Siga as Redes Sociais

Teresina

Programa Criança Feliz realiza cerca de 4 mil atendimentos em Teresina

Avatar

Publicado

em

Com o objetivo de fortalecer as políticas públicas na primeira infância das crianças de famílias em situação de vulnerabilidade social em Teresina, o Criança Feliz realizou, neste ano, a média de 4 mil atendimentos por mês de 1.900 famílias cadastradas no programa. Os dados são da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Polícias Integradas (SEMCASPI).

Criado em 2016, o programa tem como diretriz promover o crescimento integral de crianças de zero a seis anos de idade através do apoio e acompanhamento das famílias inseridas nos seguintes critérios: gestantes, beneficiários do programa Bolsa Família e do Beneficio de Prestação Continuada (BPC) e crianças de até 06 anos em serviços de acolhimento. Em Teresina, o Criança Feliz ainda contempla as ações integradas com os serviços de Proteção e Atendimento Integral a Família, o PAIF, ofertados por 12 unidades do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) e possui a colaboração da Fundação Padre Antônio de Civeiro (Funaci), que executa os recursos e operacionaliza as atividades sob supervisão do município.

A coordenadora do “Criança Feliz” na Semcaspi, Elizabeth Nogueira, explica que os profissionais que executam o programa foram capacitados no método específico do “Cuidados para o Desenvolvimento da Criança (CDC) do Ministério da Cidadania do Governo Federal e realizam visitas domiciliares para a aplicação de atividades que incentivam o desenvolvimento infantil, levando em consideração o contexto familiar. Durante o período de Pandemia, os atendimentos foram realizados por meio de ligação telefônica, envio de vídeos com atividades, além de orientação sobre cuidados com saúde para a prevenção da Covid-19.

“Desde o ano em que o município fez a adesão ao programa nós tivemos diversos avanços. Apesar de não ser obrigatório, nós optamos por visitadores que possuem qualificação adequada para realização dos atendimentos. A gente fez ainda a integração das ações do programa com os CRAS de cada território para alcançar de forma rápida e eficaz o público. No contexto da Pandemia, foi necessário desenvolver uma nova estratégia de operacionalização do programa por meio do formato remoto para que as famílias não tivessem os seus atendimentos interrompidos”, disse a coordenadora.

No ano de 2019, o método executado no município de Teresina foi avaliado pelo Ministério da Cidadania como excelente por cumprir todas as metas estabelecidas pelo Governo Federal. Larissa Rêgo, Assistente Social e responsável pela Divisão de Articulação e Acompanhamento da Rede Assistencial da GPSB da Semcaspi, explica que o município vem sendo modelo de execução das atividades e metas previstas pelo programa em todo o país.

“A articulação do programa Criança Feliz com as equipes de Proteção e Atendimento Integral à Família, o PAIF, nos territórios vem sendo um modelo de execução no país. É o acompanhamento integral das gestantes e crianças, dando esse reforço ao desenvolvimento da primeira infância”, afirmou a Assistente Social.Para o ano de 2021, Larissa conta que a meta é continuar avançando na política da assistência social do município. “O programa segue esse modelo de territorialização previsto pela política de assistência social. Cada CRAS vai permanecer tendo como meta acompanhar o público de 160 famílias e contando com um supervisor macro no território, 05 visitadores e um carro que continuará dando apoio no deslocamento dos profissionais”, finalizou.

Em Teresina, os Centros de Referência em Assistência Social (Cras) contemplados com o Programa Criança Feliz são no Território Norte: os Cras Norte II, Cras Norte III e Cras Norte V; Território Leste: os Cras Leste I, Cras Leste II e Cras Leste III; Território Sul; Cras Sul II, Cras Sul III E Cras Sul IV; Território Sudeste; Cras sudeste I, Cras Sudeste II e Cras Sudeste III.

Teresina

Lineu Araújo disponibiliza DIU para mulheres que desejam evitar gravidez

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/PMT

O Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo está disponibilizando, através do Sistema Único de Saúde (SUS), o Dispositivo Intrauterino (DIU), para mulheres que desejam usar esta ferramenta no planejamento familiar.

Para ter acesso, as usuárias devem buscar a rede de saúde, nas Unidades Básicas de Saúde (FMS), encaminhadas pelas maternidades ou pelo próprio Lineu Araújo. A ginecologista da Fundação Municipal de Saúde (FMS) Marina Ayres conta que o Lineu Araújo disponibiliza consultas duas vezes por semana, onde a mulher passa para uma avaliação prévia para implantação do dispositivo, que pode ser retirado caso ela deseje.

“O serviço disponibiliza o DIU de sobre, que pode proteger contra uma gravidez indesejada pelo período de cinco a 10 anos”, conta Marina Ayres. Ainda segundo a médica, o serviço tem implantado uma média de 12 a 15 DIUs por mês. “A vantagem é que, por ser um método contraceptivo não hormonal, pode ser usado por aquelas pacientes que têm contraindicação a terapia hormonal, seja local, seja sistêmica, ela pode fazer uso do DIU sem problema nenhum”, conta ela.

Segundo dados do Ministério da Saúde, o DIU é seguro e tem eficácia de 99,3%. Trata-se de um método eficaz, sem hormônios, que satisfaz as necessidades contraceptivas da maioria das mulheres. O DIU pode ser utilizado desde a adolescência até a menopausa. Além disso, pode ser usado por mulheres que estão amamentando e não interfere na produção, quantidade e qualidade do leite materno.

Continue Lendo

Vacinação

Comitê da Vacina aprova antecipação da 2ª dose da AstraZeneca

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/Sesapi

A Comissão Intergestora Bipartite (CIB), composta por membros da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) e do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), aprovou a antecipação da segunda dose da vacina AstraZeneca, de doze para dez semanas. Dessa forma, a vacina será aplicada em 2 meses e 15 dias e não mais em três meses.

A vacinação antecipada é uma recomendação e condicionada ao município possuir os imunizantes em estoque. De acordo com a bula da AstaZeneca a vacina pode ser aplicada no intervalo de quatro a doze semanas.

“O documento técnico-científico da FioCruz sobre a vacina descreve que o esquema vacinal consiste de duas doses, sendo que a segunda pode ser administrada entre quatro e doze semanas após a primeira dose e um intervalo de dose mais longo proporciona uma eficácia com mais certeza para intervalos de oito a doze semanas. Por isso, podemos recomendar a antecipação para dez semanas”, explica a diretora de Vigilância em Saúde da Sesapi, Cristiane Moura Fé.

Alguns municípios solicitaram a antecipação da vacina à comissão, devido ao estoque parado na rede de frio, que pode vir a comprometer a capacidade de armazenamento dos imunobiológicos que devem chegar em remessas futuras.

“Lembramos que, se o município não possui o estoque, ele deve manter as instruções de doze semanas e esperar as remessas de segunda doses, que serão envidas pelo Ministério da Saúde”, enfatiza a diretora.

Com informações da Sesapi

Continue Lendo

Teresina

Caminhão carregado de carvão tomba no Viaduto da Miguel Rosa em Teresina

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/PRF

Na manhã desta sexta-feira (18/06), um caminhão bitrem carregado com carvão tombou no Viaduto da Avenida Miguel Rosa, na zona Sul de Teresina.

Segundo testemunhas, o veículo seguia sentido Teresina/Timon, no momento em que a condutora perdeu o controle da direção e acabou tombando. O carvão ficou espalhado na via.

A motorista disse que iria para Açailândia, no estado do Maranhão. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) esteve no local e informou que a condutora estava transitando com velocidade incompatível para o local.

A via segue interditada e ainda não há previsão de liberação.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat