Siga as Redes Sociais

Vai Encarar?

Tranquem as portas: 200 presos fogem da Major César quebrando tudo

Publicado

em

Eu havia falado nos posts anteriores que os direitos humanos deveria intervir na Penitência Agrícola Major César Oliveira para não haver rebeliões. Pois é, eu tinha razão.

Durante visita íntima entre os presos e suas companheiras, na tarde desta terça-feira (2), ocorreu uma rebelião, onde pelo menos cinco presos e dois agentes penitenciários ficaram feridos.

Segundo informações das esposas, durante a visita, os detentos já estavam com os ânimos acirrados por que um funcionário da Major César teria atirado no pé de um preso.

O estopim para começar a rebelião, teria sido no momento que um detento doente teria pedido para ser medicado e simplesmente ignoraram. Não deu outra, saíram revoltados. Quebraram tudo que encontravam pela frente.

De acordo com informações repassadas à imprensa, os detentos teriam incendiado uma viatura da polícia e destruído uma máquina de raio x caríssima, comprada recentemente para vistoriar os presos.

Segundo informações ainda, durante a confusão, um agente penitenciário teria feito um disparo acidental de arma de fogo e ficado ferido. Policiais atiraram também balas de borracha, para tentar conter a invasão na sala de direção e administração do prédio.

Agente ficou ferido após ser atingido por uma pedrada — Foto: Divulgação/Sinpoljuspi

Agente ficou ferido após ser atingido por uma pedrada — Foto: Divulgação/Sinpoljuspi

Enquanto uns invadiam, outros levavam os familiares para locais seguros fora do presídio. De acordo com o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), pelo menos 200 presos fugiram da Penitenciária durante a rebelião. O prejuízo material ainda não foi contabilizado.

Área administrativa do presídio foi danificada durante rebelião na Major César — Foto: Divulgação/Sinpoljuspi

Área administrativa do presídio foi danificada durante rebelião na Major César — Foto: Divulgação/Sinpoljuspi

Será reformada por bem ou por mal

Há muito tempo que algo teria que acontecer para chamar atenção do Governo do Estado para a situação da Major César. E não é só na infraestrutura não. As condições mínimas de respeito aos direitos humanos tem que ser respeitadas também.

Imagine você, morando num local com esgoto a céu aberto, lixo acumulado, celas superlotadas, sem muita comida nem água. Somado a isso, ser humilhado periodicamente, sem o direito de reclamar.

É o mesmo que criar uma bomba relógio, onde estamos vendo os estragos agora. Quando (ou se recuperarem) esses presos que fugiram, o governo terá que fazer a reforma de qualquer forma.

Enquanto isso, tranquem bem as portas e cuidado. É que durante a fuga, eles teriam levado duas armas da unidade e um revólver de um servidor, que poderá ser usado para a prática de novos crimes. Vai Encarar?

Polícia

Comandante da PM do MA foge de cooperativismo e afirma que vai prender policial suspeito de matar médico em Imperatriz

Publicado

em

O comandante da Polícia Militar do Maranhão, coronel Pedro Ribeiro, afirmou durante entrevista para o portal Imperatriz e Região que o soldado Adonias Sadda, suspeito de matar médico Bruno Calaça, em Imperatriz, foi covarde e frio.

Após a repercussão do assassinado, o comandante Pedro Ribeiro, se pronunciou sobre o caso e afirmou que a corporação trabalhar para prender o suspeito. “O Bruno nem chegou a discutir com ele. Estava sentado. (…) A gente observa nas imagens que ele simplesmente atirou no rapaz. Covarde, covarde, e frio. E nós vamos dar uma resposta para essa falha, que é a prisão, excluindo ele da corporação”, disse o coronel.

O comandante foi claro e mostrou que não compactua com crimes cometidos por policiais.

Entenda o caso

Bruno Calaça Barbosa foi morto a tiros em uma festa realizada em um estabelecimento na avenida Beira-Rio, na madrugada desta segunda-feira.

De acordo com testemunhas, o jovem foi morto após um desentendimento com uma terceira pessoa envolvida, mas o soldado Adonias Sadda acabou atirando contra o médico Bruno Calaça.

Continue Lendo

Polícia

Bandidos são presos após realizarem arrastão em “cabaré” na zona sul de Teresina

Publicado

em

Três homens, que não tiveram as identidades reveladas, foram presos em flagrante na noite dessa sexta-feira (24) durante arrastão em um “cabaré”, localizado no bairro Lourival Parente, na zona sul de Teresina.

De acordo com informações da Polícia Militar, o trio invadiu a casa de entretenimento de adultos e realizou um arrastão. Clientes e garotas de programa foram rendidas durante o assalto. Uma vítima conseguiu se esconder e acionou uma equipe da Polícia Militar.

A prisão foi realizada no momento em que o trio saiu de dentro do “cabaré”. A polícia apreendeu três armas de fogo, sete celulares e uma carteira, que provavelmente era de uma das vítimas. Os indivíduos foram conduzidos para a Central de Flagrantes de Teresina.

Continue Lendo

Opinião

Pré-campanha já começou? Deputado Fábio Abreu faz cena durante prisão de assaltante em Teresina

Publicado

em

Populares flagraram o deputado federal Fábio Abreu (PL) fazendo uma verdadeira encenação durante a prisão de um suposto assaltante de veículos no bairro Tabuleta, na zona Sul de Teresina.

O parlamentar que não é mais Secretário de Segurança participou da prisão do suspeito.

No passado, Fábio Abreu protagonizou outra cena também próximo do período eleitoral. Ele foi filmado pisando na cabeça de um suspeito durante uma abordagem policial. A cena viralizou nas rede sociais e o marketing político plantou na cabeça da população, que clamava por segurança, que o capitão seria a salvação.

Mas, o conto foi por água a baixo logo no primeiro ano, que ele assumiu com secretário de segurança. Teve várias oportunidades de fazer a diferença, mas em todas a força policial do Estado só foi usado com o único objetivo de fazer campanha política.

A reflexão que fica é:

Até quando o capitão vai usar a população, e até os bandidos, para ganhar mídia?

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat