Siga as Redes Sociais

Política

Bolsonaro diz que ‘está proibido’ de falar em Renda Brasil e afirmou que manterá Bolsa Família

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (15) que no governo dele “está proibido” de falar em Renda Brasil e que o programa Bolsa Família vai continuar em vigor. 

O Renda Brasil chegou a ser discutido no governo como um programa de assistência social para substituir o Bolsa Família. A intenção era aproveitar a experiência do auxílio emergencial, que acaba no fim do ano, e criar um programa que aumentasse o valor do benefício do Bolsa Família. 

No entanto, Bolsonaro e a equipe econômica não conseguiram chegar a um acordo sobre os cortes em gastos do governo que deveriam ser feitos para financiar o novo programa, o que vinha deixando suspensa a criação do Renda Brasil. 

Em entrevista ao G1 no domingo (13), o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, disse que a equipe econômica chegou a estudar o congelamento de benefícios como aposentadorias e pensões. Outra medida discutida foi a redução do seguro-desemprego. 

Ao comentar o tema nesta terça, Bolsonaro disse que cogitar esse tipo de ação é um “devaneio”. 

“E a última coisa, para encerrar: até 2022, no meu governo, está proibido falar a palavra Renda Brasil. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final”, afirmou Bolsonaro em um vídeo publicado em seu perfil no Facebook. https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

“Congelar aposentadorias, cortar auxílio para idosos e pobres com deficiência, um devaneio de alguém que está desconectado com a realidade”, completou o presidente.

Bolsonaro também disse que vai dar um “cartão vermelho” a quem, de dentro do governo, lhe apresentar propostas de congelar aposentadorias ou reduzir benefícios. 

“Quem porventura vier propor para mim uma medida como essa, eu só posso dar um cartão vermelho para essa pessoa. É gente que não tem o mínimo de coração, o mínimo de entendimento [sobre] como vivem os aposentados no Brasil”, ressaltou Bolsonaro.

Fonte: G1

Política

Quem é o piauiense Kassio Nunes Marques, cotado para vaga de Celso de Mello no STF

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Samuel Figueira/TRF 1ª Região

Cotado para ocupar a vaga do ministro Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal (STF), o desembargador federal Kassio Nunes Marques, de 48 anos, tornou-se um dos favoritos do presidente Jair Bolsonaro para assumir o cargo, ele, inclusive, já manifestou a preferência a auxiliares.

Kassio Nunes Marques nasceu em Teresina, no Piauí, em 16 de maio de 1972. Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), especializou-se em Processo e Direito Tributário, pela Universidade Federal do Ceará, fez mestrado pela Universidade Autônoma de Lisboa e cursa doutorado na mesma instituição.

O desembargador começou a carreira jurídica na advocacia. Como advogado, foi indicado em 2008 a uma vaga de juiz do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) e, e m 2011, tomou posse como desembargador federal do TRF-1, nomeado pela então presidente Dilma Rousseff (PT), após ser indicado ao cargo em lista sêxtupla elaborada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Para assumir uma vaga no STF, o candidato precisa ser sabatinado e ter o nome aprovado pelo Senado.

Senador comenta possível indicação

O senador Ciro Nogueira (PP), usou suas redes sociais para comentar a possível indicação de Kassio Nunes Marques ao cargo.

“Como senador do Piauí, tenho certeza de que os outros dois senadores, o governador, a vice, toda a bancada federal, toda a bancada estadual, todos os prefeitos e vereadores e – acima de tudo – todo o povo do nosso estado ficarão honrados com a escolha de um piauiense para o Supremo Tribunal Federal. Não seria nunca uma conquista pessoal, por maiores que sejam as qualificações do indicado. Seria um reconhecimento ao povo do Nordeste e, especialmente, ao talento e à capacidade de todos os piauienses. Por isso estou também na torcida”.

Continue Lendo

Eleições

Confiante, Wellington Dias acredita que aliados terão vitória em dois terços dos municípios

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O governador Wellington Dias (PT), disse acreditar que seus aliados sairão vitoriosos em pelo menos dois terços dos municípios piauienses, onde disputam as eleições.

Confiante, o governador disse ter chegado à conclusão, após avaliar o cenário eleitoral e a forma como os líderes de posição têm conduzido suas ações.

“Há uma avaliação inicial de que temos as condições de ter vitória em dois terço dos municípios. Temos uma quantidade significativa de prefeitos e vereadores. Em alguns lugares temos mais de um líder do nosso campo na disputa. Mas apesar da disputa, nosso objetivo é um projeto comum, e quem se elege dentro do projeto, tem maior facilidade, já que a gestão é um trabalho que se faz em conjunto entre município e estado, integrado com a bancada e o setor público e privado”, destacou.

Continue Lendo

Eleições

Candidata à PMT, Gessy Fonseca fala sobre criação de plataforma de participação popular em Teresina

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação

A candidata à Prefeitura de Teresina, Gessy Fonseca (PSC), falou nesta quarta-feira (30) sobre suas propostas de governo e destacou a criação de uma plataforma digital para envolvimento da população em atividades governamentais, com foco em uma gestão participativa.

Conforme Gessy, a iniciativa irá ajudar a elevar os níveis de transparência e tornará a cidade ‘socialmente mais justa’.

“Essa proposta nasceu após a análise de determinadas ações que foram impostas na nossa cidade, que atrapalharam mais do que ajudaram a população. Como por exemplo, a proibição de estacionamento e a criação de faixa exclusiva de trânsito na Avenida José Francisco de Almeida Neto, a Avenida Principal do Dirceu. Essa medida arbitrária provocou fortes mudanças no comércio da região, com fechamento, e migração de lojas para outros bairros da cidade. Enfraquecendo a economia local”, explicou.

A candidata ainda defende a participação da população no processo político do município, não só no período eleitoral, mas durante toda a gestão.

“A plataforma digital será o canal de comunicação com a sociedade, e através dela receberemos sugestões de propostas legislativas, participação virtual com perguntas em audiências públicas para que as pessoas sejam consultadas sobre matérias que tramitam na casa. O povo teresinenses merece ser ouvido antes de tomada de decisões que afetam diretamente as suas vidas”, afirma.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat