Siga as Redes Sociais

Mundo

Índia impõe isolamento a 1,3 bilhão de pessoas

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Indianos que não respeitaram isolamento são obrigados a fazer agachamentos com as mãos nas orelhas na ruas de Ahmedabad, na Índia, em 24 de março de 2020 — Foto: Amit Dave/Reuters

A Índia vai começar o maior isolamento de população do mundo, anunciou o primeiro-ministro Narendra Modi em uma transmissão pela TV nesta terça-feira (24). Ele pediu para que a população de 1,3 bilhão de pessoas fique em casa ou arrisque se infectar pelo Sars-Cov-2, o novo coronavírus.

Modi prometeu direcionar US$ 2 bilhões (cerca de R$ 10,16 bilhões) para o sistema de saúde do país.

“Para salvar a Índia e todos os indianos, vai haver uma proibição total de saídas de suas casas”, ele afirmou. Se o país fracassar no controle do coronavírus nos próixmos 21 dias, poderá ficar 21 anos atrasado, ele complementou.

Com essa medida, cerca de um quinto da população do mundo está em isolamento.

Há 469 casos ativos de Covid-19 na Índia, além de 10 mortes. As autoridades insistiram que não há evidência de transmissões domésticas, mas conduziram poucos testes para checar a presença da doença na população.

A Índia aumentou paulatinamente as ordens para que as pessoas fiquem em casa, e proibiu voos internacionais e domésticos, além de ter suspendido os serviços de transporte ferroviário para passageiros.

Os trabalhadores de hospitais, polícia e imprensa estão isentos das regras de isolamento, e mercados de comida e farmácia permanecerão abertos.

Modi classificou a nova regra de “fechamento total” e não disse quais serviços são exceções, mas disse que todos os passos foram dados pelo Estado para garantir a oferta de itens essenciais”.

Mundo

Espanha tem 838 mortes por Covid-19 em 24 horas, segundo recorde em dois dias

Redação Encarando

Publicado

em

A Espanha teve 838 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, divulgou o Ministério da Saúde do país neste domingo (29). O número é o segundo recorde diário nos últimos dois dias: entre sexta-feira (27) e sábado (28), o país havia registrado 832 mortes, número mais alto até então.

Ao todo, 6.528 pessoas morreram por Covid-19 no território espanhol. O número é o segundo maior no mundo, menor apenas que o da Itália – que teve 10.023 mortes, segundo monitoramento da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

Neste domingo, o número de infecções pelo novo coronavírus chegou a 78.797 na Espanha, 6.549 a mais do que as registradas até sábado, quando havia 72.248 casos. A quantidade de registros da doença na Espanha é a quarta maior do mundo – atrás de Estados Unidos, Itália e China.

Fonte: G1


Continue Lendo

Mundo

OMS diz que não dá para prever quanto tempo pandemia vai durar

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Denis Balibouse/Reuters

A OMS voltou a destacar nesta sexta-feira (27) a necessidade das medidas de isolamento social para conter as infecções pelo novo coronavírus, alertando que não é possível saber quanto tempo a pandemia vai durar e que estamos entrando em um campo de incertezas. 

O foco das atuações de cada país devem ser sempre o “máximo controle da doença e impacto mínimo na economia e na vida das pessoas”, disse o doutor Michael J. Ryan, diretor-executivo do Programa de Emergências Globais da OMS.

O diretor-geral, Tedros Adhanom, também confirmou que a doença já deixou mais de 500 mil pessoas  doentes e o número de mortos passou de 20 mil. Mais de 100 mil pacientes já se recuperaram.

Pessoas com sintomas leves são maiores transmissores

Na manhã de hoje, o diretor teve uma reunião com mais de 50 ministros da saúde do mundo para discutir como a doença está sendo acompanhada e tratada. Ele destacou as ações na China, Coreia do Sul, Japão e Singapura para identificar os casos, isolar os doentes, acompanhar os movimentos e o sucesso nas quarentenas.

A organização também reforçou a importância do distanciamento social, de ficar em casa e lavar as mãos ao falar que pessoas que apresentam sintomas iniciais ou muito leves são os principais transmissores da doença. Estas pessoas não procuram atendimento médico e costumam não ser identificadas como infectadas, mas mesmo podem passar a doença.

Segundo os especialistas, o termo assintomático é ruim para explicar a transmissão do coronavírus, já que as pessoas estão na fase inicial da doença, mas já estão infectados.

Ajuda do G20

Tedros agradeceu a ajuda trilionária do G20, que vai investir na cura e no tratamento da pandemia. Até agora não existe uma vacina para o coronavírus, e o diretor da OMS disse que a previsão para o aparecimento de uma é em até 18 meses.

Fonte: R7

Continue Lendo

Mundo

Boris Johnson testa positivo para coronavírus

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, testou positivo para o novo coronavírus. Pelo Twitter, o premiê afirmou que desenvolveu sintomas leves nos últimos dias e que está em isolamento.

“E agora estou em isolamento, mas continuarei a liderar a resposta do governo via videoconferência enquanto lutamos contra esse vírus”, escreveu o chefe de Estado, de 55 anos, que é o primeiro grande líder mundial a divulgar o resultado positivo de um teste de Covid-19.

O premiê ainda divulgou um vídeo em que afirma que está com um pouco de febre e “tosse persistente”. “Estou trabalhando de casa e me isolando. Isso é a coisa certa a se fazer”, disse.

Ele ainda agradeceu o sistema público de saúde do Reino Unido por estar trabalhando para ajudar o país a atravessar a pandemia, e reiterou que ficar em casa é fundamental para impedir a propagação do vírus: “Fique em casa e salve vidas”.

Fonte: Veja

Continue Lendo
Acqua Blu

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat