Siga as Redes Sociais

Mundo

Ministra mexicana renuncia após causar atraso em voo

Redação Encarando

Publicado

em

Ocorte de privilégios de políticos e funcionários públicos, bandeira do presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, provocou uma importante baixa em sua equipe de governo com a renúncia da ministra do Meio Ambiente e Recursos Naturais.

Josefa González Blanco foi forçada a entregar o cargo em meio a duras críticas após ter feito uma empresa aérea atrasar a decolagem de um voo comercial que ela estava prestes a perder.

Em sua carta de renúncia, ela admitiu que errou ao provocar atraso aos outros passageiros a bordo. “Não há justificativa. A verdadeira transformação do México exige alinhamento total com os valores de igualdade e justiça”, disse a ministra.

“Ninguém deveria ter privilégios, ou os benefícios de um. Mesmo no cumprimento de seus deveres, não se pode estar acima do bem-estar da maioria”, acrescentou.

O presidente López Obrador afirmou que González Blanco “contou muito honestamente o que havia ocorrido” a ele e “colocou sua renúncia à disposição”. “E eu aceitei”, declarou.

A ministra faria uma viagem a trabalho da Cidade do México para Mexicali, na fronteira com os Estados Unidos, na última sexta-feira (24/05), quando se atrasou por motivos que não foram esclarecidos.

O presidente mexicano contou que, por conta do atraso, González Blanco pediu a um executivo da companhia aérea Aeroméxico – de quem a ministra seria amiga – para manter a aeronave em solo até que ela conseguisse chegar ao aeroporto na capital mexicana.

“Eles tiveram que esperar por ela”, contou López Obrador no último sábado, ao descrever o que chamou de “uma situação muito lamentável”.

Um passageiro que documentou o atraso no Twitter afirmou que o voo 198 da Aeroméxico estava prestes a decolar quando o piloto anunciou que a aeronave teria que retornar ao terminal para buscar um passageiro atrasado após “ordem presidencial”.

O incidente gerou um atraso de 38 minutos. Quando González Blanco embarcou no avião, o passageiro tirou uma foto da ministra e a compartilhou nas redes sociais num post crítico ao que acabara de ocorrer.

Após sua saída do cargo, González Blanco deixou claro que o presidente mexicano não teve qualquer relação com o incidente. “Eu sou a única pessoa a se culpar. O presidente nunca interveio”, escreveu ela no Twitter.

López Obrador tomou posse no México em dezembro passado prometendo liderar uma transformação histórica na sociedade mexicana e governar para o povo.

Ponto importante dessa promessa foi a restrição dos privilégios de políticos e funcionários públicos mexicanos, o que inclui obrigá-los a voar em voos comerciais em vez de em jatos particulares ou helicópteros.

“Não podemos ter um governo rico e um povo pobre”, disse ele, que colocou o avião presidencial à venda na véspera de sua posse.

O presidente também se recusou a viver na antiga residência governamental, já transformada em um centro cultural aberto ao público, e segue na mesma casa em que vivia antes da eleição.

No sábado, ele disse que aceitou a renúncia da ministra do Meio Ambiente porque tal comportamento é incompatível com seu desejo de transformar o México.

“Não podemos falhar em nada. Quando cometemos um erro assim, temos que assumi-lo e renunciar”, afirmou. “Embora possa parecer uma medida drástica, enérgica, não temos o direito de errar em nada.” 

Com informações da Agência Brasil

Mundo

Boxeadora brasileira é suspeita de espancar marido até morte na Suíça

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

A boxeadora brasileira Viviane Obenauf, 34 anos, foi presa por ser a principal suspeita de espancar marido, de 61 anos, até a morte. A dupla estava casada desde o dia 25 de janeiro.

Viviane está sendo investigada. A causa da morte do marido da brasileira foi devido a “ferimentos graves” causados por um objeto contundente no apartamento que dividiam.

O jornal suíço Blick revelou que Viviane já havia sido detida uma vez, em 2016, em uma boate de Londres, depois de socar um homem no rosto porque ele tentou apalpá-la durante as comemorações de seu aniversário.

Um ex-namorado da brasileira contou ao jornal Blick que ela já o agrediu e que seu comportamento violento e explosivo: “Ela sempre teve duas faces. É como apertar um botão”, disse ele.

Fonte: Metrópoles

Continue Lendo

Mundo

Sonda chinesa está a caminho da Terra depois de concluir missão na Lua

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

A sonda espacial chinesa Chang’e 5 deixou nessa quinta-feira (3) a superfície da Lua e já está retornando à Terra, de acordo com imagens transmitidas pela televisão estatal CCTV.

O módulo espacial, que chegou à Lua na terça-feira (1º), deixou o solo lunar às 23h10 de Pequim (15h10 em Lisboa), sendo esta a primeira tentativa de coleta de amostras da superfície lunar em mais de 40 anos, informou o canal.

Se o regresso à Terra correr bem, a China será o terceiro país a recolher amostras lunares, depois dos Estados Unidos e da antiga União Soviética.

As amostras foram recolhidas na superfície da Lua, com a utilização de um braço robótico, e no subsolo, com uma broca que perfurou dois metros, para obter amostras variadas que podem datar de períodos muito diferentes.

A sonda deve pousar na região da Mongólia Interior, no Norte da China, no fim deste mês.

Na terça-feira, a Chang`e 5 pousou com sucesso na área ao norte de Mons Rümker, no Oceanus Procellarum, uma área não visitada até agora por astronautas ou missões espaciais. 

Trata-se do mais recente empreendimento do programa espacial chinês, que enviou o primeiro astronauta ao espaço em 2003 e que tem uma nave a caminho de Marte. O programa visa, eventualmente, a colocar um homem na Lua.

Caso tenha sucesso, será a primeira vez que cientistas obtêm novas amostras de rochas lunares desde que uma sonda soviética pousou na Lua, na década de 70.

A Chang`e 5 foi lançada em 24 de novembro, pelo foguete Longa Marcha-5, que já lançou, em 23 de julho, a primeira missão da China a Marte, a Tianwen-1. A chegada ao planeta vermelho está prevista para maio.

Fonte: Agência Brasil

Continue Lendo

Mundo

Pandemia pode levar 32 milhões de pessoas à extrema pobreza, aponta ONU

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Imagem: Pixabay

O percentual de pessoas que vivem em extrema pobreza nos 47 países mais pobres do mundo aumentará de 32,2% para 35,2% por causa da pandemia do novo coronavírus, o que significará um aumento de 32 milhões de pessoas nessa situação, alerta um relatório das Nações Unidas divulgado nesta quinta-feira (3).

Esses países foram capazes de enfrentar os desafios de saúde da pandemia melhor do que o previsto, devido à sua experiência com epidemias e dados demográficos favoráveis ​​geralmente caracterizados por populações jovens e escassamente povoadas, mas as consequências econômicas foram catastróficas, toma nota do relatório da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad).

A agência explicou que o PIB desses países, em sua maioria africanos, embora também haja nações da Ásia, Oceania e uma americana (Haiti), deve cair 0,4%, quando há um ano deveriam ter um crescimento de 5%.

Entre estes países, os que mais sofreram com a pandemia do novo coronavírus têm sido os mais dependentes do comércio externo, como exportadores de combustíveis (Angola, Chade, Moçambique, Iémen), minerais e metais (Zâmbia e Guiné), vestuário (Bangladesh, Haiti e Nepal) ou destinos turísticos como Vanuatu ou Camboja.


Essa situação representa um retrocesso para as perspectivas de cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e de outros objetivos relacionados à educação, saúde e igualdade de gênero nesses países.

“Os países menos desenvolvidos são o campo onde a batalha da Agenda 2030 será ganha ou perdida”, disseram fontes da Unctad.

O relatório busca chamar a atenção da comunidade internacional para apoiar economicamente esses países, começando pela melhoria de suas capacidades produtivas, que são o principal elemento para alcançar seu desenvolvimento.

Atualmente a ONU considera em “extrema pobreza” os indivíduos e famílias que vivem com menos de 1,9 dólares por dia, cerca de 10 reais.

Fonte: R7 via EFE

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat