Siga as Redes Sociais

Silas Freire

Margarete Coelho contra o cidadão e a favor do bandido

Publicado

em

Fotos: Margarete Coelho / Divulgação - Câmara Federal; Ministro Sérgio Moro / Pedro Ladeira - Folhapress

A deputada Margarete Coelho (PP), que preside o grupo de trabalho que estuda o projeto Anti-Crime enviado pelo executivo do crivo do ministro Sérgio Moro se superou. A parlamentar comandou um movimento contra o cidadão e em favor do bandido. Na proposta de Moro o cidadão que matasse um bandido em legítima defesa poderia ser liberado pelo delegado de polícia para responder em liberdade. Em contraproposta, a deputada defendeu a regra atual, onde o bandido entra na sua casa para atentar contra sua família, aí você reage, mata o estuprador, por exemplo, depois tem que fugir do flagrante, sob pena de acabar atrás das grades. Margarete está passando dos limites.

Dudu: Com Montezuma entra, mas se arrebenta

O vereador Dudu (PT), disse o que quis e ouviu o que não quis ontem em audiência com o secretário municipal de Educação Kleber Motezuma, na Câmara Municipal, para falar sobre a licitação do transporte escolar realizada pela Semec. Durante a reunião, o vereador Dudu lançou perguntas que demonstraram desconfiança aos esclarecimentos prestados por Klebão, bastou isso para o peso pesado tucano dizer que a Polícia Federal nunca andou na Secretaria de Educação de Teresina, e muito menos no Palácio da Cidade, fazendo referência às operações da PF contra gestores e ex-gestores e diretores ligados à pasta da educação do governo estadual. Lembrando que na última ação da polícia, nem o Palácio de Karnak escapou. Dudu borrou na sunga! Mas também, com sujeira feita pelo seu partido, fica complicado apontar o dedo para alguém!

Rejane quer psicólogos, mas estudantes só querem ir para a escola

A deputada federal Rejane Dias (PT) distribuiu material ontem através da sua assessoria de imprensa, condenando o veto do presidente Bolsonaro a um projeto de sua autoria que exigia a presença de psicólogos e assistentes sociais nas escolas públicas, sob o argumento de diminuir a violência nas escolas. Mas a realidade no Piauí é outra, e o estudante piauiense está querendo apenas um transporte escolar de qualidade para ir às escolas, pois desde a gestão da deputada na Seduc, essa questão nunca mais foi regularizada, milhares de estudantes já deixaram as salas de aula e outros foram reprovados por falta. Não que a presença desses profissionais não seja importante nas escolas, mas senhora deputada, os meninos aqui só querem o direito de ir para escola.

O povo de Monsenhor Gil não tá maluco

O reitor da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), professor Nouga Batisa está de licença no pior momento da instituição. Ontem teve até audiência pública na Alepi para tentar chamar a atenção do governador, que foi chamado por discentes e docentes de coveiro da Uespi, que se encontra em uma situação de pré-falência, com salários atrasados e falta de professores. A universidade corre, inclusive, risco de ter cursos desabilitados. Por outro, lado fica aqui o exemplo para os eleitores de Monsenhor Gil, cidade pela qual Nouga tirou licença para viabilizar sua candidatura à prefeitura. Não é possível que o povo desse importante município vá dar corda para o reitor, que vem colaborando para o caos na Uespi.

Bivar diz para Bolsonaro esquecer o PSL, mas presidente diz que permanece

Presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, e presidente da República, Jair Bolsonaro. Foto: Divulgação

O clima não anda dos melhores dentro do PSL. Após o presidente da República, Jair Bolsonaro, orientar um apoiador que se apresentou como pré-candidato em Recife-PE a esquecer o partido, o presidente nacional da sigla, Luciano Bivar, afirmou que a fala de Bolsonaro ‘foi terminal’ e que ‘ele já está afastado’ do partido. Por outro lado, o presidente do Brasil  afirmou, nesta quarta-feira (09), que ‘não tem crise’, e por enquanto permanecerá no PSL. Ele ainda comparou toda a confusão a uma ‘briga de marido e mulher’. Mas ao que tudo indica, essa ‘briga’ pode levar a uma separação!

Ministro do Turismo é alvo de novo inquérito

O Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais complicou ainda mais a situação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, pedindo à Justiça que determine a abertura de um segundo inquérito sobre ele. O ministro é acusado de caixa 2 nas eleições do ano passado e duas novas testemunhas se apresentaram ontem para falar sobre o caso. As mulheres trabalharam na campanha de Álvaro Antônio, que concorreu a deputado federal pelo PSL. O ministro do Turismo já havia sido denunciado pelo MP em outro processo, o que apura o esquema de laranjas do PSL em Minas Gerais. A defesa de Álvaro Antônio disse que a campanha do então candidato a deputado federal seguiu as regras eleitorais e que todos os gastos foram devidamente declarados e aprovados pela Justiça Eleitoral.

Silas Freire

Ciro: Desenvolvimento Regional ou poderosa e complicada Casa Civil?

Publicado

em

Assista aos destaques da Coluna do Silas nesta terça-feira (27/07).

Continue Lendo

Silas Freire

Ciro terá tête-à-tête com Bolsonaro para tratar sobre Casa Civil

E mais:
Florentino abandona saúde e cumpre agenda política.

Publicado

em

Foto: Divulgação

Assista o que é destaque na Coluna do Silas nesta segunda-feira (26/07).

Continue Lendo

Silas Freire

Poderoso, Ciro quer tirar Wilson Martins e Júlio César do Governo

Publicado

em

Nesta sexta-feira (23/07), o jornalista Silas Freire fala sobre o que é destaque na política piauiense e comenta fatos relevantes para a sociedade.

Assista:

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat