Siga as Redes Sociais

Mundo

Por engano, EUA deram 1,4 bilhão de dólares em auxílio para pessoas mortas

Karytha Leal

Publicado

em

O Gabinete de Responsabilidade do Governo dos Estados Unidos descobriu nesta quinta-feira, 25, que a administração de Donald Trump entregou mais de 1 milhão de bolsas de auxílio emergencial do coronavírus, no valor de 1,4 bilhão de dólares, a pessoas mortas.

Com pressa de injetar dinheiro na economia, o Departamento do Tesouro se apressou para disponibilizar cerca de 270 bilhões de dólares em pagamentos de estímulo, como parte de um pacote de resgate no valor de 2,6 trilhões de dólares, aprovado em março. Contudo, segundo reporta o jornal americano The New York Times, uma parcela do dinheiro acabou no lugar errado, causando gastos desnecessários para o governo.

Segundo o relatório do gabinete, o erro foi do serviço de receita do governo (chamado IRS). Geralmente, registros de óbito da Administração do Seguro Social são verificados para evitar pagamentos indevidos, mas, no furor de adiantar os três primeiros lotes de pagamentos do auxílio, isso não foi observado.

A falha ocorreu por causa de uma interpretação da lei que autorizou o pagamento da ajuda federal. Foi determinado que a IRS não tinha autoridade legal para negar o crédito às pessoas que declararam imposto de renda em 2019 e registraram-se para retribuição.

Comente

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Ministério Público da Bolívia pede prisão de Evo por terrorismo

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

© Reuters

O Ministério Público da Bolívia pediu nesta segunda-feira (6) a detenção e a extradição do ex-presidente Evo Morales, por uma acusação de terrorismo. Evo, que renunciou há oito meses, vive com o status de refugiado em Buenos Aires.

A acusação foi emitida por uma comissão de promotores anti-corrupção, por conta do chamado “caso áudio”, que investiga uma gravação telefônica em que o ex-presidente convoca apoiadores na Bolívia a bloquear ruas e estradas durante as tensões que ocorreram depois de sua saída do país por pressão do Exército.

Esses áudios revelam conversas de Evo Morales com o ativista e dirigente cocaleiro Faustino Yucra.

“De acordo com as investigações, é evidente que o chefe de Estado e Yucra mantiveram comunicação mediante chamadas telefônicas no dia 14 de novembro de 2019, desde a Cidade do México [onde Evo esteve, antes de ir para a Argentina] até El Torno, na Bolívia, onde estava Yucra”, diz o comunicado do Ministério Público.

“Nessa conversa, Morales instruiu o dirigente cocaleiro a cometer atos ilícitos durante os episódios violentos registrados no país a partir do dia 10 de novembro.”

Na gravação, a voz identificada como sendo a de Evo diz: “Irmão, que não entre comida nas cidades, vamos bloquear, armar um cerco de verdade”.

Em entrevista recente à Folha de S.Paulo, o candidato à Presidência Carlos Mesa confirmou que há evidências de que Evo esteve por trás dos levantamentos populares contra a posse da interina Jeanine Añez, inclusive causando bloqueios em sistemas de abastecimento de comida e de coleta de lixo.

“Nessa conversa, Morales instruiu o dirigente cocaleiro a cometer atos ilícitos durante os episódios violentos registrados no país a partir do dia 10 de novembro.”

Na gravação, a voz identificada como sendo a de Evo diz: “Irmão, que não entre comida nas cidades, vamos bloquear, armar um cerco de verdade”.

Em entrevista recente à Folha de S.Paulo, o candidato à Presidência Carlos Mesa confirmou que há evidências de que Evo esteve por trás dos levantamentos populares contra a posse da interina Jeanine Añez, inclusive causando bloqueios em sistemas de abastecimento de comida e de coleta de lixo.

Fonte: Reuters

Continue Lendo

Mundo

Suíça restringe visitantes do Brasil e de mais 28 países

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Denis Balibouse/Reuters

A partir de 6 de julho, viajantes de 29 países que quiserem ir à Suíça terão que se registrar com as autoridades e se autoisolar para evitar um ressurgimento do coronavírus, anunciou o governo suíço nessa quinta-feira (2).

A lista inclui, entre outros, os Estados Unidos, a Suécia, o Brasil e a Rússia, que foram classificados como países com alto risco de infecção.

Os visitantes com passagem nessas nações nos 14 dias anteriores terão que notificar as autoridades suíças de imediato, ao chegar, e ficar dez dias em quarentena, segundo o governo.

A lista inclui ainda Argentina, Chile, Colômbia, Arábia Saudita, África do Sul e Sérvia e será revisada continuamente.

O número de infecções começou a aumentar na Suíça nos últimos dias, provocando o receio de uma segunda onda de covid-19, mas suas fronteiras com Itália, Áustria, Alemanha e França estão abertas no momento.

O país, que suspendeu muitas de suas restrições, entre elas a reabertura de escolas e lojas, teve 31.967 testes positivos de covid-19 e 1.686 mortes até agora.

A Suíça faz parte do Espaço Schengen de 26 nações, que normalmente não têm verificações nas fronteiras. As viagens irrestritas entre a Suíça e todos os outros membros do Schengen estão permitidas, exceto a Suécia, que consta da lista governamental.

Fonte: Agência Brasil

Continue Lendo

Mundo

Morre Georg Ratzinger, irmão do Papa emérito Bento XVI

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

© DR

Georg Ratzinger, o irmão mais velho do Papa Bento XVI, morreu aos 96 anos, segundo informações divulgadas pela Santa Sé.

Ratzinger morreu na Baviera, Alemanha, duas semanas depois de ter recebido uma visita do Papa emérito, que não saía da Itália desde 2013.

Segundo a imprensa internacional, o ex-Papa, que tem 93 anos, viajou no dia 18 de junho até à Alemanha para visitar o seu irmão que já se encontrava fisicamente debilitado há algum tempo.

Esta foi, aliás, a primeira viagem de Bento XVI após a sua renúncia em 2013.

Fonte: Notícias ao Minuto

Continue Lendo
Acqua Blu

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat