Siga as Redes Sociais

Brasil

Pastor é preso por abusar de mulheres durante “cura espiritual”

Redação Encarando

Publicado

em

Um pastor evangélico de 44 anos foi preso em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, sob a acusação de abusar de fiéis durante trabalho “espiritual”. Pelo menos quatro mulheres teriam sido vítimas do suspeito, Wagner Martins Pereira, que, entre outras coisas, teria acariciado as partes íntimas de uma das vítimas para “expulsar demônios”.

A prisão foi anunciada em entrevista na tarde desta segunda-feira (29/04/2019) pela delegada Ana Cristina Marques Bernardes. O pastor foi para a cadeia na última sexta (26/04/2019) após ter a prisão decretada pela Justiça.

A delegada contou que ele falava em cura espiritual e quebra de maldição para tentar convencer as mulheres. “Ele aproveitava o momento de fragilidade das vítimas, que enfrentavam problemas pessoais”, explicou.

O caso que o levou à prisão ocorreu em dezembro do ano passado e envolveu uma frequentadora da Igreja Ministério Comunidade da Família, fundada por ele em espaço anexo à sua casa, no Bairro Lídice.

A mulher de 32 anos diz que o homem a convenceu certa vez a se despir para ser ungida com um óleo, ocasião em que tocou suas partes íntimas.

Depois disso ele teria voltado a procurá-la outras vezes, mas ela foi aconselhada por amigas a registrar a queixa. E antes disso gravou algumas conversas que foram entregues à polícia.

Irregular
O pastor responderá pelo crime de violação sexual, que pode render até 6 anos de reclusão. Apesar de ele contar com ajudantes e até realizar casamentos e batismos no local, a igreja estaria funcionando ilegalmente.

O processo do abuso corre em segredo de Justiça e a defesa do acusado informou que não se manifestará agora porque ainda está se inteirando sobre os autos.

Fonte: Metrópoles

Saúde

Ministério da Saúde não prevê vacinar toda a população em 2021

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

© Shutterstock

O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira, 27, que não prevê vacinar toda a população brasileira contra a covid-19 em 2021. A pasta cita a dificuldade mundial de produção dos imunizantes e o fato de os testes não incluírem todos os públicos, como crianças e gestantes, o que impossibilitaria uma parte da aplicação. Para a pasta, a limitação não representará riscos para os brasileiros.

“O fato de determinados grupos da população não serem imunizados não significa que não estarão seguros porque outros grupos que convivem com aqueles estarão imunizados e dessa forma não vão ter a possibilidade de se contaminar com a doença. É por esse motivo que não vacinamos toda a população, por exemplo, contra a influenza”, explicou Elcio Franco, secretário-executivo do Ministério da Saúde.

Ele citou ainda as limitações mundiais de produção. “Quando a gente fala em imunização, o mundo não entende que terá que ter vacina para todos. A própria Covax Facility, iniciativa que junta uma série de laboratórios, ela almeja acesso a 2 bilhões de doses para a vacinar todo o mundo, e por aí verificamos que é uma meta bastante ambiciosa porque não se imagina que haverá vacina para vacinar todos os cidadãos do planeta Terra.”

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, Francieli Fontana, disse que “não temos uma vacina para vacinar toda a população brasileira”. E ressaltou os públicos ainda não testados pelos estudos vigentes. “Não podemos priorizar determinados públicos tendo em vista que essa vacina não está sendo utilizada durante os testes nessa população, a exemplo de crianças e gestantes”, destacou.

O País possui um acordo com o laboratório AstraZeneca, que desenvolve uma vacina em parceria com a Universidade de Oxford. Em 2021, o imunizante será produzido em parceria com a Fiocruz para distribuição em território brasileiro. A fundação prevê vacinar 130 milhões de brasileiros ao longo do próximo ano, sendo 65 milhões no primeiro semestre e outros 65 milhões no segundo semestre.

Além dessa vacina, outra iniciativa em estudo é a coronavac, do laboratório chinês Sinovac, que produzirá o imunizante em parceria com o Instituto Butantã, em São Paulo. O Brasil também aderiu à Covax Facility mediante pagamento de R$ 2,5 bilhões para poder acessar vacinas produzidas por um conjunto de nove laboratórios. A primeira parcela desse pagamento, no valor de R$ 830 milhões, já foi efetuada. As previsões, contudo, estão sujeitas ao andamento dos estudos que avaliam a segurança e a eficácia dos imunizantes.

Fonte: Estadão Conteúdo

Continue Lendo

Saúde

Piauí registra cinco mortes e 1.046 novos casos de Covid-19 em 24h

Avatar

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi) divulgou neste sábado (28), que o estado do Piauí registrou em 24h, 05 óbitos e 1.046 casos de COVID-19. O estado já registrou casos 126.721 confirmados e 2.622 mortes.

Quatro homens e uma mulher não resistiram às complicações da Covid-19. Ela era de São João do Piauí (59 anos). Já os homens eram naturais de Júlio Borges (88 anos), Patos do Piauí  (70 anos) e Teresina (70 e 73  anos). Uma das vítimas não possuía comorbidades.  

Por conta de uma falha na importação de dados do sistema e-Sus, do Ministério da Saúde, o boletim de hoje traz o acumulado de casos das últimas 48 horas.  Os dados do boletim são captados de três sistemas diferentes (e-Sus, Gal  e do banco de dados dos Testes Rápidos). 

Os casos confirmados no estado somam 126.721 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 2.622 e foram registrados em 197 municípios. Até agora, morreram 1.527 homens e 1.095 mulheres.

Continue Lendo

Saúde

Piauí registra 09 óbitos por COVID-19 e 520 novos casos da doença

Avatar

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi) divulgou nessa sexta-feira (27), que o estado do Piauí registrou em 24h, 09 óbitos e 520 casos de COVID-19. O estado já registrou casos 125.675 confirmados e 2.617 mortes.

Quatro homens e cinco mulheres não resistiram às complicações da Covid-19. Elas eram naturais de Floriano (80 anos), Francisco Ayres (82 anos), Picos (52 e 76 anos) e São Raimundo Nonato (59  anos). Já os homens eram de Picos  (82 anos), Piracuruca (54 anos) e Teresina (82 e 86 anos). Todas as vítimas possuíam comorbidades.

Os casos confirmados no estado somam 125.675 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 2.617 e foram registrados em 197 municípios. Até agora, morreram 1.523 homens e 1.094 mulheres.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat