Siga as Redes Sociais

Política

‘Desmoralizado’, diz Dudu sobre Assis após nacional do PT liberar filiados para votarem em Teresina

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O embate entre o grupo do vereador Dudu e o de Assis Carvalho sobre o direito de voto para as eleições do diretório estadual e municipal da sigla de 2,5 mil filiados, chegou ao fim.

A decisão foi parar no Diretório Nacional do Partido, que, por sua vez, optou por homologar as filiações dos integrantes, que são ligados ao vereador de Teresina.

A informação foi confirmada e comemorada por Dudu. “A justiça foi feita. E o Diretório Nacional mostrou que discorda da conduta autoritária e arrogante do grupo de Assis Carvalho, que saiu desmoralizado”, disse o vereador.

Os diretórios municipal e estadual do PT haviam optado por não homologar os filiados em questão, por afirmar que houve irregularidades no processo de adesão dessas pessoas no partido. Isso gerou um grande atrito dentro da sigla. O vereador Dudu, rebateu a decisão e levou o caso para a Executiva Nacional.

As eleições do partido acontecem neste domingo (08).

Política

Empresário diz que loja de Flávio Bolsonaro fraudava notas fiscais

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Oempresário que vendeu ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) uma loja de chocolates da franquia Kopenhagen afirmou, em depoimento ao Ministério Público do Rio (MP-RJ), que sofreu ameaças ao tentar denunciar que a unidade do filho do presidente Jair Bolsonaro fraudava notas fiscais. A informação foi revelada nesta quinta-feira, 13, pelo Jornal Nacional, que teve acesso ao documento.

De acordo com o depoimento de Cristiano Correia Souza e Silva, a unidade da franquia pertencente a Flávio, localizada em um shopping na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, vendeu produtos por um valor menor do que o preço tabelado pela marca. Panetones, por exemplo, que deveriam custar R$ 100, foram vendidos por R$ 80 no Natal de 2016.

Cristiano denunciou a prática à matriz, que, segundo ele, realizou um procedimento de fiscalização, no qual constatou que as notas fiscais eram emitidas com o preço cheio, mas o cliente pagava um valor menor do que o registrado.

O grupo CRM, detentor da marca Kopenhagen, confirmou que a unidade sofreu advertência e multa pela infração contratual. “O Grupo CRM apurou o caso e, tendo constatado por meio da sua Diretora Comercial à época, que de fato a loja estava praticando uma promoção não autorizada, o franqueado foi imediatamente notificado, advertido e multado de acordo com as cláusulas previstas em contrato”, disse o grupo.

Após denunciar o caso, Cristiano Correia Souza e Silva relatou que ele e sua mulher sofreram ameaças do sócio de Flávio Bolsonaro na unidade, Alexandre Santini, por meio de mensagens, segundo mostrou a reportagem do Jornal Nacional. Ele afirmou ao MP que registrou ocorrência policial, mas deixou o caso de lado por medo.

A loja de Flávio é alvo de investigação de lavagem de dinheiro. Uma das hipóteses em apuração pelo Ministério Público é de que a franquia no shopping tenha sido usada para lavar recursos públicos ilegalmente desviados no suposto esquema de “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Documentos obtidos pelo MP também mostram que a loja recebia mais dinheiro vivo que a média das franqueadas.

Estadão procurou Flávio Bolsonaro por meio de sua assessoria de imprensa. O senador não negou as acusações nem forneceu explicações sobre os motivos que teriam levado sua loja a fraudar as notas fiscais emitidas. Flávio falou em “alucinação de alguns promotores do Rio em persegui-lo”, e disse que, “com isso, buscam atacar sua imagem pública, uma vez que, processualmente, não há nada mais que eles possam fazer.”

O senador disse ainda esperar que o procurador-geral de Justiça do MP/RJ, Eduardo Gussem, “não prevarique e instaure, imediatamente, procedimento para apurar conduta criminosa desses pouco promotores de injustiça por violação de sigilo profissional, uma vez que o processo deveria correr em segredo de justiça, mas é insistentemente, trazido a público, inviabilizando a defesa do Senador dentro do devido processo legal e do contraditório”.

Fonte: Estadão Conteúdo

Continue Lendo

Política

Bolsonaro tem melhor aprovação desde o início do mandato, aponta Datafolha

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: AMANDA PEROBELLI

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atingiu sua melhor avaliação desde o início do mandato, segundo pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal “Folha de S.Paulo” no final da noite desta quinta-feira (13).

A pesquisa indica alta no número de eleitores que consideram o governo ótimo ou bom (aprovação ao governo) e queda entre os que veem o governo como ruim ou péssimo (reprovação). Os percentuais da pesquisa são:

  • Ótimo/bom: 37%
  • Regular: 27%
  • Ruim/péssimo: 34%
  • Não sabe/não respondeu: 1%

A pesquisa Datafolha foi realizada em 11 e 12 de agosto, com 2.065 brasileiros adultos que possuem telefone celular em todas as regiões e estados do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Essa taxa de aprovação de 37% é a maior já registrada desde o início do mandato de Bolsonaro.

Nas pesquisas anteriores, os resultados foram:

  • 23 e 24 de junho: Ótimo/bom: 32%; Regular: 23%; Ruim/péssimo: 44%; NS/NR: 1%
  • 25 e 26 de maio: Ótimo/bom: 33%; Regular: 22%; Ruim/péssimo: 43%; NS/NR: 2%
  • Abril de 2020: Ótimo/bom: 33%; Regular: 26%; Ruim/péssimo: 38%; NS/NR: 3%
  • 2 e 3 de abril de 2019: Ótimo/bom: 32%; Regular: 33%; Ruim/péssimo: 30%; NS/NR: 3%

O instituto também perguntou ao entrevistado se ele confia nas declarações do presidente. O resultado foi:

  • Nunca confia: 41% (anteriormente 46%, 44%, 38%, 43% e 44%)
  • Às vezes confia: 35% (anteriormente 32%, 32%, 37%, 37% e 36%)
  • Sempre confia: 22% (anteriormente 20%, 21%, 21%, 19% e 19%)
  • Não sabe: 2% (anteriormente 2%, 2%, 5%, 1% e 1%)

Fonte: G1

Continue Lendo

Política

Deputada Rejane Dias testa positivo para Covid-19

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

A deputada federal Rejane Dias (PT) está com coronavírus. A informação foi confirmada pela própria parlamentar, através de publicação nas redes sociais, realizada nesta quinta-feira (13). A deputada disse ter começado a sentir sintomas de uma gripe ainda na quarta (12), e ao realizar o exame, confirmou o diagnóstico para a doença.

Rejane afirmou que permanecerá em isolamento em casa e, que seguirá os cuidados e as orientações médicas. Enquanto os seus trabalhos na Câmara, continuarão a serem realizados de forma remota.

“Amigos, recebi o resultado do teste para coronavírus e deu positivo. Desde ontem comecei a sentir sintomas de uma gripe forte, mas que ao longo do dia de hoje foi melhorando. Seguirei com todos os cuidados e seguindo as orientações médicas. Daqui, continuarei trabalhando nas votações da Câmara”, diz a publicação da deputada.

Continue Lendo
Acqua Blu

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat