Siga as Redes Sociais

Piauí

Curiosidade: Teresina tem quase 150 mil cães e gatos, aponta Censo Animal da FMS

A pesquisa teve como objetivo dimensionar a população canina e felina para fomentar campanhas educativas e de saúde.

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Quase 150 mil cães e gatos em Teresina. Este é o número estimado pelo primeiro Censo Animal, divulgado hoje (18) pelo Centro de Zoonoses de Teresina. A pesquisa teve como objetivo dimensionar a população canina e felina do município e utilizar os dados obtidos para fomentar campanhas educativas e de saúde.

A pesquisa aponta um total de 148.943 animais na cidade, dos quais 111.987 são cães e 36.956 são gatos, entre domiciliados, semidomiciliados e animais de rua. O resultado leva a uma média de um cão para cada 7,7 habitantes da capital e um gato para cada 23,23 teresinenses. Ainda segundo o censo animal, 47,1% das residências em Teresina possuem um pet, sendo 37,6% com cachorros e 14,7% com felinos.

Conforme explica Oriana Bezerra, gerente de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde (FMS), a metodologia utilizada seguiu os mesmos parâmetros que o Levantamento Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRA), no qual é usada uma amostragem para mensurar e calcular os resultados obtidos. “Aplicamos um questionário, por meio dos formulários do Google, em 12.289 residências. Após a aplicação deste questionário, os dados foram tabulados, analisados e também validados por um profissional da área de estatística”, explica. De acordo com este método, a população de rua é estimada em 3% do número de animais domiciliados, o que leva a cerca de 3.360 cães sem um tutor responsável por eles.

A gerente chama atenção para o número de animais com acesso à rua, que pode levar a perigos como doenças, atropelamentos, envenenamento e agressão. “Em relação aos felinos, nós constatamos que 68,84% deles têm acesso livre à rua. É um percentual muito alto, e para reduzir o indicador você pode castrar o animal e reproduzir em casa um ambiente parecido com o que seu instinto vai procurar na rua”, diz Oriana Bezerra. “Já em relação aos cães, constatamos que 22,74% têm acesso à rua acompanhado por um responsável, e 26,46% são soltos na rua pelos próprios tutores, um dado que nos surpreendeu. Lembramos que esta é uma conduta inadequada, pelos riscos e também porque o código sanitário proíbe que eles andem nas vias desacompanhados e sem proteção como focinheiras, para evitar agressão às pessoas”, alerta a gerente de Zoonoses.

O Censo Animal também apontou dados relativos à castração, que tem aumentado desde a implementação do programa da FMS em parceria com a Universidade Federal do Piauí. “A gente observou que a porcentagem de cães castrados é bem menor que a de felinos”, afirma Oriana Bezerra. Ela conta que, dentre os cães, 3,96% dos machos e 8,25% das fêmeas são castrados, uma diferença de mais de duas vezes entre os sexos, o que não acontece com os gatos, que apresentaram 12,35% dos machos e 18,44% das fêmeas esterilizados – uma relação equilibrada.

O censo também apurou dados em relação a reprodução e zoonoses, o que possibilitará a adoção de estratégias de controle sanitário e prevenção. “Os dados irão servir como direcionamento para um trabalho educativo relacionado à posse responsável, a importância da castração e de se manter os animais dentro dos domicílios, bem como melhorar indicadores”, finaliza a gerente.

Fonte: FMS

Piauí

Wellington Dias afirma que estado não terá lockdown e fala sobre plano de vacinação contra Covid-19

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

O governador Wellington Dia (PT), afirmou nesta terça-feira (01/12), que o estado não terá um novo decreto de lockdown e negou que o estado esteja passando por uma segunda onda da covid-19.Pelo contrário, o chefe do executivo informou que o Piauí segue em instabilidade, no entanto, reforçou a necessidade da manutenção das medidas de segurança.

 “Aqui não há nenhuma decisão tomada pelo Governo do Piauí, através do Comitê Emergencial de Lockdown, porque a meta que estabelecemos é para evitar uma situação para que cheguemos ao extremo. Vamos seguir trabalhando para garantir, como meta, o cumprimento das regras estabelecidas, as medidas sanitárias, distanciamento social, evitando aglomerações, este é o caminho que nos trouxe até aqui, e conseguimos resultados que nos permitem uma situação de estabilização”, afirmou. 

O governador disse ainda que foi elaborado o plano estadual de vacinação contra o coronavírus, e que deve haver vacina nos 224 municípios do estado.

“Vamos ter vacinação em todos os municípios. O Piauí busca fazer sua parte e agir com celeridade, vejamos que embora o Governo Federal esteja ouvindo todos os Estados, e consolidando o plano nacional, o Estado do Piauí debruçou-se sobre sua própria realidade e está hoje apresentando um plano estratégico, o plano reconhece que teremos grupos estratégicos e alvos, o nosso plano faz um estudo da situação hoje das pesquisas que resultarão nas pesquisas que serão aprovadas, podendo assim esquematizar a produção, estágio de testagem, aprovação, nosso plano também desafio o monitoramento, questão orçamentário e operacionalização da campanha. No plano trazemos as estratégias de vacinação, onde todas as esferas estão envolvidas”, disse. 

Continue Lendo

Teresina

Equipes da Prefeitura de Teresina e Dr. Pessoa se reúnem para deliberar início da transição de mandato

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Divulgação

Representantes da Prefeitura de Teresina receberam, nesta terça-feira (01), os membros da equipe de transição do prefeito eleito Dr. Pessoa (MDB), para deliberar as questões necessárias para o início do próximo mandato. O prefeito Firmino Filho (PSDB), que também participou do encontro, ressaltou que a nova gestão vai receber uma administração organizada e com investimentos já garantidos para o futuro.

“Nós estamos terminando o ano com as contas em dia, pagando todos os fornecedores, não temos nenhum grande débito que está sendo deixado para o futuro. Essa é nossa obrigação como gestor e temos muitos recursos já contratados para investimentos futuros. São quase um R$ 1 bilhão que vão permitir que o próximo prefeito possa investir muito na cidade”, afirmou.

A equipe de transição da Prefeitura de Teresina vai servir de referência à equipe do prefeito eleito, repassando todas as informações para que o próximo governo inicie o planejamento das ações com conhecimento da realidade atual.

“Vamos trabalhar de forma ágil para facilitar o trabalho da próxima equipe que assumirá os órgãos municipais. A gestão está em pleno andamento e já é da tradição da Prefeitura de Teresina essa organização. Iremos entregar todos os documentos e informações que forem requisitados e de forma rápida, já que o período de transição este ano será mais curto. Inclusive, isso é determinação do prefeito Firmino filho, para que a cidade continue andando”, declarou o procurador geral do município e coordenador da equipe de transição da Prefeitura de Teresina, Raimundo Eugênio.

Além do procurador geral do município, a Comissão de Transição da Prefeitura de Teresina é composta pelo Secretário Municipal de Governo, Fernando Said; Secretário Municipal de Finanças, Francisco Canindé; Secretário Municipal de Planejamento e Coordenação, José João Braga; Secretária Municipal de Educação, Kátia Dantas; Secretário Municipal de Administração e Recursos Humanos, Raimundo Nonato Moura; e Presidente da Fundação Municipal de Saúde, Manoel de Moura Neto.

Durante o encontro, o coordenador da equipe de transição do próximo governo, o ex-ministro João Henrique, elogiou a receptividade e disponibilidade da atual gestão municipal em oferecer as informações necessárias durante o período de troca de governo.

“Queria agradecer pela maneira gentil que o prefeito está nos recebendo e tenho certeza que faremos um bom trabalho. Com essa equipe conjunta vamos criar as condições necessárias para ter uma gestão que cuide de Teresina”, afirmou. O coordenador também entregou ao gestor do município o ofício com a relação dos nomes que compõem a equipe de transição do futuro governo.

Continue Lendo

Saúde

Novo superintendente do HU, Paulo Márcio, diz que objetivo é maximizar serviços oferecidos à população

Laurivânia Fernandes

Publicado

em

Foto: Reprodução

O cardiologista e professor Paulo Márcio, lotado no Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Piauí (UFPI), assumiu a superintendência do Hospital Universitário. Ele foi indicado pelo novo reitor da instituição Gildásio Guedes no último dia 24 de novembro, e destaca a importância da unidade de saúde para o estado do Piauí.

“O Hospital Universitário exerce um papel fundamental no estado do Piauí, que é o atendimento de pacientes de alta complexidade, aqueles que precisam de cirurgias cardíacas, neurológicas, vasculares, ortopédicas, enfim de grandes cirurgias. E o HU tem se posicionado no sentido de resolver e dar assistência onde antes não eram realizados no estado do Piauí. Além disso, temos a vocação acadêmica, de ensino, de formar novos profissionais”, disse.

Paulo Márcio, ainda falou sobre desafios e destacou que um dos objetivos durante sua gestão à frente do HU será otimizar os trabalhos da unidade para que estejam cada vez mais próximos da população.”

“Ainda há muito o que se fazer. O hospital precisa se ampliar e estar mais próximo das pessoas, essa é a meta da nova gestão. Além de otimizar os trabalhos já realizados nas gestões anteriores, maximizar e melhorar os serviços e assistência à população”, afirma.

Continue Lendo
Casas Duplex

Trending

Copyright © 2018 Encarando - Silas Freire. Todos os Direitos Reservados.
WhatsApp: 86. 98183-1178 / Fixo: 3234-9879
Email: encarando.com@gmail.com

WhatsApp chat