Siga as Redes Sociais

Piauí

Ao todo 771 pessoas foram vítimas de alagamento em Teresina

Cerca de 236 famílias foram atendidas pela Prefeitura de Teresina e devem ser incluídas no programa Cidade Solidária.

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Cerca de 236 famílias, vítimas dos alagamentos por conta das últimas chuvas, já receberam o atendimento inicial da Prefeitura de Teresina. Ao todo, 771 pessoas foram atendidas. As famílias devem ser incluídas no programa Cidade Solidária para receber o aluguel solidário por parte do município.

As equipes, formadas pela equipe técnica de um dos 19 CRAS da capital, além de representantes das SDU’s e da Semduh, fazem visitas às famílias vítimas de alagamento. A Semcaspi está em regime de plantão para atender as famílias. “Estamos garantindo um atendimento digno para essas famílias que perderam suas residências. As equipes da Prefeitura de Teresina têm trabalhando incansavelmente para garantir o auxílio necessário às pessoas que precisam”, reforça Samuel Silveira, secretário da Semcaspi.

Cerca de 180 servidores da Semcaspi, SDU’s e Semduh estão envolvidos nos monitoramentos e de atendimentos das famílias. O trabalho segue neste domingo (07), visando a inclusão das vítimas no Cidade Solidária.

O programa atende famílias em situações emergenciais de desabrigamentos, em consequência das chuvas, infortúnios, incêndios, alagamento, transbordamento de rios ou lagoas ou ainda, situações de vulnerabilidades temporárias. O trabalho é executado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), das Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU’s) e Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR).

Fonte: PMT

Piauí

Diocese de Campo Maior afasta padre da igreja após descoberta de namoro com mulher

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução/Facebook

A Diocese de Campo Maior afastou de suas funções religiosas o padre Alcindo Saraiva Martins, 31 anos, após tornar público sua relação com uma mulher.

Segundo nota divulgada pela Diocese, o bispo Dom Francisco de Assis, recebeu a denúncia de uma jovem que disse ainda estar grávida do sacerdote. Em uma conversa posterior com o padre, ele não negou o envolvimento com a mulher, porém contestou a tese de gravidez e aborto.

Dias depois, a jovem entregou ao bispo diocesano uma carta escrita e assinada por ela, afirmando que nunca esteve grávida, e que, consequentemente, não houve aborto. Na carta, ela ainda afirma ter usado a gravidez como argumento para continuar mantendo uma relação com o sacerdote.

Considerando as graves denúncias, o atentado ao sexto mandamento e que não houve atentado à vida, o bispo diocesano determinou por meio de decreto a suspensão das funções do sacerdote como pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, ficando ele proibido do uso de ordens em todo o território diocesano. O decreto ainda determinou a obrigação do padre em realizar um tirocínio espiritual extra muro de pelo menos 15 dias, a apresentação do seu cronograma de acompanhamento terapêutico sob o enfoque da psicoterapia do equilíbrio emocional, a perda de suas funções como padre referencial para o Setor Juvenil da diocese, a perda da função de instrutor de disciplina acadêmica no Seminário Propedêutico Diocesano, a suspensão do ofício de chanceler, e que ficasse proibido de falar sobre o assunto“, diz trecho da nota.

Leia na íntegra!

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Diocese de Campo Maior, tendo em vista os fatos divulgados na mídia e que envolvem a pessoa do Padre Alcindo Saraiva Martins, incardinado nesta diocese, presta os seguintes esclarecimentos:

  1. Em meados de julho deste ano, Dom Francisco de Assis, bispo diocesano, recebeu a jovem na Cúria Diocesana. Ela alegava ter possuído um relacionamento com o sacerdote e que estaria grávida. O senhor bispo então pediu que ela apresentasse provas do que havia denunciado.
  2. Em uma conversa posterior com o sacerdote, ele não nega o envolvimento, porém contestou a tese de gravidez e aborto.
  3. Dias depois, a jovem entregou ao bispo diocesano uma carta escrita e assinada por ela, afirmando que nunca esteve grávida, e que, consequentemente, não houve aborto. Na carta, ela ainda afirma ter usado a gravidez como argumento para continuar mantendo uma relação com o sacerdote.
  4. No dia 12 de agosto de 2020, considerando as graves denúncias, o atentado ao sexto mandamento e que não houve atentado à vida, o bispo diocesano determinou por meio de decreto a suspensão das funções do sacerdote como pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, ficando ele proibido do uso de ordens em todo o território diocesano. O decreto ainda determinou a obrigação do padre em realizar um tirocínio espiritual extra muro de pelo menos 15 dias, a apresentação do seu cronograma de acompanhamento terapêutico sob o enfoque da psicoterapia do equilíbrio emocional, a perda de suas funções como padre referencial para o Setor Juvenil da diocese, a perda da função de instrutor de disciplina acadêmica no Seminário Propedêutico Diocesano, a suspensão do ofício de chanceler, e que ficasse proibido de falar sobre o assunto.
  5. Em novo decreto publicado no dia 18 de setembro, Dom Francisco decidiu pela permanência de sua desvinculação de qualquer atividade pastoral e assessorias local ou regional, ficando ele ainda proibido de assistir ou ministrar sacramentos, participar de lives nas redes sociais, e a permanecer em silêncio público sobre o fato, bem como assumir a inteira culpa pelo desgaste a Igreja e às pessoas de boa fé. Foi-lhe autorizado o uso de ordens apenas no território da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré após o dia 1 de outubro e estabelecido a assinatura de um termo se comprometendo a realizar a ruptura com pessoas e fatos que provocaram vergonha e escândalo aos fiéis católicos desta Igreja Diocesana.

Conclama o bispo de Campo Maior à oração e penitência e reafirma o posicionamento desta diocese em defesa da vida. Voltemos o nosso olhar para Deus, que ao mesmo tempo é Justiça e Misericórdia.

Campo Maior, 24 de Outubro de 2020

Setor Diocesano de Comunicação

Continue Lendo

Piauí

PI: Idosa de 84 anos morre após ser atropelada por motociclista que ‘empinava’ moto em via pública

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução

Uma idosa identificada como Maria do Carmo Gomes, de 84 anos, morreu após ser atropelada por um motociclista, na noite dessa segunda-feira (26), no Conjunto Bernardo Rego, na cidade de Esperantina-PI.

Segundo testemunhas, a vítima transitava pela rua, quando foi colhida por um motociclista, que realizava manobras arriscadas em via pública. A idosa sofreu fraturas pelo corpo e quebrou as duas pernas. Ela foi socorrida e encaminhada para o Hospital Estadual Dr. Júlio Hartman, mas acabou não resistindo aos ferimentos.

O motociclista fugiu após o ocorrido sem prestar socorro à vítima e ainda não foi identificado. A Polícia Militar realiza diligências no intuito de localizá-lo.

A Polícia Civil deve investigar o caso.

Com informações do Revista AZ

Continue Lendo

Municípios

Chuva que durou mais de cinco horas alagou ruas e residências em Oeiras

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Oeiras em Foco

A chuva que caiu por mais de cinco horas, na cidade de Oeiras-PI, na madrugada desta terça-feira (27), deixou casas e ruas completamente alagadas, causando transtornos à população.

De acordo com moradores, a chuva começou por volta das 02h30, acompanhada de trovoadas e relâmpagos. Não demorou muito para que os populares fossem às redes redes sociais para reclamar dos prejuízos causados pela longa chuva.

Um grande volume de água submergiu a galeria que passa paralela à Rua Dom Expedito Lopes, no Centro da cidade, nesse mesmo ponto, no cruzamento com a Rua Rafael Farias, algumas pessoas precisaram escoar águas de suas residências. De acordo com a Secretaria de Obras de Oeiras, da cidade, o trecho mais atingido pelo impacto das chuvas foi o anel viário, que liga a BR 230 à PI 143

Assista ao vídeo!

Com informações do Oeiras em Foco

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat