Siga as Redes Sociais

Piauí

SDU monitora Rio Poti para evitar possível rompimento de dique

A Operação Rotas das Águas, VISA evitar riscos causados pelas chuvas em pontos críticos de Teresina.

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU Leste), montou a Operação Rota das Águas, com o objetivo de diminuir os riscos causados pelas chuvas em pontos críticos de Teresina.

De acordo com o gerente de serviços urbanos da SDU-Leste, Renato Lopes, a operação se concentra em pontos dos bairros São João, Satélite, Centro e Recanto das Palmeiras.

“A ação é destinada à manutenção de córregos e bueiros. Infelizmente ainda temos um problema muito grande em relação a alagamentos na capital, porque a população ainda joga muito lixo, entulho e restos de objetos dentro das galerias, fato que contribui para a grande maioria dos alagamentos nesse período”, afirmou o diretor.

Diante das constantes chuvas no Piauí e no Ceará, o órgão também está monitorando as águas do Rio Poti para para evitar um possível rompimento do dique, localizado no bairro São João.

“Estamos monitoramos, em especial, a região do São João, onde nós temos o dique. A região é muito baixa e caso o nível do rio venha a subir muito, a gente já tem nossas bombas feitas a manutenção, a limpeza, aguardando, a qualquer momento, caso esse nível suba, e a gente acione elas para evitar riscos de alagamento naquela região”.

Piauí

Ex-procurador Antônio Gonçalves Vieira morre aos 71 anos

Avatar

Publicado

em

O ex-procurador da Justiça do Piauí , Antônio Gonçalves Vieira, morreu aos 71 anos nessa quarta-feira (02) em Teresina. A causa morte não foi revelada.

O Ministério Público do Estado do Piauí lamentou o falecimento e decretou luto em homenagem a memória do ex-procurador. O MPPI ainda informou que estão suspensos todos os eventos e festividades, assim com as demais atividades institucionais.

Confira a nota!

Com imenso e profundo pesar, o Ministério Público do Estado do Piauí comunica o falecimento do Procurador de Justiça Antônio Gonçalves Vieira, segundo decano entre os integrantes da instituição, patrimônio da História do parquet piauiense, profissional de excelência, querido e admirado entre seus pares e junto à sociedade.

Durante sua profícua e dedicada carreira, exerceu por duas vezes o cargo de Procurador-Geral de Justiça do Estado do Piauí, tendo conquistado diversos avanços para a instituição, entre elas a aquisição da atual sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em 1993. Por sua iniciativa, foi promulgada a Lei Complementar nº 12/1993, a atual lei orgânica do Ministério Público. Atuou diligentemente nos trabalhos da Constituinte de 1988, na construção do novo perfil constitucional do Ministério Público brasileiro, e engajou-se na luta pela isonomia entre a magistratura e a carreira ministerial. Teve atuação decisiva no processo de valorização do orçamento do MPPI, inclusive no atual exercício. Exerceu por quatro vezes a presidência da Associação Piauiense do Ministério Público. Por seu vasto conhecimento histórico, presidiu a Comissão de Memória Institucional do MPPI, que coordenou a inauguração do Memorial.

O Procurador de Justiça Antônio Gonçalves Vieira construiu um valoroso e significativo legado. Foi um líder atencioso, trabalhador, competente, ético e inspirador durante os seus 39 anos de carreira ministerial, tendo conquistado admiração e respeito por onde passou.

A Procuradoria-Geral de Justiça decreta luto oficial de 03 (três) dias em homenagem à sua memória, informando que estão suspensos todos os eventos e festividades, assim com as demais atividades institucionais.

Nossa solidariedade à família enlutada e a todos os integrantes do Ministério Público do Estado do Piauí que tiveram o privilégio da sua convivência e aprendizado. Que neste momento de dor, possamos nos unir ainda mais em torno da memória de trabalho, dedicação e coragem que Dr. Vieira nos legou, e que honramos e agradecemos.

Continue Lendo

Economia

Governo prevê privatizar oito empresas em 2021, como Correios e Eletrobras

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Shutterstock

O governo prevê realizar leilões de desestatização de oito empresas em 2021, entre elas os Correios e a Eletrobras, que passará por um processo de capitalização. Os dois certames, no entanto, ainda dependem de aprovação do Congresso para serem tocados. No caso dos Correios, o projeto de lei que irá permitir a desestatização da empresa ainda nem foi enviado pelo governo ao Legislativo.

A secretária do Programa de Parcerias de Investimentos, Martha Seillier, afirmou nesta quarta-feira (2) que o texto deve ser encaminhado nos “próximos dias”. “PL dos Correios é importante para atrair parceiro privado”, disse Seillier em coletiva à imprensa após a 14ª reunião do conselho do PPI.

A secretária do Programa de Parcerias de Investimentos, Martha Seillier, afirmou nesta quarta-feira (2) que o texto deve ser encaminhado nos “próximos dias”. “PL dos Correios é importante para atrair parceiro privado”, disse Seillier em coletiva à imprensa após a 14ª reunião do conselho do PPI.

A expectativa do governo é de que a privatização das duas estatais aconteça no 4º trimestre de 2021. Sobre a Eletrobras, a secretária do PPI ressaltou que o processo de capitalização é “prioridade” do governo. “A empresa não participa de leilões há anos. Não abriremos mão do objetivo para a Eletrobras”, disse Seillier.

Além das duas empresas, o governo também prevê para 2021 realizar leilões de desestatização da Emgea, Ceasaminas, Porto de Vitória (Codesa), Nuclep, Trensurb e da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Além disso, para o próximo ano, o Executivo planeja avançar com a liquidação da Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF). Para 2022, a expectativa é de que possam ser feitos os certames de desestatização da Serpro, Dataprev e Telebrás.

Fonte: Estadão Conteúdo

Continue Lendo

Teresina

COE decide manter hospitais de campanha de Teresina em funcionamento

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Rômulo Piauilino

Os Hospitais de Campanha Padre Pedro Balzi, na Universidade Federal do Piauí, e João Claudino Fernandes, ao lado do Hospital de Urgência de Teresina, devem continuar funcionando para atender pacientes com Covid-19, em Teresina. A decisão foi tomada durante reunião que aconteceu nesta quarta-feira (02), entre o prefeito Firmino Filho e membros do Centro de Operações em Emergências (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS). Mais cedo, Firmino havia adiantado que o grupo se reuniria, para discutir sobre a possibilidade de paralisação das atividades do Hospital de Campanha Pedro Balzi.

Após o encontro, o gestor ressaltou que a doença continua estável na capital, no entanto, por precaução, o COE recomendou que se mantenha os hospitais em funcionamento.

“O COE entende que há a necessidade de dar continuidade, apesar da pouca utilização, e a Prefeitura acata a decisão. Isso porque nós vivemos em um momento de incerteza em relação a uma possível segunda onda, que nós estamos vendo no restante do mundo”, disse.

A diretora de Assistência Hospitalar da FMS, Jesus Mousinho, lembra que o número de leitos disponíveis nos hospitais caíram desde que foram abertos, devido à demanda que diminuiu. “No hospital Padre Pedro Balzi, por exemplo, o número de leitos diminuiu de 80 para 20, pela queda da demanda. Mas achamos mais prudente deixar o hospital em funcionamento”, afirmou. O hospital já atendeu cerca de mil pacientes, desde que foi inaugurado.

Os dados apresentados pelo COE durante a reunião, mostram que, nos últimos seis meses, o número de pacientes com Covid-19 que chegam ao sistema de saúde sofreu uma queda significativa. Já nos últimos três meses, os dados mostram que o número de casos e internações se estabilizou. No entanto, o infectologista membro do COE, Walfrido Salmito, afirma que é necessário que as autoridades em saúde se mantenham em estado de alerta. “Nós já vemos cidades do sul do país com 80% da ocupação de leitos, então, diante da incerteza se vamos mesmo passar por uma segunda onda, decidimos manter os hospitais abertos”, ressaltou.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat