Siga as Redes Sociais

Esporte

Tenista brasileiro Thiago Wild contrai novo coronavírus

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação/Rio Open

Sensação do tênis brasileiro neste início de ano, Thiago Wild anunciou na noite desta terça-feira que contraiu o novo coronavírus. O atleta de 20 anos disse se sentir bem e pediu atenção à doença através de mensagem nas redes sociais.

“E aí galera, to passando aqui para avisar que acabei de contrair o covid-19. Meu resultado saiu hoje (terça). Há uns dez dias eu tive alguns sintomas, tive febre, fiquei um pouco gripado. Mas daqui a pouco, pelo período de incubação da doença, já vai passar… Vou ficar bem”, declarou.

Wild, que não enfrentou nenhuma complicação da doença, disse estar perto de se recuperar totalmente. “Já venho me sentindo bem nos últimos dias, mas tô passando aqui para alertar todo mundo que tem que ficar em casa, tem que tomar cuidado com isso. É uma doença séria, mas que pode ser controlada com força de todo mundo”, afirmou.

Uma das promessas do tênis brasileiro, o tenista paranaense surpreendeu no mês passado ao se sagrar campeão do Torneio de Santiago, no Chile. Ao faturar seu primeiro título ATP na carreira ainda com 19 anos, ele se tornou o mais jovem brasileiro a ganhar um troféu deste nível, superando Gustavo Kuerten, campeão pela primeira vez aos 20 anos.

A conquista o levou ao 114º posto do ranking da ATP, figurando agora na posição de número dois do Brasil, atrás apenas de Thiago Monteiro.

Antes de Wild, três atletas brasileiros haviam testado positivo para o novo vírus: o pivô Maique, do time de basquete do Paulistano, e os jogadores de futebol Jonathas de Jesus e Dori. Jonathas, ex-Corinthians, mora na Espanha, onde defende o Elche na segunda divisão nacional. E Dori, formado na base do Fluminense, joga no futebol chinês.

Fonte: Estadão Conteúdo

Esporte

Jogos Olímpicos de Tóquio são reagendados, e abertura acontecerá em julho de 2021

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: ISSEI KATO / REUTERS

Após ser adiado por conta da pandemia do novo coronavírus, os Jogos Olímpicos de Tóquio têm nova data definida para serem realizados: de 23 de julho a 8 de agosto de 2021 na capital japonesa. O acordo foi alcançado nesta segunda-feira, em consenso após reunião entre o Comitê Executivo do COI e o Comitê Organizador de Tóquio 2020. As Paralimpíadas acontecerão entre 25 de agosto e 6 de setembro.

– Quero agradecer às Federações Internacionais pelo apoio unânime e às Associações Continentais dos Comitês Olímpicos Nacionais pela grande parceria e pelo apoio no processo de consulta nos últimos dias. Também gostaria de agradecer à Comissão de Atletas do COI, com quem mantemos contato constante. Com este anúncio, estou confiante de que, trabalhando em conjunto com o Comitê Organizador de Tóquio 2020, o Governo Metropolitano de Tóquio, o Governo Japonês e todas as nossas partes interessadas, podemos superar esse desafio sem precedentes. Atualmente, a humanidade se encontra em um túnel escuro. Estes Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 podem ser uma luz no fim deste túnel – disse Thomas Bach, em comunicado oficial divulgado pelo COI.

As novas datas foram escolhidas após uma teleconferência entre Thomas Bach, presidente do COI, e Shinzo Abe, Primeiro-Ministro do Japão, “para resguardar a segurança de atletas, técnicos e de todos que participariam diretamente ou indiretamente das competições”.

Presidente do Comitê de Tóquio 2020, Yoshiro Mori afirmou ter recebido uma ligação do Comitê Olímpico Internacional pedindo a confirmação da data. A 32ª edição do megavento tem previsão de contar com 11 mil atletas de pelo menos 204 países.

Em 24 de março deste ano, os Jogos foram adiados devido a pandemia do novo coronavírus. A ideia sempre foi realizar a remarcação para meados de 2021 – a disputada na primavera de 2020 foi totalmente descartada.



Confira o comunicado oficial do COI:

“As lideranças dos principais partidos se reuniram via conferência telefônica hoje cedo, com a presença do presidente do COI, Thomas Bach, do presidente Mori Yoshiro, do Comitê Olímpico Tóquio 2020, do governador de Tóquio, Koike Yuriko, e do ministro olímpico e paralímpico Hashimoto Seiko, que concordaram com o novo cronograma.

Essa decisão foi tomada com base em três considerações principais e em conformidade com os princípios estabelecidos pelo Conselho Executivo do COI, em 17 de março de 2020, confirmados em sua reunião de hoje. Estes foram apoiados por todas as Federações Esportivas Olímpicas Internacionais de Verão e todos os Comitês Olímpicos Nacionais:

1. Proteger a saúde dos atletas e de todos os envolvidos e apoiar a contenção do vírus COVID-19.

2. Resguardar os interesses dos atletas e do esporte olímpico.

3. O calendário internacional dos esportes.

Essas novas datas dão às autoridades de saúde e a todos os envolvidos na organização dos Jogos o tempo máximo para lidar com o cenário em constante mudança e com as perturbações causadas pela pandemia do COVID-19. As novas datas, exatamente um ano após as originalmente planejadas para 2020 (Olimpíadas em 24 de julho a 9 de agosto de 2020, e Paralimpíadas em 25 de agosto a 6 de setembro de 2020), também têm o benefício adicional de que qualquer problema que o adiamento cause ao calendário esportivo internacional pode ser reduzido ao mínimo, algo que interessa aos atletas e as Federações Internacionais. Além disso, eles fornecerão tempo suficiente para concluir o processo de qualificação. As mesmas medidas de mitigação de calor planejadas para 2020 serão implementadas.

Em uma teleconferência na terça-feira, 24 de março de 2020, com base nas informações fornecidas pela OMS na época, o presidente do COI Thomas Bach e o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe concluíram que os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 seriam realizados em sua forma completa e até o verão de 2021 O Primeiro Ministro reiterou que o governo do Japão está pronto para cumprir sua responsabilidade de sediar os Jogos com sucesso. Ao mesmo tempo, o presidente do COI, Thomas Bach, enfatizou o compromisso total do COI com os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Após a decisão de hoje (segunda-feira, 30), o Presidente do COI disse: “Quero agradecer às Federações Internacionais pelo apoio unânime e às Associações Continentais dos Comitês Olímpicos Nacionais pela grande parceria e pelo apoio nas consultas feitas nos últimos dias. Também gostaria de agradecer à Comissão de Atletas do COI, com quem mantemos contato constante. Com este anúncio, estou confiante de que, trabalhando em conjunto com o Comitê Organizador de Tóquio 2020, o Governo Metropolitano de Tóquio, o Governo Japonês e todas as nossas partes interessadas, podemos superar esse desafio sem precedentes. Atualmente, a humanidade se encontra em um túnel escuro. Estes Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 podem ser uma luz no fim deste túnel. ”

Fonte: Extra

Continue Lendo

Esporte

Jogador do Ajax que teve arritmia em campo acorda após 2 anos e 9 meses em coma

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Appie teve um colapso em 2017 durante amistoso — VI Images via Getty Images

O jogador Abdelhak Nouri, mais conhecido como Appie, acordou após 2 anos e 9 meses em coma. A informação foi dada pelo irmão do atleta, Abderrahim, em entrevista ao programa de TV De Wereld Draait Door.

Appie colapsou em campo após sofrer uma arritimia cardíaca em julho de 2017 durante um amistoso entre Ajax, sua equipe, e Werder Bremen e, desde então, estava em estado de coma. A família chegou a anunciar que uma recuperação seria milagrosa e a situação do jogador era dada como irreversível, mas o atleta venceu a batalha.

“Ele não está em coma mais. Ele dorme, come e arrota de vez em quando, mas ainda é extremamente dependente de nós”, disse Abderrahim. “Ele está em casa e devo dizer que desde que voltou para casa está indo bem melhor do que no hospital”.

O irmão também contou que Appie assiste a partidas de futebol e, inclusive, reage a alguns lances. “Uma certa forma de comunicação é possível, por exemplo, na forma de levantar as sobrancelhas. Mas esse esse é o melhor esporte para ele”, comentou.

Atualmente com 22 anos, o holandês era uma grande promessa da base do Ajax.

Fonte: ESPN

Continue Lendo

Esporte

Zoca, irmão mais novo de Pelé, morre aos 77 anos

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto/Montagem: GE

Morreu no final da noite de quarta-feira, aos 77 anos, Jair Arantes do Nascimento, o Zoca, irmão mais novo de Pelé. Ele lutava contra um câncer de próstata e estava internado no hospital Casa de Saúde de Santos, no litoral paulista. A informação foi confirmada pela assessoria pessoal do Rei do Futebol e divulgada pelas redes sociais do Santos.

O velório será realizado na tarde desta quinta-feira, no cemitério Memorial Necrópole Ecumênica, também em Santos, em cerimônia restrita. Ainda não há confirmação da presença de Pelé, que não costuma participar de velórios e, recentemente, tem evitado aparições públicas por conta de sua saúde. Em março de 2019, não foi ao enterro do ex-companheiro de ataque Coutinho. Na ocasião, alegou compromissos comerciais em São Paulo.

Zoca, que deixa um filho, completaria 78 anos no dia 22 de julho. A exemplo de Pelé, teve uma carreira no futebol, mas apenas em uma curta passagem pelo Santos, principalmente no time de aspirantes, no início da década de 1960. Ao todo foram 15 partidas e quatro gols marcados. Depois, passou a cuidar de algumas das empresas do irmão. O Rei do Futebol ainda tem outra irmã, Maria Lúcia Arantes do Nascimento Magalhães.

“Jair Arantes do Nascimento, o Zoca, irmão do nosso Rei, faleceu na noite desta quarta, aos 77 anos. Zoca chegou a atuar na base do Peixão quando era mais novo. Sentimentos ao nosso ídolo Pelé e a toda sua querida família. Descanse em paz, Zoca. Obrigado por tudo!”, escreveu o Santos em seu Twitter.

Fonte: Estadão Conteúdo

Continue Lendo
Acqua Blu

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat