Siga as Redes Sociais

Mundo

Alimentos com maconha serão vendidos no Canadá em dezembro

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O Canadá espera iniciar a venda de alimentos com maconha em meados de dezembro, anunciou o governo nesta sexta-feira (14), esclarecendo que produtos como doces e sorvetes, que podem atrair crianças, não serão permitidos.

As novas regras, que se seguem à legalização do uso da maconha aprovado no ano passado, entrarão em vigor no dia 17 de outubro.

Mas as autoridades acreditam que os produtos estarão à venda apenas em meados de dezembro, já que esta nova indústria precisará de tempo para se adaptar aos consumidores.

“As regras adicionais são o próximo passo no processo para reduzir os riscos para a saúde pública e para a segurança da maconha comestível e os extratos de maconha (…), removendo o mercado ilegal destes produtos no Canadá”, disse o representante do governo para a questão, Bill Blair.

Apesar da liberação, não serão permitidos alimentos ou bebidas com maconha com mais de 10 miligramas de THC, o principal composto psicoativo da cannabis. Para extratos, o máximo será de 1.000 mg por embalagem.

As autoridades aconselharão os consumidores a utilizar alimentos ou bebidas com maconha que contenham no máximo 2,5 mg de THC.

A agência governamental Health Canada explicou que os efeitos da maconha ingerida podem tardar até duas horas, no lugar dos segundos após sua inalação.

O efeito da maconha é mais forte quando a droga é ingerida.

Os produtores e distribuidores não poderão anunciar propriedades saudáveis ou dietéticas da maconha ou associá-la a qualquer tipo de bebida alcoólica, o que impedirá a venda da cerveja de cannabis, que algumas empresas estavam desenvolvendo.

Desde a legalização, no dia 17 de outubro, 5,4 milhões de canadenses já compraram maconha, incluindo mais de 600 mil que experimentaram a erva pela primeira vez, segundo a agência de estatísticas do governo.

Fonte: G1

Mundo

Primeiro satélite brasileiro chega à órbita e já transmite dados

Avatar

Publicado

em

O primeiro satélite brasileiro nomeado de Amazônia 1, lançado ao espaço às 1h54 (horário de Brasília) deste domingo (28/2), da Índia, chegou com sucesso à órbita, a 752 quilômetros de altitude da superfície da Terra. Quem anunciou a chegada foi Mônica Rocha, diretora substituta do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O Amazônia-1 foi projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil e faz parte da chamada Missão Amazônia, criada para fornecer dados de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento, especialmente na região amazônica, é a principal região que sofre com o desmatamento e queimadas ilegais.

O satélite foi desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e Agência Espacial Brasileira (AEB) – órgãos ligados ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. O lançamento ocorreu a partir do Centro Espacial Satish Dhawan, na cidade de Sriharikota, na província de Andhra Pradesh, na Índia.

Para o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, que acompanhou cada minuto do lançamento, o satélite representa uma parceria e junção de esforços entre os dois países, Brasil e Índia

“Este momento representa o ápice desse esforço [de desenvolvimento do projeto], feito por tantas pessoas. Esse satélite tem uma missão muito importante para o Brasil. Essa parceria [Brasil e Índia] vai crescer muito. Portanto, muito obrigado pelo lindo lançamento, lindo foguete e por todo o esforço. As bandeiras representam exatamente o que estamos fazendo aqui hoje: uma relação cada vez mais forte”, disse Pontes.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também fez menção, por meio de uma publicação no Twitter, ao lançamento do satélite. “Hoje, às 23:50, diretamente da Índia, lançaremos o Amazônia-1, o primeiro satélite 100% brasileiro”, disse o chefe do Executivo na publicação.

Fonte: Metrópoles


Continue Lendo

Mundo

FBI investiga se roubo de cães de Lady Gaga tem motivação política

Avatar

Publicado

em

O caso do roubo dos cachorros de Lady Gaga chegou ao FBI, a polícia federal dos Estados Unidos. Segundo o The Sun, os agentes estão trabalhando diretamente com o Departamento de Polícias de Los Angeles para resolver o caso.

“Lady Gaga é conhecida, é claro, mas cantou na posse do presidente Biden, o que leva o caso a outro nível. O FBI quer saber exatamente o que motivou este incidente.”, disse uma fonte interna do Departamento de polícia ao The Sun.

O porta-voz do FBI falou: “Embora o Bureau forneça recursos se / onde forem solicitados aos nossos parceiros locais, gostaria de encaminhá-lo ao LAPD para comentários enquanto eles estão conduzindo esta investigação”.

Segundo os investigadores, há a suspeita de motivação política no roubo dos cachorros. A cantora ofereceu US$ 500 mil pelo retorno dos cães. Em reais, a quantia significa R$ 2,7 milhões.

Fonte: Metrópoles

Continue Lendo

Mundo

Primeiro satélite totalmente brasileiro, Amazônia 1 é lançado neste domingo na Índia

Avatar

Publicado

em

O primeiro satélite completamente brasileiro, o Amazônia 1, será lançado na madrugada deste domingo (28). O equipamento foi desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos, e levado para a Índia, onde vai ser lançado. O satélite é o terceiro a formar o sistema Deter e vai auxiliar na observação e monitoramento do desmatamento na região amazônica. 

O Amazônia 1 é o primeiro satélite observação terrestre completamente projetado e operado pelo Brasil. O projeto começou há oito anos e teve investimento de R$ 400 milhões e envolvimento de diversos pesquisadores. 

O satélite tem quatro metros de comprimento e no espaço vai ficar a uma altitude 752 quilômetros. Em órbita, ele vai tirar fotos em alta resolução de todo o território nacional e terá órbita com rota entre os polos norte e sul. 

Do espaço, o equipamento vai enviar sinal para três estações de monitoramento no Brasil. Uma em Cuiabá (MT), a outra em Alcântara (MA) e a terceira em Cachoeira Paulista (SP), e todos os movimentos do satélite serão coordenados de uma outra estação, que fica no Inpe, em São José dos Campos.

Após oito anos para construção, com ameaças de paradas no projeto por falta de orçamento, ele foi concluído para testes em dezembro de 2020. No Inpe, o equipamento passou por uma bateria de análises até a liberação para transporte, no mesmo mês. 

Foi montado um esquema de transporte com o satélite desmontado. Ele foi levado por um avião cargueiro e passou pelo Senegal antes de chegar a seu destino final, na Índia.

Inicialmente, o lançamento estava previsto para o dia 22 de janeiro, mas a data foi remarcada. A mudança foi feita a pedido da equipe de lançamento, que solicitou mais tempo para as etapas finais de preparação. Com isso, a data foi alterada para este domingo (28), às 1h54 da manhã, no horário de Brasília. 

O Inpe vai transmitir o lançamento, com uma cerimônia online marcada para começar às 1h24 deste domingo. Embarcaram para acompanhar o envio do satélite o diretor do Inpe, Clézio de Nardin, e o Ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.

Fonte: G1

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat