Siga as Redes Sociais

Polícia

Em áudios, policiais presos criticam investigações e relatam ‘saudade de matar’; Ouça!

Publicado

em

Armas apreendidas com os presos.

A Operação Dictum deflagrada pelas Polícias Civil e Militar nesta segunda-feira (02) resultou na prisão de policiais militares e civil. O delegado Gustavo Jung, do Grupo de Repressão Ao Crime Organizado (Greco) explicou que praticados entre os crimes praticados pelos policiais estão formação de quadrilha, roubo de carga, extorsão, tráfico de drogas, comércio ilegal de arma de fogo e execuções (Ouça os áudios ao final da matéria!).

Em entrevista coletiva, a polícia informou que dos 16 investigados, 13 são policiais militares, um policial civil, além de duas pessoas comuns. Desse total, foram presos dez PMs, o policial civil e as outras duas pessoas. Os três PM’s restantes devem se apresentar nas próximas horas.

“São inúmeros os crimes supostamente cometidos por esses policiais. As ações variam de roubo de cargas, tráfico de drogas, onde eles estouravam bocas de fumo e revendiam as drogas, a execução. Eles cobravam 20 a 30 mil reais para executar uma pessoa. Combinavam o dia, a hora e faziam uma espécie de ‘revezamento’ para cometerem os crimes’, informou o delegado Gustavo Jung.

O líder da quadrilha foi identificado como Wanderlei Silva, expulso da polícia por envolvimento no roubo ao Banco do Nordeste no ano de 2017.

O delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, explicou como ocorreram as operações. “A ação resultou de um ano de investigações, que foram iniciadas após a apreensão de uma carga de televisões roubadas em dezembro do ano passado, além disso, eles roubavam cargas de cigarros e revendiam em outros pontos. Não à toa tivemos grandes apreensões de cigarros contrabandeados esse anos. No total, foram realizadas três etapas: em janeiro, maio e agora. Tudo foi tratado com muita cautela, por se tratarem de pessoas de dentro das corporações. “, disse o delegado.

Na operação, também foram apreendidas armas como carabinas, pistola Beretta, revolveres calibre .38 e .12.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Lindomar Castilho, informou que está sendo instaurado um processo administrativo, através da corregedoria, para apurar o envolvimento dos PM’s na organização criminosa e, afirmou que os mesmos podem ser expulsos da corporação.

“Vamos apurar com todo rigor. Que tiver cometido crimes usando a farda da Polícia Militar, vai pagar por isso. Além de responderem pelo crime comum, nós estamos instaurando um procedimento administrativo através da corregedoria, que poderá resultar, inclusive, na expulsão desses policiais. Então, vamos iniciar o processo agora, colocando todos eles em um Conselho de Disciplina e, após os procedimentos necessários e comprobatórios, dar entrada no processo de expulsão”, informou o comandante.

Em áudios interceptados de aplicativos de mensagem e disponibilizados pelas forças de segurança, os investigados combinam as ações criminosas, zombam das ações do Greco e um deles chega a falar sobre a ‘saudade de matar’. Ouça!

Polícia

Comandante da PM do MA foge de cooperativismo e afirma que vai prender policial suspeito de matar médico em Imperatriz

Publicado

em

O comandante da Polícia Militar do Maranhão, coronel Pedro Ribeiro, afirmou durante entrevista para o portal Imperatriz e Região que o soldado Adonias Sadda, suspeito de matar médico Bruno Calaça, em Imperatriz, foi covarde e frio.

Após a repercussão do assassinado, o comandante Pedro Ribeiro, se pronunciou sobre o caso e afirmou que a corporação trabalhar para prender o suspeito. “O Bruno nem chegou a discutir com ele. Estava sentado. (…) A gente observa nas imagens que ele simplesmente atirou no rapaz. Covarde, covarde, e frio. E nós vamos dar uma resposta para essa falha, que é a prisão, excluindo ele da corporação”, disse o coronel.

O comandante foi claro e mostrou que não compactua com crimes cometidos por policiais.

Entenda o caso

Bruno Calaça Barbosa foi morto a tiros em uma festa realizada em um estabelecimento na avenida Beira-Rio, na madrugada desta segunda-feira.

De acordo com testemunhas, o jovem foi morto após um desentendimento com uma terceira pessoa envolvida, mas o soldado Adonias Sadda acabou atirando contra o médico Bruno Calaça.

Continue Lendo

Polícia

Empresário e mais dois homens são presos pela PRF com drogas, armas e munições na BR 316

Publicado

em

Na noite dessa segunda-feira (27/07), três homens de 19, 25 e 32 anos, foram presos por policiais rodoviários federais após serem flagrados com arma, munições e drogas. Toda a ação ocorreu na BR 316, na cidade de Elesbão Veloso-PI.

Conforme a PRF, os policiais foram acionados após receberem informações de inteligência, que o veículo RENAULT/SANDERO estaria com atitude suspeita, e resolveram abordar. Durante a abordagem, os policiais verificaram que somente um dos acusados possuíam documentação pessoal.

Ao fazerem a revista pessoal e no interior do veículo, foram encontrados 50,0g de cocaína, 50,0g de crack e 200,0g de maconha, três smartphones, um revólver cal. 38, cinco munições não deflagradas e R$ 380,0 em espécie.

Um dos acusados possui uma empresa de delivery na cidade de Teresina e há a possibilidade de que o estabelecimento comercial possa ser utilizado para a distribuição de drogas e lavagem do dinheiro do tráfico de drogas.

Diante dos fatos, os três homens foram conduzidos para a Polícia Civil na cidade de Valença do Piauí para os procedimentos que o caso requer e o cumprimento do mandado judicial. Eles responderão pelos crimes de Tráfico de Drogas, Porte Ilegal de Arma de Fogo e munições e Associação Criminosa.

Continue Lendo

Execução

Jovem é executado a tiros na zona Sul de Teresina

Publicado

em

Um jovem identificado como Alisson Mateus Ferreira, de 22 anos, foi executado a tiros, na noite dessa segunda-feira (26/07), na Vila Irmã Duce, zona Sul de Teresina.

Conforme testemunhas, o jovem estava em uma residência, no momento em que foi surpreendido por quatro o homens que o retiraram do local e efetuaram os disparos de arma de fogo. A vítima ainda teria tentado correr, mas acabou sendo atingido pelos disparos, sem chances de se defender, caindo a alguns metros do local. O grupo fugiu após o crime.

Populares ainda relataram que Alisson Mateus teria sido morto após ter enviado mensagem à namorada de um dos suspeitos, no entanto, a versão ainda será investigada pela polícia.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e realizou a remoção do corpo.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat