Siga as Redes Sociais

Economia

Bancos de montadoras oferecem pausa de 60 dias em financiamentos

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Ginnette Riquelme/Reuters

Assim como os grandes bancos e financeiras, os bancos das montadoras também decidiram aderir à medida da Febraban de pausar parcelas do financiamentos por 60 dias. O objetivo é ajudar clientes a ganharem fôlego financeiro para enfrentar a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Ao menos quatro bancos estão oferecendo a condição a clientes de forma irrestrita: Ford, Volkswagen, Toyota e Peugeot Citroën. A medida vale apenas para clientes com o pagamento das parcelas em dia.

Rafael Saliba, CEO do banco PSA, parte do grupo Peugeot Citroën, aponta que os clientes devem entrar em contato com as centrais atendimento, por email (centralatendbancopsa@psa-finance.com) e telefone, para fazer o pedido de pausa de 60 dias. “Avaliamos até mesmo prazos superiores, mas caso a caso”.

A financeira tem recebido uma grande demanda de pedidos na última semana, desde que a medida foi anunciada pela Febraban. “Recebemos de 300 a 400 pedidos a mais do que recebíamos de postergação de parcelas por dia. Tivemos de ampliar a capacidade de atendimento das nossas centrais”.

O pedido não é aprovado na mesma hora. É necessário formalizar uma documentação, que consiste em assinar um termo aditivo da parcela e enviá-lo por email. Mas Saliba aponta que se após o pedido uma parcela vencer sem que esse processo seja concluído, ela será automaticamente postergada. “O cliente não precisa realizar o pagamento. Não terá de pagar multa por isso”.

A Ford oferece a clientes a possibilidade de transferir para o final do contrato até três parcelas do financiamento. Válida tanto para pessoas físicas como pessoas jurídicas, não é necessário fazer nenhum tipo de comprovação relacionada à saúde ou renda para usufruir da condição.

Os clientes que desejarem aderir devem entrar em contato com a Central de Atendimento da Ford Credit pelos telefones 4004-4581 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 722-4581 (demais localidades) e manifestar a sua intenção. Feito isso, o cliente receberá uma proposta de renegociação de seu financiamento.

Os pagamentos adiados terão correção feita com base em juros de mercado e diluída nas prestações do contrato.

Já a Volkswagen Financial Services oferece a prorrogação do próximo pagamento em até 60 dias, mantendo a taxa atual contratada, no caso de financiamento para clientes de CDC (Crédito Direto ao Consumidor).

Basta acessar o canal Fale Conosco, no Acesso do Cliente, enviar a solicitação pelo combo Renegociação-60 dias ou via Central de Relacionamento (4003-6636 para Capitais e Regiões Metropolitanas e 0800-7701936 para demais localidades).

No Banco Toyota, o cliente que tiver interesse, poderá optar por prorrogar as próximas três parcelas do seu financiamento, que atualmente oferecem taxas de juros a partir de 0,98% ao mês. “O processo é simples, rápido e digitalizado e deve ser feito, preferencialmente, por meio do site do Banco Toyota do Brasil S.A.”, afirma o banco, em nota.

O BMW Group Brasil recomenda que os clientes entrem em contato pelo SAC (0800 019 9797) e promete apoiar individualmente eventuais necessidades.

É importante apontar que as duas parcelas mensais do financiamento do carro zero que serão pagas posteriormente, ao final do financiamento ou diluídas ao longo do prazo restante do contrato, incorrem em pagamento de mais juros, já que o saldo devedor será maior por mais tempo. Ou seja, a opção vale a pena apenas no caso de necessidade e para evitar a tomada de outros empréstimos.

Como esse pagamento adicional de juros varia conforme os juros cobrados, valor das prestações e prazo restante do financiamento, o cliente deve se informar no banco quanto a mais irá pagar pelo financiamento ao optar pela pausa das parcelas.

Fonte: Exame.abril

Economia

Bolsa Família começa calendário 2021 sem auxílio emergencial

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Shutterstock

Começa nesta segunda (18) o calendário de pagamentos do Bolsa Família 2021. Neste mês, mais de 14,2 milhões de famílias de todo o país receberão o benefício social. Segundo o Ministério da Cidadania, o número representa um repasse de R$ 2,7 bilhões.

O valor médio será de R$ 190, 57, em janeiro. Para as famílias que recebiam o auxílio emergencial inicial serão, no mínimo, R$ 400.
Criado para enfrentar a crise econômica durante a pandemia da Covid-19, o auxílio emergencial substituiu o Bolsa Família para quem cumpria os requisitos do benefício emergencial.

As famílias contempladas receberam, primeiro, cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1.200, no caso das mães chefes de família, e, depois, a extensão de R$ 300 ou R$ 600. Sem a prorrogação do auxílio emergencial, as famílias voltam a receber o valor do Bolsa Família.

O pagamento às famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza é feito mensalmente, nos últimos dez dias úteis, de acordo com o dígito final do NIS (Número de Identificação Social). O valor que cada família recebe é a soma de vários tipos de benefício previstos no programa, que dependem da composição (como número de pessoas, idades e presença de gestantes) e da renda familiar.

Podem fazer parte do programa todas as famílias com renda por pessoa de até R$ 89 mensais e famílias com renda por pessoa entre R$ 89,01 e R$ 178,00 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

Segundo o Cidadania, o número de contemplados flutua mensalmente devido aos processos de inclusão, exclusão e manutenção de famílias. “O processo de concessão é impessoal e realizado por meio de sistema automatizado que obedece ao teto das verbas orçamentárias destinadas ao programa”, diz, em nota.

“Já os cancelamentos estão relacionados aos procedimentos rotineiros de averiguação e revisão cadastrais, fiscalização, desligamentos voluntários, descumprimento de condicionalidades, e superação das condições necessárias para a manutenção dos benefícios”, afirma o ministério. Na última década, o número de famílias contempladas tem oscilado entre 13 milhões e 14 milhões.

MUDANÇA NO PAGAMENTO

Desde dezembro, o pagamento do Bolsa Família está sendo migrado para contas-poupanças digitais da Caixa, com acesso pelo Caixa Tem.

De acordo com o governo, mais de nove milhões de pessoas que ainda não têm conta bancária poderão receber o benefício por meio de crédito na conta digital ou continuar a realizar o saque pelo seu cartão Bolsa Família e movimentar os valores pelo aplicativo Caixa Tem.

Segundo o cronograma federal, os beneficiários com NIS de finais 9 e 0 começaram a receber o Bolsa Família pela conta-poupança social digital em dezembro. Em janeiro, é a vez dos benefícios com NIS de finais 6, 7 e 8.

A mudança continua em fevereiro, para os beneficiários de NIS com finais 3, 4 e 5, e termina em março, para NIS de finais 1 e 2.

COMO MOVIMENTAR A CONTA

Os beneficiários do Bolsa Família precisarão acessar o Caixa Tem, sem gerar nova senha. Segundo o Ministério da Cidadania, ela é criada gratuitamente e o usuário pode usar a mesma senha do cartão social.

Após o crédito dos valores será possível fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e o QR Code, por meio das maquininhas disponibilizadas pelo país.

O beneficiário também poderá realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas através da opção “Pagar na Lotérica” do Caixa Tem, além de poder realizar saques da conta com o cartão do Programa Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

A conta não tem taxa de manutenção e oferece ainda um cartão de débito virtual, que exige a geração de um código de segurança a cada compra. O limite mensal de movimentação da conta é de R$ 5.000.

Fonte: Folhapress

Continue Lendo

Economia

BB anuncia programa de demissão voluntária para 5 mil funcionários

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Sede do Banco do Brasil, em Brasília – Foto: Adriano Machado/Reuters

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira (11) a abertura de dois Programas de Demissão Voluntária com a previsão de adesão de cerca de 5 mil funcionários. 

Foi anunciado ainda o fechamento de 361 unidades – 112 agências, 7 escritórios e 242 postos de atendimento – no primeiro semestre deste ano – veja mais informações abaixo

As chamadas modalidades de desligamento incentivado voluntário aos funcionários são as seguintes: 

  • Programa de Adequação de Quadros (PAQ), a fim de otimizar a distribuição da força de trabalho, equacionando as situações de vagas e excessos nas unidades do banco.
  • Programa de Desligamento Extraordinário (PDE), disponível a todos os funcionários do BB que atenderem aos pré-requisitos. 

Os programas possuem regulamentos específicos que estabelecem as regras para adesão, que não foram especificados no fato relevante anunciado aos investidores. 

O número final de adesões, assim como o impacto financeiro, serão informados ao mercado após o encerramento dos períodos de adesão, que ocorrerá até 5 de fevereiro, informa o banco. 

Em julho de 2019, o Banco do Brasil anunciou um plano de desligamento incentivado para promover adequação nos quadros de funcionários, além de regularizar vagas e excessos em dependências e praças, otimizando a distribuição da força de trabalho nas unidades. Aderiram ao PDV 2.367 funcionários.

Caixa reabre PDV após baixa adesão

A Caixa Econômica Federal anunciou um PDV em novembro para o número limite de 7,2 mil empregados – 2,3 mil funcionários manifestaram interessee fizeram adesão à possibilidade de desligamento. Com a baixa adesão, o banco reabriu o programa em dezembro. De acordo com a Caixa, a média de confirmação de adesões aos PDVs varia entre 1,8 mil e 2 mil. 

Fechamento de agências

O Banco do Brasil anunciou que a reorganização da rede de atendimento, incluindo o fechamento de unidades, deve trazer uma economia líquida anual estimada com despesas administrativas de R$ 353 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões até 2025. 

Além do fechamento das 361 unidades, o BB anunciou: 

  • Conversão de 243 agências em postos de atendimento e outros 8 postos de atendimento serão transformados em agências.
  • Transformação de 145 unidades de negócios em Lojas BB, sem a oferta de guichês de caixa, com maior vocação para assessoria e relacionamento.
  • Relocalização compartilhada de 85 unidades de negócios.
  • Criação de 28 unidades de negócios, sendo 14 Agências Especializadas Agro e 14 Escritórios Leve Digital (unidades especializadas no atendimento a clientes com maturidade digital), com aproveitamento de espaços existentes, não envolvendo contratação ou locação de novos imóveis.

Segundo o Banco do Brasil, a reorganização da rede de atendimento tem o objetivo de adequar ao novo perfil e comportamento dos clientes e abrange outros movimentos de revisão e redimensionamento nas diretorias, áreas de apoio e rede, privilegiando a especialização do atendimento e a ampliação da oferta de soluções digitais. 

Fonte: G1

Continue Lendo

Economia

Auxílio: Caixa libera parcelas dos ciclos 5 e 6, dos nascidos em abril

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Caixa realiza, nesta quarta-feira (6), mais uma etapa de saque em dinheiro do Auxílio Emergencial e do Auxílio Emergencial Extensão.

Cerca de 3,4 milhões de beneficiários dos ciclos 5 e 6, nascidos em abril, poderão sacar ou transferir o saldo da Poupança Social Digital. Os recursos creditados são da ordem de R$  2,3 bilhões.

Desse total, R$ 2,1 bilhões são referentes às parcelas do Auxílio Emergencial Extensão e o restante, R$ 200 milhões, às parcelas do Auxílio Emergencial.

O saldo ainda segue disponível para movimentação pelo Caixa Tem, como pagamento de boletos, compras na internet e pelas maquininhas em mais de um milhão de estabelecimentos comerciais.

Saque em dinheiro

Para o saque em dinheiro, o beneficiário preciso fazer o login no App Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos do banco, nas casas lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

Fonte: Agência Brasil

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat