Siga as Redes Sociais

Piauí

Saiba como identificar a qualidade dos alimentos típicos da Semana Santa

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Peixes, crustáceos, ovos de chocolates, estes são alguns itens que fazem parte da lista dos alimentos mais procurados durante o período da Semana Santa. Por isso, a Vigilância Sanitária recomenda que que os consumidores fiquem atentos às condições higiênicas do local de venda, armazenamento, exposição, validade e características dos produtos ofertados, bem como a higiene dos atendentes.

Para isso, a gerente de Vigilância Sanitária da FMS, Jeanyne Seba, dá algumas dicas de como avaliar se os produtos oferecidos estão aptos para consumo, sem causar nenhum prejuízo à saúde.

  • Peixes

Antes de comprar o peixe fresco, é preciso estar atento ao aspecto da carne do pescado, que deve ser resistente à pressão dos dedos, devendo estar com as escamas brilhantes e bem aderidas à pele. Além disso, é preciso verificar a órbita dos olhos do peixe, a cor e o odor do produto. As guelras devem estar úmidas e apresentar coloração de róseo a vermelho brilhante. Além disso, os produtos devem estar refrigerados a uma temperatura máxima de 4°Celsius.

  • Bacalhau

No caso do bacalhau, peixe bastante procurado nesta época, o consumidor deve verificar se o produto não apresenta manchas escuras ou avermelhadas, limosidade superficial, amolecimento e odor desagradável. Eles devem estar acondicionados em locais limpos, protegidos de poeira e insetos. Já as sardinhas em lata devem ser evitadas caso o recipiente esteja amassado ou com a validade vencida.

  • Produtos congelados

Os produtos congelados devem apresentar-se duros e sem sinais de descongelamento, e conservados em temperatura inferior a -18° C.

  • Ovos

Os ovos de chocolates devem ser mantidos em local fresco e arejado. “Evite a compra ao verificar embalagens danificadas, rasgadas, amassadas, quebradas ou vencidas”, aconselha Jeanyne Seba.

Já os ovos de galinha devem apresentar-se limpos, sem sinais de fezes. Deve conter na embalagem nome e endereço do fabricante, data de validade, bem como o selo do serviço de inspeção municipal, estadual ou federal.

De acordo com a gerente, em todos os produtos, é obrigatório conter a marca, dados do fabricante, endereço, lista de ingredientes, datas de fabricação/validade e o número do lote nos rótulos das embalagens. A mesma orientação é válida para os produtos artesanais, que devem estar legalizados pela vigilância sanitária.

“Produtos sem procedência devem ser evitados”, diz a gerente.

A orientação é que a população prefira estabelecimentos licenciados pelos serviços municipais de vigilância sanitária e compre produtos legalizados pelos serviços de inspeção.

“A ingestão de alimentos em más condições de conservação pode causar sérios danos à saúde, sobretudo infecções alimentares”, alerta Jeanyne Seba.

Em caso de irregularidades, o cidadão pode entrar em contato com a GEVISA, ligando para os telefones 3215-9102 ou 3215-9115, de segunda a sexta das 7:30 às 17:30h.

Piauí

Após fase crítica da Covid-19, Piauí registra menor número de óbitos em 24h

Avatar

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou na noite deste sábado (15), que em apenas 24h, 796 casos foram confirmados e 08 mortes, causadas pela Covid-19, foram registradas no Piauí. Ainda conforme a Sesapi, 385 infectados estão na UTI.

Três mulheres e cinco homens não resistiram às complicações da Covid-19. Elas eram de Isaías Coelho (58 anos), Simplício Mendes (63 anos) e Teresina (50 anos). Os do sexo masculino eram de Cajueiro do Praia (77 anos), Currais (86 anos), Cristino Castro (92 anos), Curimatá  (54 anos) e Pedro II  (42  anos). 
  
Dos óbitos acumulados os homens eram Bom Princípio (56 anos), Jose de Freitas (76 anos), Monte Alegre (77 anos), Parnaíba (50, 63 e 84 anos) e Teresina (70 e 85 anos). As mulheres eram Amarante ( idade não informada ), Morro Cabeça do Tempo (77 anos) e Teresina (95 anos).

Os casos confirmados no estado somam 257.230 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 5.515 e foram registrados em 221 municípios.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há  1.137 ocupados, sendo 715 leitos clínicos, 385 UTIs e 37 em leitos de estabilização. 

Continue Lendo

Piauí

Corpo de Bombeiros é acionado para conter chamas em residência na zona leste de Teresina

Avatar

Publicado

em

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para conter um princípio de incêndio em uma residência na tarde deste sábado (15) no bairro Porto do Centro, zona Leste de Teresina. 

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, não houve registro de feridos. Conforme o relato de testemunhas, o fogo iniciou em um colchão após ter sido provocado por uma faísca do fogareiro.

Duas equipes dos bombeiros estiveram no local e controlaram as chamas, evitando que o fogo se espalhasse por outros cômodos da residência.

Continue Lendo

Piauí

Teresina amplia os públicos para imunização com a vacina da Pfizer

Avatar

Publicado

em

Com o recebimento de um novo lote de vacinas do laboratório Pfizer, Teresina amplia a estratégia de imunização por agendamento contra a Covid-19. Com isso, pessoas de 50 a 59 anos portadoras de comorbidades, pessoas de 50 a 59 anos com deficiência permanente, gestantes e puérperas com comorbidades acima dos 18 anos passam a ser contempladas.

As pessoas pertencentes a esses grupos podem acessar o site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/ e agendar o recebimento de sua primeira dose para o período de 17 a 22 de maio. Ao entrar no site, o paciente deve clicar no botão “agendamento público-alvo”, que levará a uma página onde ele deve escolher o público ao qual ele pertence, inserir seus dados pessoais e então escolher local, dia e hora da vacinação.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), responsável pela aplicação das vacinas na capital, está também levando a vacinação a auditórios para que possa contemplar um número maior de pessoas em menos tempo. Para isso, montou equipes que garantirão a logística e segurança requeridas pelo imunizante da Pfizer. “Esses locais, assim como nos hospitais, contarão com equipes médicas de plantão para atender qualquer tipo de intercorrência”, informa a diretora de Atenção Básica da FMS, Laurimary Caminha.

Os auditórios escolhidos são os do Teresina Shopping e Centro Universitário Uninovafapi. Além destes locais, será possível realizar agendamento para os hospitais da Primavera, Buenos Aires, Promorar e Hospital Universitário (HU).

No momento da vacinação, é necessário apresentar um documento pessoal com foto (RG ou CNH); um laudo, declaração ou receita médica que comprove a comorbidade e o cartão de vacina. Para gestantes e puérperas, é pedido ainda que apresente o cartão da gestante ou laudo médico; e para as puérperas, certidão ou declaração de nascimento do bebê. Para pessoas com deficiência permanente, é pedido um laudo médico que comprove sua condição.

Confira a lista de comorbidades que têm direito à vacina contra a covid-19. Mais informações sobre cada uma delas estão disponíveis no Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde:

Diabetes mellitus;

Pneumopatias crônicas graves;

Hipertensão Arterial Resistente (HAR);

Hipertensão arterial estágio 3;

Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;

Insuficiência cardíaca (IC);

Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar;

Cardiopatia hipertensiva;

Síndromes coronarianas;

Valvopatias;

Miocardiopatias e Pericardiopatias;

Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas;

Arritmias cardíacas;

Cardiopatias congênita no adulto;

Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados;

Doença cerebrovascular;

Doença renal crônica;

Imunossuprimidos;

Anemia falciforme;

Obesidade mórbida;

Síndrome de down;

Cirrose hepática.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat