Siga as Redes Sociais

Teresina

Pelo menos 15 pessoas deram entrada em hospitais após consumirem lanches de estabelecimento em Teresina

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Imagens: Google Maps

Cerca de 15 pessoas, a maioria jovens e adolescentes, deram entrada em hospitais com intoxicação alimentar, em Teresina-PI. Todas relataram ter consumido produtos da lanchonete Mister Dog, que fica na Avenida Jóquei Clube, na zona Leste da capital. O local também funciona como um posto lava jato, durante o dia.

A denúncia foi feita por familiares dos pacientes, que relataram que eles começaram a passar mal horas depois de lancharem no estabelecimento. Todos apresentavam sintomas similares como febre, vômito, dores na cabeça e na barriga.

Maria Ester, a mãe de um dos jovens internados, conta que ele tinha costume de frequentar o local. No entanto, no último fim de semana, após chegar em casa, o rapaz, de 19 anos, começou a passar mal.

“Ele disse que já havia frequentado esse local. No domingo (06/12), ele e alguns amigos foram até lá e lancharam, como de costume. Após chegar em casa, ele começou a passar mal. Quando entrei no quarto na segunda-feira (07/12), ele me relatou que estava muito ruim. Deu febre, vomitou, cheguei a questioná-lo se ele havia bebido e ele respondeu que não. Em seguida, ele disse que poderia ter sido uma maionese estragada do local, onde ele comeu um sanduíche. Mas é difícil especificar o que estava estragado ali, no geral, o sanduíche estava estragado”, disse Maria Ester, que ainda tentou cuidar do filho em casa.

“Eu fiz o trivial, comecei a dar soro fisiológico, comprei água de coco, buscopan, mas tudo que eu dava para ele, ele botava para fora. Então, na terça-feira (08/12) com medo de que ele piorasse, decidi trazê-lo para o hospital, onde o médico confirmou a intoxicação alimentar, onde estamos até hoje (sexta-feira). Mas felizmente, meu filho já está bem melhor”, disse.

Ainda de acordo com a mãe, dos três amigos do jovem que estavam com ele, um precisou de atendimento médico, os outros dois apesar de afirmarem ter sentido um mal estar, conseguiram se tratar em casa.

Na unidade de saúde, Maria Ester encontrou uma outra pessoa que relatou o mesmo ocorrido.

“Aqui no hospital, eu encontrei com uma dentista. Ela estava acompanhando o noivo, que também foi internado pelo mesmo motivo do meu filho. Ele consumiu um sanduíche do local e também começou a passar mal. E assim são muitas as pessoas que tenho conhecimento”.


Uma informação extraoficial que chegou ao Portal Encarando, dá conta de que o estabelecimento foi denunciado e que uma equipe da Vigilância Sanitária esteve no local, colhendo amostras dos alimentos utilizados na lanchonete, para serem encaminhadas para análise. A informação ainda não foi confirmada.

Nossa equipe também tentou contato com o proprietário do estabelecimento, mas até a publicação desta matéria, as tentativas não foram respondidas.

Teresina

Lineu Araújo disponibiliza DIU para mulheres que desejam evitar gravidez

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/PMT

O Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo está disponibilizando, através do Sistema Único de Saúde (SUS), o Dispositivo Intrauterino (DIU), para mulheres que desejam usar esta ferramenta no planejamento familiar.

Para ter acesso, as usuárias devem buscar a rede de saúde, nas Unidades Básicas de Saúde (FMS), encaminhadas pelas maternidades ou pelo próprio Lineu Araújo. A ginecologista da Fundação Municipal de Saúde (FMS) Marina Ayres conta que o Lineu Araújo disponibiliza consultas duas vezes por semana, onde a mulher passa para uma avaliação prévia para implantação do dispositivo, que pode ser retirado caso ela deseje.

“O serviço disponibiliza o DIU de sobre, que pode proteger contra uma gravidez indesejada pelo período de cinco a 10 anos”, conta Marina Ayres. Ainda segundo a médica, o serviço tem implantado uma média de 12 a 15 DIUs por mês. “A vantagem é que, por ser um método contraceptivo não hormonal, pode ser usado por aquelas pacientes que têm contraindicação a terapia hormonal, seja local, seja sistêmica, ela pode fazer uso do DIU sem problema nenhum”, conta ela.

Segundo dados do Ministério da Saúde, o DIU é seguro e tem eficácia de 99,3%. Trata-se de um método eficaz, sem hormônios, que satisfaz as necessidades contraceptivas da maioria das mulheres. O DIU pode ser utilizado desde a adolescência até a menopausa. Além disso, pode ser usado por mulheres que estão amamentando e não interfere na produção, quantidade e qualidade do leite materno.

Continue Lendo

Vacinação

Comitê da Vacina aprova antecipação da 2ª dose da AstraZeneca

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/Sesapi

A Comissão Intergestora Bipartite (CIB), composta por membros da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) e do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), aprovou a antecipação da segunda dose da vacina AstraZeneca, de doze para dez semanas. Dessa forma, a vacina será aplicada em 2 meses e 15 dias e não mais em três meses.

A vacinação antecipada é uma recomendação e condicionada ao município possuir os imunizantes em estoque. De acordo com a bula da AstaZeneca a vacina pode ser aplicada no intervalo de quatro a doze semanas.

“O documento técnico-científico da FioCruz sobre a vacina descreve que o esquema vacinal consiste de duas doses, sendo que a segunda pode ser administrada entre quatro e doze semanas após a primeira dose e um intervalo de dose mais longo proporciona uma eficácia com mais certeza para intervalos de oito a doze semanas. Por isso, podemos recomendar a antecipação para dez semanas”, explica a diretora de Vigilância em Saúde da Sesapi, Cristiane Moura Fé.

Alguns municípios solicitaram a antecipação da vacina à comissão, devido ao estoque parado na rede de frio, que pode vir a comprometer a capacidade de armazenamento dos imunobiológicos que devem chegar em remessas futuras.

“Lembramos que, se o município não possui o estoque, ele deve manter as instruções de doze semanas e esperar as remessas de segunda doses, que serão envidas pelo Ministério da Saúde”, enfatiza a diretora.

Com informações da Sesapi

Continue Lendo

Teresina

Caminhão carregado de carvão tomba no Viaduto da Miguel Rosa em Teresina

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/PRF

Na manhã desta sexta-feira (18/06), um caminhão bitrem carregado com carvão tombou no Viaduto da Avenida Miguel Rosa, na zona Sul de Teresina.

Segundo testemunhas, o veículo seguia sentido Teresina/Timon, no momento em que a condutora perdeu o controle da direção e acabou tombando. O carvão ficou espalhado na via.

A motorista disse que iria para Açailândia, no estado do Maranhão. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) esteve no local e informou que a condutora estava transitando com velocidade incompatível para o local.

A via segue interditada e ainda não há previsão de liberação.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat