Siga as Redes Sociais

Política

Temer pode ser transferido da PF para quartel nesta segunda-feira

Redação Encarando

Publicado

em

Após manifestações favoráveis do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e da PM, a juíza substituta da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, Caroline Figueiredo, pode autorizar nesta segunda-feira (13) a transferência do ex-presidente Michel Temer (MDB) — atualmente preso na sede da PF em São Paulo — para unidade do Comando de Policiamento de Choque da Polícia Militar de São Paulo.

O emedebista cumpre prisão preventiva no âmbito da Operação Descontaminação, braço da Lava Jato no Rio. Os pareceres das autoridades concordam com pedido da defesa do ex-presidente, que requereu a ele uma Sala de Estado Maior.

Na sexta-feira (10) a Polícia Federal já havia pedido à juíza federal substituta da 7ª Vara Criminal, Caroline Vieira Figueiredo, autorização para transferir Temer.

“Desta forma, solicitamos autorização de Vossa Excelência para a transferência imediata do preso para a sala de Estado Maior localizada no Comando de Policiamento de Choque, da Polícia Militar do Estado de São Paulo”, afirmou o delegado da PF em São Paulo Luiz Roberto Ungaretti Godoy.

A Procuradoria da República no Rio afirmou que “a condição de ex-presidente do preso impõe que esse MM. Juízo, enquanto não formada em definitivo a sua culpa, adote medidas condizentes com sua segurança e a dignidade do cargo que ocupou até 31/12”. “Na cidade de São Paulo, segundo informado pela Polícia Federal (fl. 6160) o local adequado para tal custódia é a sala de Estado Maior localizada no Batalhão Romão Gomes, da Polícia Militar do Estado de São Paulo”.

Fonte: R7

Eleições

Candidata à PMT, Gessy Fonseca fala sobre criação de plataforma de participação popular em Teresina

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação

A candidata à Prefeitura de Teresina, Gessy Fonseca (PSC), falou nesta quarta-feira (30) sobre suas propostas de governo e destacou a criação de uma plataforma digital para envolvimento da população em atividades governamentais, com foco em uma gestão participativa.

Conforme Gessy, a iniciativa irá ajudar a elevar os níveis de transparência e tornará a cidade ‘socialmente mais justa’.

“Essa proposta nasceu após a análise de determinadas ações que foram impostas na nossa cidade, que atrapalharam mais do que ajudaram a população. Como por exemplo, a proibição de estacionamento e a criação de faixa exclusiva de trânsito na Avenida José Francisco de Almeida Neto, a Avenida Principal do Dirceu. Essa medida arbitrária provocou fortes mudanças no comércio da região, com fechamento, e migração de lojas para outros bairros da cidade. Enfraquecendo a economia local”, explicou.

A candidata ainda defende a participação da população no processo político do município, não só no período eleitoral, mas durante toda a gestão.

“A plataforma digital será o canal de comunicação com a sociedade, e através dela receberemos sugestões de propostas legislativas, participação virtual com perguntas em audiências públicas para que as pessoas sejam consultadas sobre matérias que tramitam na casa. O povo teresinenses merece ser ouvido antes de tomada de decisões que afetam diretamente as suas vidas”, afirma.

Continue Lendo

Política

Três deputados testam positivo para covid-19 e sessões presenciais na Alepi voltam a ser suspensas

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Os deputados B. Sá Filho (PP), Firmino Paulo (PP) e Liziê Coelho (MDB), testaram positivo para coronavírus. Por conta disso, o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), deputado Themístocles Filho (MDB), voltou a suspender as sessões presenciais na Casa, que seguirão acontecendo de forma virtual.

Com isso, 15 dos 30 parlamentares que compõem o Legislativo, já testara positivo para a doença.

Continue Lendo

Política

Bolsonaro: “O auxílio emergencial, infelizmente para os demagogos e comunistas, não pode ser para sempre”

Karytha Leal

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez uma série de publicações em conta oficial no Twitter, na manhã desta terça-feira (29/9), afirmando que o auxílio emergencial não pode ser para sempre.

“O auxílio emergencial, infelizmente para os demagogos e comunistas, não pode ser para sempre”, afirmou o presidente.

Bolsonaro ainda negou estar preocupado com a reeleição em 2022 e criticou as medidas de isolamento social que, segundo ele, deixaram um rastro de milhões de desempregados.

“Minha crescente popularidade importuna adversários e grande parte da imprensa, que rotulam qualquer ação minha como eleitoreira. Se nada faço, sou omisso. Se faço, estou pensando em 2022“, escreveu.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat