Siga as Redes Sociais

Notícias

Julgamento de apelação proposta por Assis Carvalho é suspenso pelo TRF1

O parlamentar foi condenado no ano de 2016 pelo crime de improbidade administrativa.

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O julgamento da apelação proposta pelo deputado federal Assis Carvalho (PT), contra a sentença que o condenou a inelegibilidade por cinco anos e ao pagamento de uma multa no valor de R$ 250 mil, foi adiado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).

O parlamentar foi condenado no ano de 2016, quando era secretário de Saúde do estado, por ter cometido crime de improbidade administrativa ao dispensar licitação por falsa emergência e ainda favorecer empresas.

O julgamento, realizado na noite dessa terça-feira (12), foi suspenso após o recurso não ter sido recebido com unanimidade pela corte. Na ocasião, os desembargadores Ney Bello e Mônica Sifuentes votaram pelo acolhimento da apelação, já o desembargador Hilton Queiroz votou contra.

O TRF1 ainda não remarcou a data para julgar a apelação.

Saúde

Novo superintendente do HU, Paulo Márcio, diz que objetivo é maximizar serviços oferecidos à população

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução

O cardiologista e professor Paulo Márcio, lotado no Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Piauí (UFPI), assumiu a superintendência do Hospital Universitário. Ele foi indicado pelo novo reitor da instituição Gildásio Guedes no último dia 24 de novembro, e destaca a importância da unidade de saúde para o estado do Piauí.

“O Hospital Universitário exerce um papel fundamental no estado do Piauí, que é o atendimento de pacientes de alta complexidade, aqueles que precisam de cirurgias cardíacas, neurológicas, vasculares, ortopédicas, enfim de grandes cirurgias. E o HU tem se posicionado no sentido de resolver e dar assistência onde antes não eram realizados no estado do Piauí. Além disso, temos a vocação acadêmica, de ensino, de formar novos profissionais”, disse.

Paulo Márcio, ainda falou sobre desafios e destacou que um dos objetivos durante sua gestão à frente do HU será otimizar os trabalhos da unidade para que estejam cada vez mais próximos da população.”

“Ainda há muito o que se fazer. O hospital precisa se ampliar e estar mais próximo das pessoas, essa é a meta da nova gestão. Além de otimizar os trabalhos já realizados nas gestões anteriores, maximizar e melhorar os serviços e assistência à população”, afirma.

Continue Lendo

Piauí

Motociclista morre após ser colhido por caminhão na BR 316

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução/Cidades na Net

Um acidente envolvendo uma motocicleta e um caminhão deixou um homem morto na BR 316 na noite dessa segunda-feira (30/11) na cidade de Vila Nova do Piauí.

Segundo testemunhas, a vítima fatal, identificada como Joaquim Luiz da Silva Souza, conduzia uma motocicleta Honda CG Today, quando foi colhido pelo caminhão na rodovia.

O motorista do veículo de carga evadiu-se do local sem prestar socorro à vítima, que acabou não resistindo aos ferimentos e veio a óbito ainda no local. O Instituto Médico Legal (IML) realizou a remoção do corpo.

A Policia Rodoviária Federal (PRF), investiga as causas do acidente e tenta identificar o outro veículo envolvido no acidente.

Continue Lendo

Economia

Conta de luz fica mais cara com volta de tarifa extra a partir desta terça (1º)

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Imagem Ilustrativa

A conta de luz terá tarifa extra a partir desta terça-feira (1º), definiu a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

De acordo com a reguladora, será acionada a bandeira vermelha patamar 2 durante todo o mês de dezembro, o que representa uma cobrança de R$ 6,24 a mais a cada 100 kWh consumidos.

Esta é a primeira vez desde o início da pandemia de Covid-19 que a Aneel decide acionar uma bandeira tarifária não isenta de cobrança.

Em maio, a reguladora havia decidido manter a bandeira verde (sem cobrança extra) acionada até 31 de dezembro, mas a queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas e a retomada do consumo de energia levaram à revisão da decisão tomada em reunião extraordinária nesta segunda-feira (30).

Bandeiras tarifárias Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias funciona como uma sinalização para que o consumidor de energia elétrica conheça, mês a mês, as condições e os custos de geração no país.

Quando a produção nas usinas hidrelétricas (energia mais barata) está favorável, aciona-se a bandeira verde, sem acréscimos na tarifa. Em condições ruins, podem ser acionadas as bandeiras amarela, vermelha 1 ou vermelha 2.

“Com o anúncio da bandeira vermelha patamar 2 é importante que os consumidores busquem evitar o desperdício de água e energia”, disse o diretor-geral da Aneel, André Pepitone.

Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo.

Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 1,34 por 100 kWh consumidos.

Bandeira vermelha – Patamar 1: condições mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 4,16 por 100 kWh consumidos.

Bandeira vermelha – Patamar 2: condições ainda mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 6,24 para cada 100 kWh.

Fonte: Folhapress

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat