo com a assessoria de imprensa do Emílio Ribas.

Fonte: Estadão

Continue Lendo

Saúde

Piauí registra cinco óbitos e 351 casos de Covid-19 em 24h

Avatar

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi) divulgou neste sábado (16), que o estado do Piauí registrou em 24h, 05 óbitos e 351 casos de COVID-19. O estado já registrou 151.397 casos confirmados e 2.950 mortes.

Um homem e quatro mulheres foram vítimas da Covid-19. Ele era da cidade de Manoel Emídio (78 anos). As mulheres eram de Guaribas (75 anos), Parnaíba (66 anos), Picos (73 anos) e São João do Piauí (75 anos). Todas as vítimas possuíam comorbidades.

Os casos confirmados no estado somam 151.397 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 2.950 e foram registrados em 203 municípios. Até agora, morreram 1.730 homens e 1.220 mulheres.

Continue Lendo

Saúde

PI inicia distribuição de insumos para imunização contra a Covid-19 nos municípios; Veja plano de vacinação!

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O Governo do Estado apresentou o Plano Operacional de Estratégia de Vacinação contra a Covid-19 no Piauí aos secretários de Saúde e prefeitos dos municípios piauienses em solenidade realizada nesta sexta-feira (15/01) no Palácio de Karnak. A apresentação foi feita durante reunião do Comitê de Operações Emergenciais (COE). O objetivo do plano é descrever as ações e estratégias definidas para a realização da vacinação contra a Covid-19 estado do Piauí.

No plano, estão contidas todas as estratégias de distribuição, acondicionamento, transporte, público-alvo, farmacovigilância, segurança e comunicação, além de outros pontos que permitirão a realização da ação.

Na primeira fase deverão ser imunizados 229.335 piauienses que fazem parte do Grupo 1, que é composto por trabalhadores da saúde, pessoas com 80 anos ou mais, povos indígenas em terras demarcadas, comunidades tradicionais  ribeirinhas e quilombolas além de pessoas de 75 a 79 anos. Para tanto, o governador Wellington Dias autorizou a distribuição de 200 mil seringas, agulhas e EPIs aos municípios piauienses.

(Clique aqui e veja o plano completo)

A organização da imunização no Piauí já iniciou com a distribuição dos kits com equipamentos necessários para a primeira fase do programa de vacinação no estado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). Os 224 municípios serão contemplados com os kits que contêm seringas e agulhas, protetores faciais e máscaras N95. Na ocasião, representantes dos municípios de Oeiras, Piripiri, Miguel Alves, Francinópolis e Cocal receberam simbolicamente os insumos.

“Estamos prontos para a vacinação. Apresentamos o plano estratégico e na próxima terça ou quarta-feira deveremos ter a data para começar. Devemos ter, hoje ainda, a definição da chegada dos lotes de vacina nos estados. Fizemos a entrega simbólica dos insumos, mas os caminhões já começarão a se deslocar para distribuir a todos os municípios do Piauí. Precisamos estar organizados em cada município para o mínimo de perda de vacina, seguindo critérios técnicos já definidos para termos o maior aproveitamento”, ressaltou Wellington Dias.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, afirmou que os equipamentos atenderão à primeira fase de vacinação e que já está preparando os insumos para a segunda fase.

“Enviaremos, hoje, os equipamentos de proteção individual, bem como agulhas e seringas para os profissionais de saúde que irão trabalhar na campanha de vacinação. Todos os 224 municípios irão receber. Serão utilizados na primeira fase da vacinação em torno de 200 mil kits e já estamos nos preparando para a distribuição o material destinado à segunda fase, de forma que possamos garantir todas as condições de realização da campanha no estado do Piauí”, disse o gestor.

De acordo com o plano, a vacinação no Piauí seguirá as quatro fases já definidas pelo Plano Nacional de Imunização, obedecendo os critérios dos grupos prioritários, no qual na primeira fase estão os profissionais da saúde, idosos acima de 75 anos e a população indígena. A segunda fase será anunciada pelo Ministério da Saúde na próxima terça-feira (19). O Plano Nacional de Imunização prevê para o estado do Piauí imunizar 1.113.329 pessoas dos grupos prioritários ao final da quarta fase.

O governador finalizou reiterando que aguarda apenas a definição do ministro da saúde, Eduardo Pazuello, para iniciar a vacinação no Piauí. “Após um diálogo intenso, chegamos a um entendimento e tivemos o compromisso do ministro Eduardo Pazuello de, na próxima terça-feira, termos a definição do Dia D de vacinação em todo o Brasil. A princípio, cerca de 200 mil doses de vacina vêm para o Piauí na primeira fase. Então, no máximo, até o dia 27 deve ser definido o início e estamos preparados. Ao finalizar essa primeira fase da vacinação, já teremos condições de ter resultados positivos nos próximos meses, com redução de pressão hospitalar e de óbitos”, acredita Wellington Dias.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat