Siga as Redes Sociais

Teresina

Saiba quais setores estão incluídos na proposta de reabertura gradual da economia em Teresina

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, anunciou durante entrevista coletiva, nesta segunda-feira (29), que 21 setores estão incluídos na primeira etapa da proposta de reabertura da economia em Teresina.

Entre as áreas incluídas na proposta estão a da indústria extrativista, metalúrgica, fabricação de móveis, construção de edifícios, comércio de materiais de construção, comércio de veículos e de peças e acessórios, atividades jurídicas, de contabilidade, auditoria e da indústria de impressão e reprodução. 

O retorno das atividades, nesse primeiro momento, está dividido em duas datas: 06 de julho e 13 de julho e, leva em consideração fatores como a segurança e o impacto de relevância da atividade dentro da economia da capital. Além disso, haverá restrições de funcionamento divididas em A (branda), B (média), C (rigorosa) e D (Delivery/DriveThru)

“A primeira fase contempla o setor industrial, construção civil e o comércio ligado a construção civil e serviços automotores; em duas etapas, dia 06 e dia 13. Essas atividades devem começar com 50% do seu pessoal, em quatro dias da semana e em turno único. Na questão agrícola produção florestal. Além destas atividades, as atividades extrativas, da indústria de transformação, material elétrico; serviços de arquitetura, engenharia, laboratórios de testes e análise técnicas. O comércio varejista de material de construção inicia com restrição D no dia 06, e no dia 13 passa para a restrição C”, explicou o coordenador do Comitê Municipal Covid-19, Washington Bonfim.

Teresina

Descumprindo decreto: 12 estabelecimentos comerciais foram autuados funcionando irregularmente em Teresina

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação

A Guarda Civil Municipal de Teresina realizou nesta terça-feira (07), 12 autuações em estabelecimentos que funcionavam irregularmente, descumprindo os decretos municipais que restringem as atividades econômicas durante a pandemia da Covid-19. O trabalho foi realizado com apoio das Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU).

“Estivemos no Centro da cidade e na zona Leste, onde autuamos lojas de departamento, de material de construção e de acessórios de celular. Também fiscalizamos um número considerável de lojas, verificando aquelas que estavam autorizadas a funcionar de acordo com os decretos, observando também os protocolos, as medidas de saúde e proteção necessárias”, informou o coronel John Feitosa, comandante da Guarda.

Ao todo, cerca de 6.989 estabelecimentos passaram por fiscalização, que vem sendo feita desde o início da pandemia. “Esse trabalho vai ser realizado enquanto estiver em vigor os decretos relacionados à pandemia”, assegura o coronel, ressaltando a importância do isolamento social para evitar a disseminação do Coronavírus.

Além das patrulhas de rotina por toda Teresina, a Guarda Civil Municipal conta com a cooperação da população através de denúncias. Os telefones 153, (86) 3215-9317 ou (86) 99438-0254 estão disponíveis para recebimento de relatos à respeito de aglomerações, comércios irregulares e outros descumprimentos das normas sanitárias e de distanciamento necessários para prevenção da Covid-19.

Continue Lendo

Teresina

Decreto estabelece ‘lockdown’ em Teresina durante todos os fins de semana de julho; Veja !

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O prefeito Firmino Filho publicou o decreto 19.890 estabelecendo que haverá restrições para o funcionamento das atividades econômicas em Teresina durante todos os finais de semana do mês de julho. De acordo com a Prefeitura, o objetivo é melhorar os índices de isolamento social, evitando a disseminação da Covid-19, um dos critérios para avançar na reabertura da cidade.

De acordo com o documento, assinado na segunda-feira (06), estão autorizados a funcionar nos dias de sexta-feira:

  • mercados, supermercados, hipermercados e congêneres;
  • panificadoras e padarias;
  • serviços bancários; casas lotéricas; atividades de distribuição e comercialização de combustíveis, biocombustíveis, gás liquefeito de petróleo e demais derivados do petróleo;
  • farmácias e drogarias, serviços de saúde;
  • serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação pronta;
  • órgãos e profissionais de comunicação;
  • situações comprovadas de urgências e emergências.

Já nos sábados e domingos, as atividades seguem com limitação ainda maior de funcionamento. Nestes dois dias poderão funcionar apenas;

  • farmácias e drogarias; serviços de saúde;
  • serviços de segurança e vigilância;
  • serviços de delivery exclusivamente para alimentação pronta e situações comprovadas de urgências e emergências.

As medidas serão aplicadas nos dias 10, 11, 12, 17, 18, 19, 24, 25 e 26, do mês de julho.

O decreto determina ainda que os serviços públicos como energia elétrica, saneamento básico, funerários, segurança pública, telecomunicações e radiodifusão, além de estabelecimentos que funcionam operando fornos, em turnos ininterruptos de 24h, estão autorizados a funcionar neste período, respeitando as determinações sanitárias para a contenção no novo Coronavírus, inclusive, quanto aos atendimentos emergenciais.

O descumprimento das medidas por qualquer estabelecimento, serviço e atividade que esteja em funcionamento ou que não esteja permitido funcionar resultará na aplicação de multas, intervenção total da atividade e cassação de alvará de localização e funcionamento.

“Ainda vamos precisar conviver com esse vírus por um bom tempo. E o nosso esforço para mantermos o isolamento social ainda é a melhor maneira de conseguir conter o avanço da doença na nossa cidade. Tivemos bons índices de isolamento social no último fim de semana, que chegou a 56,5%, mas precisando melhorar mais. Precisamos lembrar que a pandemia não acabou e não podemos banalizar a morte. Nada pode ser mais importante que a vida, daí a necessidade de medidas mais restritivas”, disse Firmino.

Clique aqui e acesse o documento na íntegra!

Continue Lendo

Teresina

Justiça determina que ônibus voltem a circular em Teresina, sob pena de multa diária de R$ 50 mil

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação

Na manhã desta terça-feira (07/07), o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PI) acatou o pedido de dissídio coletivo ajuizado pelo Procurador Regional do Trabalho, João Batista Machado Júnior, determinando o prazo de 24 horas para que os motoristas de ônibus retomem o trabalho em Teresina. A liminar foi expedida pela desembargadora Liana Chaib.

A decisão obriga que 70% da frota circule nos horários de pico, entre 6h e 9h, e de 17h às 20h, e em 30% no horário normal, de acordo com escalas montadas pela Strans.

Em caso de desobediência da ordem, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviário (Sintetro), está sujeito ao pagamento de uma multa diária estipulada no valos de R$ 50 mil.

Continue Lendo
Acqua Blu

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat