Siga as Redes Sociais

Polícia

PF deflagra Operação “KHIZI” contra comércio de madeira ilegal em Parnaíba

Redação Encarando

Publicado

em

A Delegacia de Polícia Federal em Parnaíba deflagrou na manhã de hoje, 03/04/2019, a Operação KHIZI, que desarticulou Organização Criminosa voltada para o comércio ilegal de madeira com atuação nos Estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Piauí e Rio Grande do Norte.

O inquérito policial foi instaurado em 2017 e a investigação revelou existência de conluio entre empresários do setor madeireiro, servidores públicos da SEFAZ e do IBAMA, todos para viabilizar o comércio e transporte interestadual de madeira sem origem comprovada. O transporte e comercialização ilícitos era lastreado em Documentos de Origem Florestal inidôneos, e em notas fiscais produzidas com informações falsas sobre quantidade, espécie e valor da mercadoria.

Também foi descortinado esquema de pagamento de propinas a agentes públicos responsáveis pela fiscalização tributária e ambiental, atraindo a incidência dos delitos de organização criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falso, inserção de dados falsos em sistemas, corrupção ativa e passiva, prevaricação, facilitação ao descaminho, sonegação de tributos.

A ação de hoje, que conta com a participação de 125 Policiais Federais de diversas Unidades da Federação tem como objetivo dar cumprimento a 29 mandados de busca e apreensão, 8 mandados de prisão preventiva e 9 mandados de prisão temporária expedidos pela Subseção Judiciária Federal em Parnaíba. Os mandados estão sendo cumpridos nos estados do Piauí, Pará, Maranhão e Bahia.

Também foi determinada a apreensão de veículos usados para viabilizar o transporte de madeira, indisponibilidade de bens imóveis e bloqueio de ativos financeiros dos principais envolvidos. O cumprimento dos mandados contou com participação de Analistas do IBAMA e da Corregedoria do 2º Batalhão de Polícia Militar em Parnaíba.

O nome da Operação é em alusão ao conjunto arquitetônico situado na ilha de Khizi/Rússia, composto por três edifícios eclesiásticos construídos apenas com encaixe de toras de madeira de pinheiros, sem a necessidade de uso de pregos ou parafusos, eleito como Patrimônio Mundial da Unesco em 1990.

Fonte: Polícia Federal

Polícia

PF cumpre mandados em Teresina contra empresários acusados de fraude em contratos na área da Saúde

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal, com o apoio da Controladoria-Geral da União, deflagrou nesta terça-feira (02/03), nas cidades de Teresina-PI e Pinheiro-MA, a Operação Estoque Zero, com objetivo de desarticular um grupo criminoso estruturado para promover fraudes licitatórias e irregularidades contratuais, no âmbito do Município de Pinheiro, envolvendo recursos públicos federais que seriam utilizados no combate à pandemia da Covid-19.

A Polícia Federal cumpriu cinco mandados de busca e apreensão, quatro mandados de constrição patrimonial e um mandado de suspensão do exercício de função pública. Ao todo, 30 policiais federais cumpriram as determinações judiciais expedidas pela 1ª Vara Federal de São Luís-MA, que decorreram de uma representação elaborada pela Polícia Federal.

A investigação se concentra em processo da Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento de Pinheiro/MA, instruído para a aquisição de 6.000 testes rápidos para o diagnóstico da COVID-19, no valor total de R$ 960 mil. Os elementos colhidos pela equipe policial revelaram que funcionários da Secretaria de Saúde e Saneamento de Pinheiro-MA, em conluio com empresários de Teresina-PI, simularam a compra e venda de testes rápidos, por meio da contratação de empresa de fachada que não forneceu o objeto pactuado”.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder por fraude à licitação (Art. 96, inciso I, Lei 8.666/93), peculato (Art. 312, Código Penal), lavagem de capitais (Art. 1º, caput, Lei 9.613/84) e associação criminosa (Art. 288, Código Penal).

Continue Lendo

Polícia

Suspeito de homicídio é preso com drogas na cidade de Floriano

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um , que não teve a identidade revelada, foi preso nesta terça-feira (02/03), suspeito de homicídio. O crime teria sido cometido na região do bairro Riacho Fundo, nem Floriano-PI.

A ação foi realizada pela Polícia Civil do Piauí, por meio da 02ª DRPC de Floriano, com apoio da Polícia Militar. Na oportunidade, também foi cumprido um mandado de busca e apreensão em desfavor de suspeito de crime de homicídio.

Segundo a polícia, no momento do cumprimento da busca foram encontrados uma arma de fogo, três tabletes de maconha, três porções de cocaína e duas porções de crack.

Continue Lendo

Polícia

DHPP prende acusados de tentar matar policial civil em Teresina

Avatar

Publicado

em

Dois indivíduos, identificados pelas iniciais como P.H.D.S.S e A. D. S. R, foram presos na manhã desta segunda-feira (01), por serem acusados de terem tentado matar o policial civil, Marcelo Duarte, durante assalto em Teresina.

De acordo com informações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), quatro homens participaram da tentativa de latrocínio. O DHPP esclarece que “o cumprimento dos mandados de A.D.S.R. e P.H.D.S.S. se deram na penitenciária de Altos, pois já estavam recolhidos ao sistema prisional” por outros crimes. D.S.R. estava preso em cumprimento a mandado de prisão pela Polinter.

Já o P.H.D.S.S foi preso em flagrante por apresentar documento falso na Central de Flagrantes de Teresina.Os outros dois indivíduos ainda não foram localizados.

Relembre o caso

A tentativa de latrocínio contra o policial ocorreu no dia 17 de novembro de 2020, por volta das 21 horas, em um bar localizado no bairro Bela Vista, zona Sul de Teresina. De acordo com a DHPP, o policial estava no bar quando ele e os demais clientes foram surpreendidos com a chegada de um trio de assaltantes, dentre eles os dois presos hoje. Três assaltantes desceram de um carro e entraram no bar. O policial reagiu à tentativa de assalto e foi alvejado por disparos de arma de fogo.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat