Siga as Redes Sociais

Saúde

Advogada denuncia que hospitais credenciados no IAPEP não estão atendendo pacientes com Covid-19

Avatar

Publicado

em

Uma advogada, identificada como Sara Rana, utilizou as redes sociais para denunciar e informar que os hospitais e clínicas credenciadas do plano de saúde IAPEP não estão atendendo pacientes com suspeita, ou até mesmo diagnóstico de Covid-19.

Conforme Sara Rana, a denuncia foi realizada após ela ter procurado atendimento médico para uma pessoa da família dela que estar com suspeita de reinfecção pelo Sars-CoV-2, o vírus responsável pela Covid-19. “Estou saindo do hospital da ProntoMed, já passei pelo São Marcos, já passei pelo hospital da Unimed, já passei por diversos hospitais e todos são enfáticos em dizer que o plano de saúde IAPEP está suspenso o atendimento para Covid há quatro dias”, explicou.

“(…) Ou seja, quem precisar de atendimento para Covid, com convênio Iapep, vai ter que se direcionar as unidades de atendimento públicos porque nós pagamos por esse plano e não temos acesso à ele. (…) As pessoas estão morrendo em razão da negligência do governo do estado. (…) Eu queria que o governador do estado [Wellington Dias] explicasse o porquê que a pessoas, servidores públicos, pagam pelo plano e não estão podendo usar há quatro dias. Explica aí governador, explica Wellington Dias”, cobrou a advogada Sara.

Sara Rana ainda informou no vídeo que vai judicializar o caso.

Outro lado

O Portal Encarando entrou em contato com a assessoria do Iapep, e por meio de nota, eles informaram que a suspensão do atendimento não foi informada para o instituto. A assessoria ainda esclareceu que houve uma reunião com a rede credenciada na busca de acordo quanto ao percentual de reajuste solicitado pelos hospitais ( de 135%) que prestam atendimento à pacientes com Covid-19, a fim de garantir o atendimento para estes casos. Contudo, não foi possível ainda um acordo.

Confira a nota na íntegra!

O Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Piauí (IASPI), autarquia estadual responsável pela gestão do Plano Médico de Assistência e Tratamento (PLAMTA), esclarece aos usuários do sistema acerca dos últimos acontecimentos que envolvem o Instituto e os hospitais que compõem a rede credenciada ao PLAMTA, sobre uma possível suspensão do atendimento aos segurados do plano em casos de Covid-19:

Em razão da situação pandêmica vivenciada e a crescente taxa de ocupação dos leitos nas unidades de terapia intensiva no Estado do Piauí, o IASPI/PLAMTA promoveu reunião com sua rede credenciada na busca de acordo quanto ao percentual de reajuste solicitado pelos hospitais ( de 135%) que prestam atendimento à pacientes com Covid-19, a fim de garantir o atendimento para estes casos. Contudo, lamentavelmente, diante da postura irredutível e, principalmente, insensível dos hospitais que prestam tal atendimento, não foi possível ainda um acordo.

A direção do IASPI está trabalhando para uma solução imediata, reapresentando uma nova contra proposta de reajuste nas diárias para tratamento de covid, com intuito de compor um acordo e acredita que a tal suspensão não ocorreu de fato, até porque há uma implicação legal com relação a isso, além do Instituto não ter sido notificado com a antecedência de 30 dias.

A direção reitera e vem a público esclarecer que este Instituto não foi informado pela rede credenciada ao PLAMTA sobre a suspensão dos atendimentos aos seus usuários, e reforça que em hipótese alguma os atendimentos de urgência podem ser suspensos.

Coronavírus

Sesapi confirma três casos de variantes do coronavírus no PI

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução/JN

A Secretaria de Estado da Saúde, através da Coordenação de Epidemiologia/CIEVS e o Laboratório Central do Piauí (Lacen), confirmam que foram detectadas no Piauí a variante P.1 derivada da linhagem B.1.1.28 e a variante P.2 derivada da linhagem B.1.1.33, novas cepas do SARS-COV-2. 

Os pacientes são residentes de Teresina nos bairros Nova Teresina, Centro e São Joaquim. Segundo informado, eles relataram terem mantido contato com pessoas oriundas do Maranhão e Amazonas, onde há o registro das mesmas variantes. Um deles tem idade de nove anos, sexo feminino e o outro de 18 anos do sexo masculino. O terceiro paciente é residente no bairro São Joaquim, tem 56 anos e esteve em Pedreiras no Maranhão.

Os exames dos pacientes foram encaminhados ao Lacen Bahia, laboratório de referência para o sequenciamento dos casos do Piauí. Segundo a Coordenadora de Epidemiologia/CIEVS, Amélia Costa, o sequenciamento genético não é um método de diagnóstico. 

“Mas a análise do seu resultado permite quantificar e qualificar a diversidade genética viral circulante no país. Até agora, foram encaminhadas ao Lacen Bahia, 19 amostras provenientes do Piauí. Estamos em constante monitoramento”, diz Amélia.

A Coordenadora chama a atenção da população para a importância seguir os decretos e manter as normas de higiene, evitando aglomerações. “As novas variantes impactam nos números, mas não são as únicas responsáveis pela situação que estamos vivendo. Devemos manter o distanciamento, usar máscaras, álcool e evitar aglomerações”, afirma.

Continue Lendo

Saúde

Mais um hospital é aberto em Parnaíba para tratamento de pacientes com Covid-19

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

A cidade passa a contar, a partir desta segunda-feira (12/04), com o Hospital Nossa Senhora de Fátima para atender a pacientes com Covid-19.

Foram instalados pela Sesapi, 20 leitos clínicos e 10 UTIs exclusivas para o tratamento da doença. A unidade de saúde é mais um anexo do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA).

“Agora a população conta com mais 30 leitos no Hospital Nossa Senhora de Fátima. A transferência de pacientes para a unidade de saúde já começou na noite de domingo (11)”, disse o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

Para a abertura do Hospital Nossa Senhora de Fátima, anexo II do HEDA, a Sesapi também realizou a instalação de um tanque de oxigênio que permite um reforço na estrutura do hospital.

“Estamos estabelecendo as parcerias necessárias, como essa com a Prefeitura de Parnaíba, para que possamos avançar cada vez mais no enfrentamento da Covid-19. Uma de nossas primeiras preocupações foi em relação ao oxigênio, visto que em alguns lugares houveram crises por falta do mesmo, então para podermos abrir tomamos a providência de instalação desse tanque”, afirmou Florentino Neto.

A população de Parnaíba e do território do Litoral, conta a partir de hoje com três unidades de saúde voltadas ao tratamento da Covid-19, são elas: Hospital Dirceu Arcoverde, contemplado com 59 leitos clínicos e 28 UTIs; Hospital Promédica, anexo I do HEDA, com 59 leitos clínicos e dois leitos de estabilização e o Hospital Nossa Senhora de Fátima com mais 20 leitos clínicos e 10 Unidades de Terapia Intensiva.

O Estado do Piauí conta hoje com 471 leitos de Unidade de Terapia Intensiva. O número já superou o total de leitos de UTI existente no pico da primeira onda da pandemia, em agosto de 2020, quando haviam 460 unidades instaladas. Os leitos clínicos disponibilizados para pacientes com a doença são maiores, desde o início da pandemia. Atualmente, são 1.036 leitos, contra 1.034 na primeira onda, no ano passado.

Continue Lendo

Piauí

Fila de espera por leitos de UTI reduz quase 50% no Piauí

Avatar

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) constata no gráfico da Fila de Regulação dos Leitos uma redução de quase 50% de pacientes na fila de espera por leitos de UTI e leitos clínicos nos últimos sete dias. No dia 3 de abril, eram 139 pacientes na fila de espera. Dia 9 de abril, esse número caiu para 80 pessoas. Em relação aos leitos clínicos, a fila era de 41 pacientes à espera de vaga. Dia 9 de abril, o número reduziu para 21 pacientes.

Segundo a Coordenadora da Central de Regulação da Sesapi, Luciane Formiga, essa redução é tranquilizadora, mas não pode ser comemorada. “Vivemos um momento de estabilidade que é um reflexo das medidas restritivas, mas ainda não podemos relaxar porque existem muitos pacientes na fila”, explica Luciane. O Governo do Estado segue empenhado em abrir novos leitos nas regiões com maior incidência da doença, mas é importante a ajuda da população obedecendo as regras.

O Superintendente de Média e Alta Complexidade da Sesapi, Alderico Tavares, pede compreensão da população para atravessarmos esse momento de turbulência. “Mesmo com a redução das filas de UTI, a ocupação de leitos no Estado ainda é superior a 90%, o que não permite uma flexibilização por enquanto. Com as medidas restritivas e a vacinação vamos conseguir reduzir os números que ainda são altos no Piauí”, esclarece o superintendente.

O governador Wellington Dias ressalta que a redução é um bom sinal, mas que a luta contra o vírus ainda deve persistir. “Essa redução na fila é um sinal de que as medidas de contenção no estado estão fazendo efeito, mas também mostra que ainda estamos longe de um cenário seguro”, disse.

Wellington destacou ainda que é necessária a colaboração de toda a população para que a transmissibilidade seja controlada. “Além das medidas que estamos adotando, precisamos que cada um adote as medidas de higiene, uso de máscaras e distanciamento. A vacina é a solução definitiva e, enquanto ela não chega em quantidade suficiente, temos que tomar todos os cuidados”, enfatizou.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat